Retórica e argumentação/Os 5 Cânones da Retórica/Invenção

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A invenção consiste em elaborar o que falar ou escrever, a criação de conteúdo. É o cânone mais importante da retórica e também o mais difícil. Até autores e oradores experientes podem sofrer de bloqueio criativo. Para ajudar a ter ideias, alguns tópicos de invenção são sugeridos.

Tópicos de invenção[editar | editar código-fonte]

  • Definição: Defina os conceitos mais obscuros ou complicados do seu discurso. Isto informa sua audiência e auxilia na articulação lógica do discurso.
  • Divisão: Elenque as partes constituintes do assunto tratado. Descreva as questões mais pertinentes. Ao tratar de um conjunto pequeno de entidades, descreva cada uma destas (ou ao menos as mais importantes). Já ao tratar de um conjunto grande, descreva os subconjuntos mais interessantes. Confira as figuras de estilo eutrepismo, merimus e distributio
  • Comparação: Compare os assuntos abordados, as partes divididas. Compare assuntos insólitos com assuntos mais familiares à audiência. Confira as figuras de estilo analogia e disanalogia.
  • Relação: Descreva como os assuntos ou entidades tratadas se relacionam. Algumas relações interessantes são as de causa e efeito, condição e consequência, oposição etc. Confira as figuras de estilo antimetábole e aetiologia.
  • Circunstâncias: A audiência pode não ter a reação intelectual ou emocional adequada a um discurso se este for muito vago ou muito abstrato. Assim, descreva vividamente circunstâncias e dê exemplos concretos de situações. Confira as figuras de estilo martírio, paradeigma, enargia, digressio e adhortatio.
  • Testemunho: Quem de credibilidade está de acordo com você? Como você pode utilizar isto ao seu favor? Confira as figuras de estilo dialogismo e martírio.