Logística/Sistemas de informação/Indicadores de desempenho/Indicadores de utilização de recursos: equipamentos/Disponibilidade

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A disponibilidade é a percentagem de tempo em que um equipamento está disponível para exercer a sua função, excluindo o tempo em que esteve parado para manutenção ou por outro motivo qualquer. Este indicador apresenta algumas dificuldades no que diz respeito ao que deve ou não ser considerado na sua determinação, pois envolve directamente áreas que utilizam equipamentos com vista à obtenção de benefícios, ou seja, áreas de produção.

Uma vez que a área de produção apresenta objectivos que devem ser cumpridos num determinado período de tempo, qualquer contratempo relacionado com os equipamentos serve de justificação para o facto de essas metas não serem atingidas. Independentemente de o equipamento ter estado parado para manutenção ou devido a uma avaria, considera-se que a sua inactividade pode gerar prejuízo para a organização em causa.

Relativamente à determinação da disponibilidade, são diversas as formas de cálculo e os raciocínios usados nas diversas áreas que constituem uma empresa. Apesar dos diferentes interesses envolvidos, deve haver um consenso entre todas as áreas, tendo em conta que qualquer uma pretende ter os equipamentos disponíveis para funcionar 24 horas por dia, de modo a contribuir com a obtenção de lucros para a empresa. Portanto, todos os factores que impossibilitem o funcionamento dos equipamentos, independentemente da área responsável, devem ser considerados no cálculo deste indicador, tendo em conta que os accionistas da empresa que investem num equipamento não o querem ver parado.

Tendo em conta os diferentes métodos usados no cálculo da disponibilidade, algumas empresas consideram que os equipamentos devem ter um calendário de funcionamento baseado no calendário da empresa, para que todas as intervenções que ocorram dentro desse horário possam ser consideradas como tempo indisponível. Em contrapartida, outras empresas incluem o tempo em que os equipamentos estiveram parados para manutenção no cálculo deste indicador. Por outro lado, existem empresas que acham que os equipamentos devem estar disponíveis 24 horas por dia, independentemente do horário de trabalho da organização, mas incluem determinadas intervenções da área de produção, como por exemplo troca de turnos, tempos de setup e falta de material, no cálculo da disponibilidade (JC, 2008).

Pode definir-se o cálculo do indicador de disponibilidade de um equipamento da seguinte forma (Chiaradia, 2004):

Disponibilidade (%) = ((Tempo útil de trabalho - Tempo de paragens não programadas) / Tempo útil de trabalho) × 100

Em que o tempo útil de trabalho representa a diferença entre o tempo total disponível de trabalho do equipamento e o tempo de paragens programadas pela produção, como por exemplo: tempo de descanso, limpeza do equipamento, manutenções programadas, entre outros.