Saltar para o conteúdo

Português/Período composto/Orações subordinadas/Adverbiais

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Ver também: Advérbio e Conjunção
O wikilivro Introdução à língua portuguesa possui uma versão simplificada deste assunto: Orações adverbiais

As orações subordinadas adverbiais são as orações que exercem função de advérbio em relação à oração principal. É muito comum haver verbos e outros termos elípticos nestes e em outros tipos de oração. São orações do período composto sindéticas (possuem conjunção). São ligadas à oração principal através da conjunção subordinativa, com exceção das integrantes.

Função[editar | editar código-fonte]

Por estas orações atribuírem uma circunstância à oração principal, são adverbiais. É raro encontrar períodos que podem ser transformados em compostos por orações adverbiais, porque são poucos verbos que possuem o mesmo radical que o advérbio (orações fixas). Por exemplo, não há verbo relacionado ao advérbio ontem, logo, não se tem oração subordinada com este advérbio. Já o advérbio de manhã, possui o verbo amanhecer, logo, é clara a transformação:

Faço tudo de manhã. - Período simples
Faço tudo quando amanhecer. - Período composto

O oposto também ocorre, em certas orações é impossível haver advérbio ou locução adverbial que tenha o mesmo significado que a oração subordinada. Por estes fatos, a oração subordinada adverbial é a menos característica, mas a mais significativa. De acordo com a circunstância estabelecida, elas são divididas:

Oração subordinada adverbial causal[editar | editar código-fonte]

Indicam a circunstância da causa. Ex.: a causa de faltar ao trabalho, a causa do choro, a causa da visita. Conjunções causais: porque, porquanto, como, já que, uma vez que, visto que, por isso que, pois, etc.

Não fui trabalhar, já que peguei gripe.
  • Oração Principal: Não fui trabalhar
  • Oração Sub. Adv. Causal: já que peguei gripe
A menina chorava porque havia caído da bicicleta.
  • Oração Principal: A menina chorava
  • Oração Sub. Adv. Causal: porque havia caído da bicicleta
Ele foi visitar a prima visto que ela estava com hipertensão.
  • Oração Principal: Ele foi visitar a prima
  • Oração Sub. Adv. Causal: visto que ela estava com hipertensão

Oração subordinada adverbial comparativa[editar | editar código-fonte]

Compara com a oração principal (veja: grau). Conjunções comparativas: como, bem como, assim como, mais./menos... (do) que, tão/tanto... quanto/como, tal qual, etc. São as mesmas estruturas do grau comparativo dos adjetivos e dos advérbios.

Os olhos dela eram tão lindos quanto era o céu.
  • Oração Principal: Os olhos dela eram tão lindos
  • Oração Sub. Adv. Comparativa: quanto era o céu
Ele fazia as coisas mais lentamente que o andar de uma tartaruga.
  • Oração Principal: Ele fazia as coisas mais lentamente
  • Oração Sub. Adv. Comparativa: que o andar de uma tartaruga
A multidão gritava mais alto que o som feito pelas caixas de som.
  • Oração Principal: A multidão gritava mais alto
  • Oração Sub. Adv. Comparativa: que o som feito pelas caixas de som

É comum a omissão do verbo nessas orações.

Em 'Ela fala como se fosse especialista no assunto', há apenas duas orações, chama-se comparativa 'hipotética'. Antigamente se fazia o desdobramento, e teríamos uma oração a mais: Ela fala como falaria se fosse especialista no assunto.

Oração subordinada adverbial concessiva[editar | editar código-fonte]

Indicam uma ideia ou um fato insistente. O verbo destas orações estará no subjuntivo (no pretérito imperfeito, presente ou futuro), mas por tanto utilizado o modo indicativo nestas orações, também é admitido (assim como no português arcaico). Conjunções concessivas: embora, conquanto, ainda que, mesmo que, mesmo quando, apesar de que, se bem que, nem que, posto que, por mais/menos que, malgrado, não obstante, inobstante, em que pese, etc.

Ele não se mexia por mais que eu tentasse mexê-lo.
  • Oração Principal: Ele não se mexia
  • Oração Sub. Adv. Concessiva: por mais que eu tentasse mexê-lo
Ainda que você tente de tudo, nada vai me fazer mudar de ideia.
  • Oração Principal: nada vai me fazer mudar de ideia
  • Oração Sub. Adv. Concessiva: Ainda que você tente de tudo
Nem quando eu me atirar de um desfiladeiro ele fará algo assim.
  • Oração Principal: ele fará algo assim
  • Oração Sub. Adv. Concessiva: Nem quando eu me atirar de um desfiladeiro

Oração subordinada adverbial condicional[editar | editar código-fonte]

Indicam a condição, que aquilo só ocorreria se algo estivesse de tal modo. Conjunções condicionais: se, caso, desde que, contanto que, a menos que, a não ser que, sem que, exceto se, salvo se, uma vez que, etc.

Não farão nada, exceto se me prometerem uma coisa.
  • Oração Principal: Não farão nada
  • Oração Sub. Adv. Condicional: exceto se me prometerem uma coisa
Não serão expulsos caso cumpram as nossas regras.
  • Oração Principal: Não serão expulsos
  • Oração Sub. Adv. Condicional: caso cumpram as nossas regras
Encomendarei comida a não ser que você não esteja com fome.
  • Oração Principal: Encomendarei comida
  • Oração Sub. Adv. Condicional: a não ser que você não esteja com fome

Oração subordinada adverbial conformativa[editar | editar código-fonte]

Indicam a conformidade. É separada com vírgula. Conjunções conformativas: conforme, segundo, consoante, como, de acordo com, etc.

Conforme o que o médico dizia, o câncer é uma modificação celular.
  • Oração Principal: o câncer é uma modificação celular
  • Oração Sub. Adv. Conformativa: Conforme o que o médico dizia
Segundo o que estava escrito na revista, o cantor casou-se com a atriz.
  • Oração Principal: o cantor casou-se com a atriz
  • Oração Sub. Adv. Conformativa: Segundo o que estava escrito na revista
O Haiti foi devastado por mais abalos sísmicos, de acordo com o que estava escrito no jornal.
  • Oração Principal: O Haiti foi devastado por mais abalos sísmicos
  • Oração Sub. Adv. Conformativa: de acordo com o que estava escrito no jornal

Oração subordinada adverbial consecutiva[editar | editar código-fonte]

Indicam a consequência do fato, o que ocorreu após o fato. Conjunções consecutivas: que (precedido de tal, tão, tanto, tamanho), de maneira que, de modo que, de forma que, de sorte que, tanto que, etc

Ela assustava os outros de modo que todos acabavam se apavorando.
  • Oração Principal: Ela assustava os outros
  • Oração Sub. Adv. Consecutiva: de modo que todos acabavam se apavorando
Estavam tão entusiasmados com a festa que nem perceberam escurecer.
  • Oração Principal: Estavam tão entusiasmados com a festa
  • Oração Sub. Adv. Consecutiva: que nem perceberam escurecer
Falavam tão baixo de forma que todos precisavam se aproximar para ouvir.
  • Oração Principal: Falavam tão baixo
  • Oração Sub. Adv. Consecutiva: de forma que todos precisavam se aproximar para ouvir

Oração subordinada adverbial final[editar | editar código-fonte]

Indicam a circunstância de fim, a finalidade de tal fato. Conjunções finais: para que, a fim de que, que, porque, etc.

Queria ir para casa para que pudesse acabar meus deveres.
  • Oração Principal: Queria ir para casa
  • Oração Sub. Adv. Final: para que pudesse acabar meus deveres
Largaria meu emprego a fim de que houvesse mais tempo livre.
  • Oração Principal: Largaria meu emprego
  • Oração Sub. Adv. Final: a fim de que houvesse mais tempo livre
Gostaria de voltar no tempo para que eu pudesse consertar meus erros.
  • Oração Principal: Gostaria de voltar no tempo
  • Oração Sub. Adv. Final: para que eu pudesse consertar meus erros

Oração subordinada adverbial proporcional[editar | editar código-fonte]

Indicam proporcionalidade. Não confunda estas com as comparativas, a proporção indica que se tal fato ocorresse com tal intensidade, outro fato ocorreria com a mesma intensidade. São separadas das orações principais com vírgula. Conjunções proporcionais: à medida que, assim que, à proporção que, ao passo que, quanto mais, quanto menos, tanto mais, tanto menos, enquanto, etc. É importante lembrar que essas conjunções iniciam as orações subordinadas adverbiais proporcionais.

Quanto mais chuva cair, mais enchente haverá.
  • Oração Principal: mais enchente haverá
  • Oração Sub. Adv. Proporcional: Quanto mais chuva cair
À medida que aumentar mais a renda per capita, diminuirá assim também o número de pessoas com fome.
  • Oração Principal: diminuirá assim também o número de pessoas com fome
  • Oração Sub. Adv. Proporcional: À medida que aumentar a renda per capita
Quanto mais o tempo passava, com mais remorsos do acidente ele ficava.
  • Oração Principal: com mais remorsos do acidente ele ficava
  • Oração Sub. Adv. Proporcional: Quanto mais o tempo passava

Oração subordinada adverbial temporal[editar | editar código-fonte]

Indicam o período do tempo em que ocorre a oração principal. Conjunções temporais: quando, enquanto, logo que, assim que, sempre que, antes que, depois que, mal, até que, desde que, etc...

Isto me ocorre sempre quando estou com raiva.
  • Oração Principal: Isto me ocorre
  • Oração Sub. Adv. Temporal: sempre quando estou com raiva
Desde que ele faleceu ela vive tristemente.
  • Oração Principal: ela vive tristemente
  • Oração Sub. Adv. Temporal: Desde que ele faleceu
Eu ouvia cochichos na hora em que eu falava.
  • Oração Principal: Eu ouvia cochichos
  • Oração Sub. Adv. Temporal: na hora em que eu falava.