Predefinição para informar dados sobre os livros

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

Perguntado dessa maneira, eu realmente não vejo muito problema em nenhuma das duas, apenas "gosto muito mais da sintaxe" (assim como o Raylton) da versão com predefinições independentes, que é mais limpa se comparada com a outra (isto significa que é mais compreensível para os editores? ou será que a predefinição única é a forma mais intuitiva?).

O que você entende por "aplicação mais adequada da CDD, CDU, CBC"?

Respondendo ao Virgílio: Citação: «Vamos deixar a questão mais difícil para mais tarde e resolver uma mais simples?»

Eu considero a questão da "organização por tema/área do conhecimento" bem mais difícil do que a escolha entre estas duas sintaxes, por isso quis tratar esta primeiro. A outra questão me parece difícil devido ao grande número de opções e o pequeno número de opiniões sobre elas (leia-se "mais opções do que colaboradores Confused.png), pois há varias tabelas que listam áreas do conhecimento (Cnpq, Capes, FAPESP, CDD, CDU, Biblioteca atual do Wikilivros, UNESCO, etc...). Para esboçar uma proposta relacionada a seção principal da biblioteca seria preciso comparar com calma todas as tabelas, e isso leva mais tempo do que gostaríamos que levasse... Das formas de organização da biblioteca que já estão em teste, considero a que reúne os livros conforme a ordem alfabética como sendo a mais correta no momento, talvez merecendo ser chamada de "principal", mas acho que não precisamos necessariamente ter uma "biblioteca principal", já que todas as seções tem links para as demais.

Helder (Discussão) 15h33min de 13 de Maio de 2010 (UTC)10h56min de 18 de agosto de 2010
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

Hum... sabe pensando melhor, acho que o Virgílio tem rasão, deixar as duas coexistindo até que se tenha uma opção realmente adequada é uma ótima ideia(lembra que isso deu certo quando as 2 gerações do {{AutoNav}} estavam funcionando juntas, então apareceu a terceira e foi só alegria...), alias já que as predefinições separadas só são realmente adequadas quando há mais de um valor para um mesmo parâmetro podemos adiciona-las só em casos específicos que precisem de mais de um valor(já que por sinal não terminamos de adicionar nem um valor para cada parâmetro em todos os livros)

Mudando de assunto... Quando falo da aplicação mais adequada da CDD, CDU, CBC, refiro-me a certas inconsistências que reparo na CDD como o fato de se converter para a classe mãe (de 512 para 500)... acho que deviríamos tratar de maneira mais hierarquia.

Assim: Ter a categoria 512 sendo sub categoria de 510 que por sua vez seria sub categoria de 500, sendo que os livros deveriam estar contidos nas três categorias, assim conforme as mais especificas fossem recebendo mais livros(visto que não temos tantos livros para todas as categorias especificas) poderíamos exibi-las na biblioteca e enquanto isso exibiríamos o nível imediatamente acima.

Exemplo: os livro dentro do nível 512 não seriam exibidos na biblioteca até que tivessem um numero considerável, enquanto isso exibiria-mos o nível 510 e caso esse também não tivesse livros suficientes exibiríamos o 500 (ou seja classificaríamos de maneira bastante especifica, mas exibiria-mos de maneira superficial até que os livros aumentassem).

Isso serve para todas as classificações que citei no outro comentário, mas exige mais trabalho pra traduzir e classificar... ( a proposito eu exemplifiquei 3 níveis porque acho que com mais níveis ficaria muito complexo tanto para a gente quanto para os leitores classificarem)

Raylton P. Sousa qualquer coisa estou aqui! =D 12h02min de 14 de Maio de 2010 (UTC)10h56min de 18 de agosto de 2010
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

Bem... à primeira vista a desvantagem que vejo em deixar que coexistam ambas as formas (multiplas predefinições + predefinição única) é que deixará de ser simples fazer as atualizações em massa (pois aí terei que criar o dobro de REGEXes para localizar e substituir os valores), por isso eu preferia usar apenas uma delas. Digo isso porque, fora as classificações feitas roboticamente para algumas categorias, não vi praticamente ninguém adicionando informações catalográficas nos livros (claro que isso se deve a falta de documentação do(s) sistema(s) no momento, mas enfim...). Deve dar para contar nos dedos o número de tais classificações feitas de forma não automatizada. Isso significa que, pelo menos por enquanto, dependemos um bocado de poder fazer as conversões automaticamente, e isso ficaria difícil se os dois sistemas fossem usados...

Outra coisa: muitos dos livros nos quais eu queria inserir um nível educacional pareciam ter como público alvo dois ou mais dos níveis que podem ser indicados, por isso eles ficaram sem nenhum nível indicado enquanto não temos a possibilidade de adicionar mais do que um. Eu acho que uma boa parte dos livros se enquadra nesta situação então em muitos casos será preciso usar dois (ou mais) parâmetros por esquema de classificação.

Acho que estamos bem sintonizados no que diz respeito à CDD: aquelas contas do tipo

{{#expr:trunc{{{CDD|-999}}} - ({{{CDD|-999}}} mod 100) }}

servem justamente fornecer o número da supercategoria (classe mãe) correspondente a um certo CDD específico (por exemplo 512 --> 500). De início, como a seção da biblioteca onde estaria a Classificação Decimal de Dewey só precisaria das 10 supercategorias (000, 100, ..., 900), eu não fiz questão de definir as fórmulas análogas que resultariam nas classificações intermediárias (513 --> 510 --> 500), embora eu estivesse incluindo nos livros os CDDs mais específicos que eu pudesse (como vc mesmo comentou acima, Raylton). Mas é fácil de fazer a expansão (e está na lista de atualizações a serem feitas na(s) predefinição(ões) assim que escolhermos a sintaxe): na verdade já está até feito para a Predefinição:CDD/Topo da categoria, que exibe os nomes das supercategorias com base no número CDD da subcategoria mais específica (e usando a lista de nomes, claro...). Legal né? Teeth.png

To pensando em fazer o seguinte: fazer a atualização na atual predefinição "Organização" (e renomeá-la para "Dados catalográficos", que foi um nome bem aceito por 3 de nós), e enquanto isso a comunidade continua livre para mudar de ideia quanto à "qual é a sintaxe mais simples de se usar". Se houver fortes motivos para acreditarmos que ficará melhor com elas separadas, separamos e fazemos uma só atualização (é mais simples do que ir mantendo as duas formas e tentando fazer atualizações nas duas...). Algum problema em procedermos assim?

Helder (Discussão) 16h07min de 14 de Maio de 2010 (UTC)10h57min de 18 de agosto de 2010
 
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

As minhas desculpas pela demora em participar, mas o vandalismo da madrugada de dia 15 levou-me a esperar que a normalidade fosse reposta.

Tenho andado com este assunto «às voltas» e a rever o que vai sendo escrito. Hélder, aquela minha pergunta sobre o mais fácil e mais difícil não implicava discordância. Também acho que enquanto não se consegue resolver o difícil, ao menos que se resolva o fácil.

Como utilizador, tenho que confessar que é mais fácil ter uma predefinição única. É mais fácil ver o que está preenchido e o que não está. O que tem é que estar muito bem documentada para não haver dúvidas quanto aos valores a dar.

Desta vez, para diminuir a entropia, vou abordar um assunto só, convidando-os a aderirem ao mesmo procedimento.

1. Predefinição única

1.1. Nome

Dados catalográficos

Predefinição:Organização

Ficha catalográfica

INFORMAÇÕES CATALOGRÁFICAS

Regist(r)o catalográfico

Resumo catalográfico

Ver:

Bases de dados catalográficos

Dados catalográficos

Catalogação da Publicação

Mais simples, genérico, versátil, flexível e toda a gente percebe o que é: Ficha do livro

Na minha opinião, nada é irreversível. Como escrevi acima, quando for preciso voltar ao princípio e fazer tudo de novo, faz-se.

Atenciosamente,

Virgílio A. P. Machado

Vapmachado (Discussão) 00h40min de 16 de Maio de 2010 (UTC)11h00min de 18 de agosto de 2010
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

Agora que falou, realmente "Ficha do livro" parece menos complicado para leitores que não façam ideia de como organizamos os wikilivros. E de fato imagino que seja "mais fácil ver o que está preenchido e o que não está" no caso da sintaxe da predefinição única (a não ser que se coloquem as várias predefinições separadas com um comentário no lugar do primeiro parâmetro, mas ia ficar meio feio: {{CDD|<!-- Qual a Classificação Decimal de Dewey deste livro? -->}}).

Helder (Discussão) 15h52min de 16 de Maio de 2010 (UTC)11h01min de 18 de agosto de 2010
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

Então? Ninguém diz mais nada? Vamos avançando, mas o compromisso mantém-se: quando for preciso voltar ao princípio e fazer tudo de novo, faz-se.

1. Predefinição única

1.1. Nome: Ficha do livro

1.2. Nome2

Nome2 refere-se a «Organização». Qual é o nome correcto desta designação? O que é? Qual o seu papel na predefinição? É o nome da predefinição? Precisa de constar ali? A predefinição vai continuar a chamar-se assim? Ou vai passar a chamar-se «Ficha do livro»?

Atenciosamente,

Virgílio A. P. Machado

Vapmachado (Discussão) 17h58min de 18 de Maio de 2010 (UTC)11h02min de 18 de agosto de 2010
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

O atual nome "Organização" é justamente o que será mudado para "Dados catalográficos" ou "Ficha do livro". Ele é o nome da predefinição (na versão com predefinição única) que recebe os dados e faz a categorização. O Raylton não gostou de "Ficha do livro" (estive conversando com ele por e-mail), mas deixarei que ele mesmo exponha seus motivos. Da minha parte, aceito qualquer uma destas duas opções. Alguém além de nós três tem preferência por uma das duas, para desempatar?

Helder (Discussão) 18h33min de 18 de Maio de 2010 (UTC)11h03min de 18 de agosto de 2010
 
 
 
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

Raylton, Não há pressa. Trate dos seus estudos e quando puder diga alguma coisa.

Neste momento, então, a «coisa» está assim:

  • 1. Predefinição única
  • 1.1. Nome no comentário: Ficha do livro
  • 1.2. Nome da predefinição: Ficha do livro
  • 1.3. Ordem Alfabética?

O primeiro critério não deverá ser a «Ordem Alfabética»? Ordem alfabética de quê? Do título, pois claro, mas onde é que isso está explicado? O que fazer com os títulos que começam por «O», «A», «Um» e «Uma»? É preciso explicar isso também, algures, e todas as outras dúvidas que possam surgir. Para já não falar em explicar que o que o editor tem que escrever é uma única letra, a primeira do título. Algumas excepções? «Princípios de Física», «Física Fundamental» e «Avanços em Física» devem aparecer em «P», «F» e «A» ou todos em «F»?

Atenciosamente,

Virgílio A. P. Machado

Vapmachado (Discussão) 03h24min de 19 de Maio de 2010 (UTC)11h07min de 18 de agosto de 2010
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

Aquele texto que está no comentário não será inserido (eu coloquei nos exemplos pois ainda não tinha certeza de como a predefinição se chamaria). Acho que ficaria redundante demais ter um comentário exatamente igual ao nome da predefinição (que estaria na linha imediatamente a seguir).

Eu estava pensando também em usar "primeira letra" em vez de "ordem alfabética" no nome do parâmetro da predefinição, pois é mais descritivo e deixa bem claro o que deve ser inserido. Pessoalmente prefiro que seja sempre a primeira letra, mesmo que a primeira palavra seja do tipo que citou (Um, Uma, O, A, Introdução à ...), pois é menos sujeito a erros ou dúvidas ao incluir indicar o valor adequado do parâmetro (e permitiria que um script avisasse sobre a inclusão acidental de um caractere incorreto).

Além disso, para mim, quanto mais simples for descrever a regra geral, melhor, pois assim haverá a possibilidade de no futuro criarmos scripts que automatizem as partes das tarefas que se mostrarem mais repetitivas.

Quanto ao que o Albmont comentou, eu diria que a idade do leitor muitas vezes não estará muito relacionada ao grau de facilidade que o mesmo terá para ler certos livros. Há possibilidade de pessoas com idades bastante diferentes terem um mesmo nível de conhecimento, e assim ambas serem capazes de ler determinado livro. Por outro lado, as etapas do ensino pelas quais os estudantes passam mudam de nome conforme o país. Eu não sei dizer se é apenas o nome que muda. Alguém sabe se há uma correspondência exata de um lugar para outro? Se houver uma correspondência mais ou menos clara, bastará permitirmos que se usem sinônimos ao preencher os dados sobre o livro (embora para fins de categorização, haverá apenas uma categoria, com um dos dois nomes, para que os livros permaneçam agruados em um mesmo conjunto).

Uma alternativa à questão dos níveis educacionais serem dependentes do país é adotar o mesmo que o Wikibooks fez: indicar o que eles chamam de Reading Levels dos livros (níveis de dificuldade para a leitura dos mesmos), e descrever em algum lugar o significado de cada nível que for adotado por aqui. Outras sugestões? Questões?

Helder (Discussão) 23h29min de 21 de Maio de 2010 (UTC)11h08min de 18 de agosto de 2010
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

Como referi acima, para diminuir a entropia, gostaria que fosse abordado um assunto de cada vez, convidando-os a aderirem ao mesmo procedimento. O compromisso é quando for preciso voltar ao princípio e fazer tudo de novo, faz-se. É o caso. Face às informações dadas, a situação é esta:

  • 1. Predefinição única
  • 1.1. Nome da predefinição: Ficha do livro
  • 1.2. Primeiro caracter do título:

Não dispensa a necessária, mas breve, explicação: Uma letra maiúscula entre A e Z ou algarismo entre 0 e 9

Fica bem assim?

Atenciosamente,

Virgílio A. P. Machado

Vapmachado (Discussão) 04h49min de 22 de Maio de 2010 (UTC)11h10min de 18 de agosto de 2010
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

Boa notícia: não será mais necessário informar o primeiro caractere do título dos livros, pois encontramos uma forma automatizada para que a predefinição determine isso por conta própria. Smile.png

E quanto o nome da predefinição, acho que a escolha com mais apoio foi "Dados catalográficos" (Mário, Raylton, Helder), e não "Ficha do livro" (Virgílio e Helder), por isso eu mudei para "Dados catalográficos" quando coloquei o AWB para atualizar a sintaxe da predefinição. Tudo bem se for assim, Virgílio, ou vê muita desvantagem neste nome?

PS: Apesar de eu aceitar qualquer dos dois, ainda tenho leve preferência por "Dados catalográficos".

Helder (Discussão) 22h00min de 13 de Junho de 2010 (UTC)11h11min de 18 de agosto de 2010
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

Helder, Cá por mim podem chamar-lhe como quiserem. Qualquer semelhança entre aquilo e dados catalográficos é pura e lamentável coincidência. Até prova em contrário, é um erro que devia ser evitado. Há certas coisas que não compete aos editores, maioria ou não, decidir o que é e o que não é. Há fontes próprias para isso, conforme mostrei acima. Dúvidas? É só ir a uma biblioteca, mostrar aquilo e perguntar: «Isto são dados catalográficos»? Fico à espera das respostas. :-)

Atenciosamente,

Virgílio A. P. Machado

Vapmachado (Discussão) 02h07min de 14 de Junho de 2010 (UTC)11h12min de 18 de agosto de 2010
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

Acho que finalmente entendi o erro no uso que estive(mos) fazendo da expressão "dados catalográficos"... Confused.png

Mas como isso é fácil de mudar, assim que nos entendermos quanto ao melhor nome, coloco o AWB para funcionar outra vez... Para os demais, "Ficha do livro" é uma boa alternativa?

Helder (Discussão) 17h30min de 14 de Junho de 2010 (UTC)11h12min de 18 de agosto de 2010
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

Desculpa a demora, mas é que eu estava realmente ocupado com outras coisas. Enfim... Conforme defendido pelo Virgílio acho que "Ficha do livro" é realmente uma melhor alternativa. Atenciosamente =D

Raylton P. Sousa qualquer coisa estou aqui! =D17h54min de 21 de agosto de 2010
Editado por 2 outros utilizadores.
Última edição: 08h06min de 17 de agosto de 2016

Yes check.svg Feito: a predefinição foi movida e os afluentes (índices dos livros) foram atualizados.

Helder (Discussão)00h48min de 27 de agosto de 2010