Iniciação à Pesquisa Científica em Saúde/ Turma IPCII - 2016 1: lista de exercícios (16 a 30)

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Iniciação à Pesquisa Científica em Saúde
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Índice

Questão 16: Incontinência urinária I[editar | editar código-fonte]

Urinary system.svg

Um estudo científico acompanhou uma coorte de 30 mulheres com queixa de perda involuntária de urina. As características clínicas e epidemiológicas destas mulheres foram registradas em um sistema eletrônico de informação. Parte da base de dados extraída para análise foi apresentada a seguir (Nome: iniciais / Prontuário hospitalar / idade (anos) / Duração_sintoma (meses) / IMC (indice de massa corporal, m/kg2) / Urodinâmica (1- Incontinência de esforço leve / 2- Incontinência de esforço grave). Analise-a e responda às questões.

Nome Prontuário Idade Duração_sintoma IMC Urodinâmica
AVP 915075 58 19 26,6 1
MMS 814470 77 150 24,5 2
MJSM 815475 39 6 37,0 2
MSD 715555 43 12 31,0 2
PDT 835470 50 12 32,0 2
MMFT 809475 68 72 29,9 2
ZJD 825375 49 60 22,6 1
MS 825377 56 120 30,1 2
NNO 925005 45 6 31,6 2
ACV 825366 48 60 27 2
SDE 810839 61 48 40 2
WES 810075 49 48 28,5 2
IJN 822325 56 48 27,6 2
FGT 825333 49 12 29,2 2
SDE 775375 53 72 26,8 2
DCC 805075 49 12 25,7 1
FEDR 815371 72 120 18,9 1
SWE 825676 67 120 29,1 2
SDD 835374 78 24 30,4 2
SACV 835335 67 9 27,4 2
IJLO 828379 69 24 25,7 1
FVC 825071 47 36 29,1 2
SDE 824355 49 72 20,9 2
AMN 829365 56 9 30,5 2
HBG 805079 45 60 22,4 2
DFR 825473 67 120 36,5 2
FFR 819476 54 12 23,6 1
CDE 811470 53 12 32 2
RTF 813476 79 48 26,3 2
MJ 815474 79 60 31,1 2

a) Quais são os dados registrados e suas características, de acordo com sua natureza.

b) Qual a diferença entre dado e informação? elabore pelo menos três frases com estatística, contendo informações extraídas desta base de dados.

c) Descreva as variáveis idade, duração do sintoma e IMC, por grupo de incontinência urinária (leve / grave). Utilize tabela ou gráfico.

Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Escreva aqui a resposta e fundamente descrevendo seu raciocínio e com referências bibliograficas que voce utilizou para solucionar a questão

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Estatística descritiva

Tipos de variáveis na área biomédica

Coleta e organização de dados sobre saúde

A representação do conhecimento em saúde

Coleta eletrônica de dados para estudos clínicos

Preparação de um banco de dados

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 17: Dengue II[editar | editar código-fonte]

Um profissional de saúde decidiu fazer um levantamento à partir de 5 casos de Dengue confirmados na Unidade Básica de Saúde onde ele atua. Para isto, buscou informações sobre o tipo de moradia e sexo destes pacientes, nos registros ambulatoriais. Usou como comparação 5 pacientes da mesma região que não tiveram Dengue, no mesmo período, o último mês. Analise os dados apresentados no quadro a seguir e responda as questões.

Apartamentos Ópera, Fuengirola 05.jpg
Dengue em janeiro/16 Moradia Sexo
Não apartamento F
Sim apartamento F
Não apartamento M
Não apartamento M
Sim casa M
Sim casa M
Sim casa F
Não apartamento F
Sim casa M
Não apartamento F

F- feminino, M-masculino

a) Qual a frequência absoluta e relativa do tipo de moradia em pacientes que tiveram Dengue e do grupo controle.

b) Construa um gráfico utilizando os dados Dengue e sexo.

c) É possível tirar conclusões que possam ser aplicadas à toda comunidade, a partir desta análise?

d) Que estudo voce poderia propor para analisar melhor a questão levantada nesta avaliação preliminar? indique o desenho de estudo, criterios de elegibilidade, variáveis preditoras e desfecho, validade externa do estudo e considerações éticas sobre a proposta.


Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Escreva aqui a resposta e fundamente descrevendo seu raciocínio e com referências bibliograficas que voce utilizou para solucionar a questão

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Apresentação de dados científicos sobre saúde

Preparação e análise de gráficos sobre dados de saúde

Planejamento de estudos científicos em saúde

Escolha dos controles

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 18: Tipos de gráfico I[editar | editar código-fonte]

Analise os dois gráficos apresentados a seguir. Ambos apresentam informações sobre a frequência relativa de cesariana, por categorias, em função de grupos de interesse. Leia atentamente as opções, estude sobre a correta utilização de gráficos científicos em saúde e escolha a única CORRETA, justificando sua resposta e os distradores (as erradas).

Grafico cesariana setor.png

Cesariana comissao perinatal.png

Clique nas figuras para ampliar

a) Ambos os gráficos representam o evento número de cesarianas, um dado numérico discreto

b) O gráfico de barras é um histograma de frequências e mostra como a cesariana se distribui na população feminina de BH

c) O número total de cesarianas no gráfico circular, diferente do polígono de frequência, compreende 100% das ocorrências cesariana em 2009

d) O gráfico de barras exibe a ocorrencia absoluta de cesarianas, em relação ao parto normal

Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Tente resolver antes de ver a resposta
Emojione 1F4A1
A resposta é a LETRA

Outras respostas:

.

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Apresentação de dados científicos sobre saúde

Preparação e análise de gráficos sobre dados de saúde

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 19: PNAD 2008[editar | editar código-fonte]

A Tabela a seguir foi extraída da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD 2008, IBGE), indicadores sociais brasileiros[1]. Ela traz informações sobre casais residentes em domicílios particulares, por grupos etários, nas regiões brasileiras. Analise a tabela e responda as questões a seguir:

Novela-casal.svg

Tabela 4.18 - Casais residentes em domicílios particulares, total e respectiva distribuição percentual, por grupos de idade da pessoa de referência da família, segundo as Grandes Regiões - 2008

Grandes Regiões Total

(1000 pessoas)

Distribuição percentual, por grupos de idade da pessoa de referência da família (%)
Até 24 anos 25 a 34 anos 35 a 44 anos 45 ou mais anos
Brasil 2101 13,9 44,1 18,5 23,4
Norte 81 19,3 43,2 21,5 16,0
Nordeste 397 17,7 41,8 15,8 24,6
Sudeste 1056 10,6 44,1 19,3 25,9
Sul 428 16,5 45,3 18,7 19,5
Centro-oeste 139 16,4 47,6 18,5 17,4

Fonte: IBGE, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2008.

Nota: Compreende os casais formados por pessoa de referência e cônjuge com rendimentos e mulher sem filhos nascidos vivos, sem presença de outros parentes e agregados residentes no domicílio.

a) Em qual grupo etário residem o maior número de casais sem filhos, em domicílios particulares?

b) Reconstrua esta tabela modificando a frequência relativa simples dos grupos etários por frequência relativa acumulada

c) Em qual região brasileira residem o menor número de casais sem filhos, em domicílios particulares, com idade até 34 anos?

d) Construa um gráfico de Pareto utilizando as frequências absolutas e acumuladas, por grandes regiões brasileiras

Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Escreva aqui a resposta e fundamente descrevendo seu raciocínio e com referências bibliograficas que voce utilizou para solucionar a questão

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Apresentação de dados científicos sobre saúde

Preparação e análise de tabelas sobre dados de saúde

Preparação e análise de gráficos sobre dados de saúde

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 20: Internet I[editar | editar código-fonte]

Quase metade dos brasileiros usa a internet regularmente. É o que mostra a Pesquisa Brasileira de Mídia 2015 (PBM 2015), divulgada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República[2]. As pessoas ficam conectadas, em média, 4h59 por dia durante a semana e 4h24 nos finais de semana, superior ao tempo médio que os brasileiros ficam expostos ao televisor, respectivamente 4h31 e 4h14. Em uma pesquisa por amostragem, o número de horas diárias conectadas à internet, por estudantes de medicina foi (horas): 9, 10, 18, 5, 21, 11, 15, 8, 3, 5, 9, 10, 11, 13, 19, 14, 17, 9, 8, 6, 3, 9, 10, 1, 0, 15, 16, 14 ,18, 19.

Internet.svg

a) Calcule: a média, mediana, desvio padrão e amplitude.

b) Determine o percentil 25, 50 e 75. Construa um gráfico de caixas com estes valores

c) Construa um histograma de frequência para os dados

d) Proponha um teste de hipóteses para avaliar se o valor médio de acesso dos estudantes é diferente da média do país.

c) Utilize um software estatístico e resolva o teste de hipótese. Explique os resultados.


Sugestão de apoio:

Dicas SPSS.com

Manual SPSS 20 em portugues

Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

A) Conceitos utilizados para o cálculo da questão:

Média e mediana são exemplos de medidas de tendência central, pois se referem ao valor de centro da distribuição de dados.

Média: é o resultado da divisão da soma de todos os valores da amostra pela quantidade total de valores

Calculando a média (este cálculo foi feito pelo programa Excel 2013, mas também pode ser calculado à mão)

- Basta somar os valores e dividir pelo “n” (número de elementos da amostra): Soma total: 326.

- Dividindo-se a soma total por n: 326 ÷ 30 = 10.8.

Resposta: 10.8

·        Mediana: é o valor central da amostra. O valor que divide o conjunto de dados em duas partes tais que abaixo e acima da mediana encontram-se 50% das observações.

Calculando a mediana (este cálculo foi feito pelo programa Excel 2013, mas também pode ser calculado à mão).

- Colocando em ordem crescente:

0 1 3 3 5 5 6 8 8 9 9 9 9 10 10 10 11 11 13 14 14 15 15 16 17 18 18 19 19 21

- Dividindo-se os dois valores centrais (10+10) por 2, obtemos mediana 10.

Resposta: 10.

Para calcular a mediana é preciso organizar os números em ordem crescente de forma a facilitar a observação do valor central. Quando o “n” (quantidade de números da amostra) for ímpar a mediana é o valor central. Quando “n” for par a mediana é a soma dos dois valores centrais divididos por 2.

Por exemplo: na sequência 1 2 3 4 5. Como n é ímpar ( 5 ) a mediana é o valor de posição central , no caso : 3.

Já na sequência 1 2 3 4 5 6, como n é par (6) a mediana é a divisão dos dois valores de posição central (3 + 4 =7), divididos por 2. Assim 7 dividido por 2 me dá o valor da mediana de 2,5.

Desvio padrão e amplitude são medidas de variabilidade, pois caracterizam a dispersão dos dados de distribuição.

O desvio padrão é a medida mais comum da dispersão estatística. Ele mostra o quanto de variação ou "dispersão" existe em relação à média (ou valor esperado). Um baixo desvio padrão indica que os dados tendem a estar próximos da média; um desvio padrão alto indica que os dados estão espalhados por uma gama de valores.

Cálculo do desvio padrão de acordo com programa Excel 2013: 5,6.

            Lembrando que o desvio padrão é a raiz da variância, e a variância consiste da soma das diferenças de cada elemento subtraídos da média e elevados ao quadrado divido pelo número de elementos. Variância = 31,8, calculada pelo programa Excel 2013.

Já a amplitude é definida como sendo a diferença entre o maior e o menor valor do conjunto de dados.

Cálculo da amplitude: 21(maior valor) – 0(menor valor): 21

Respostas: Média: 10,8

Mediana:10

Devio Padrão:5,6

Amplitude: 21

B) Cálculo do percentil com base no programa SPSS.

Para entender o percentil podemos imaginar como se a amostra do estudo fosse de 100 pessoas. Assim, organizando-se os valores de médias de horas em ordem crescente, a pessoa número 25 teria uma média de horas diárias na internet de 7,5 horas e quem estiver abaixo dela tem esse valor ou menos.Da mesma forma que quem estiver acima tem este valor ou mais. O valor dessa pessoa seria o chamado percentil 25. Pela mesma lógica, podemos pensar que cada percentil separa a amostra entre pessoas do valor para baixo e pessoas daquele valor para cima.

Tabela de percentis e de frequências

Gráfico de caixas:

gráfico box plot dos valores de médias de horas na internet

Explicação do gráfico: O limite inferior da caixa (retângulo bege) corresponde ao percentil 25 ou quartil 1 (25% da amostra apresenta o valor, no caso 7,5, ou menos). O traço em negrito representa a mediana ou percentil 50 (ou seja,50% da amostra apresenta esse valor ou menos e 50% apresenta esse valor ou mais). O limite superior da caixa corresponde ao percentil 75, ou quartil 3, ou seja, 75% da amostra apresenta o valor, no caso, de 15,25, ou menos. A linha mais superior da projeção de cima representa o valor máximo (salvo no caso de “outliers”). A linha mais inferior da projeção de baixo representa o valor mínimo (salvo no caso de “outliers”).

C)

Histograma das frequências de médias de horas na internet

Explicação do gráfico: a altura das barras representa o número ou percentual de observações dentro de cada intervalo.

D) Fazemos um teste estatístico para escolher uma das opções: ou o valor médio de acesso dos estudantes é igual ou é diferente da média do país. Assim, formulamos uma hipótese nula e uma hipótese alternativa. Hipótese nula: o valor médio de acesso dos estudantes é igual à média do país. Hipótese alternativa: o valor médio de acesso dos estudantes é diferente da média do país. Isso quer dizer que um teste bicaudal foi utilizado, pois consideramos como hipótese alternativa o valor como diferente e não como exclusivamente maior ou exclusivamente menor (se assim o fosse, o teste seria unicaudal). Dentre os métodos básicos em epidemiologia há o teste t. Esse teste t usa uma estatística que, sobre a hipótese nula, testa se as duas médias diferem significativamente. Neste caso, usamos o teste t para uma amostra, pois estamos comparando apenas uma amostra de estudantes de medicina (n de 30 estudantes) com a média da população brasileira já informada no estudo.

Teste T de médias, passo a passo:

-Formular Ho e Ha

-Escolher o nível de significância adequado

Todo teste de hipóteses possuí erros associados a ele.Um dos mais importantes é chamado “ erro do tipo I” que corresponde à rejeição da hipótese nula quando esta for verdadeira. A probabilidade do erro tipo I chama-se nível de significância e é representada pela letra grega alfa (α ). O nível de significância geralmente adotado é de 5%.

-Calcular a estatística do teste

O programa estatístico realiza estes cálculos.

-Comparar o valor do teste com o da região crítica

O programa estatístico realiza essa comparação e nos fornece o valor de p.

-Interpretar o valor p do teste estatístico

O nível descritivo p é definido como o “menor nível de significância α que pode ser assumido para se rejeitar a Ho. Ou seja, considerando α 0,05, se p for menor que 0,05 rejeita-se a Ho e se p for maior que 0,05 aceita-se a Ho. Lembrando que , no nosso exemplo, aceitar a Ho implica dizer que as médias entre a amostra de estudantes de medicina e a população brasileira são iguais, o que iria contra a nossa hipótese alternativa testada no teste.

-Rejeitar ou aceitar a Ho

E)

Programa estatístico MEDCALC utilizado para Teste t

O programa utilizado foi o medcalc para teste de média de uma amostra. O mais comum é o teste bicaudal, portanto está implícito que o programa utilizou este teste (caso o teste unicaudal fosse utilizado haveria referências que evidenciaram isso). De acordo com as cálculos prévios, a média (mean) foi de 10,8. O desvio padrão foi de 5,6 (standard desviation). A amostra foi de 30 estudantes (sample size). A média de teste utilizada para comparação foi a média de 4h59 por dia durante a semana pela população brasileira (como estamos utilizando fração obtemos 4,9). Como resultado, obtemos o nível descritivo p menor que 0,05, o que implica a rejeição da hipótese nula e a confirmação de que o valor médio de acesso dos estudantes é diferente da média do país. Além disso, o intervalo entre 8,7089 e 12,8911 não incluí o valor de 4,9, o que implica dizer que a média da população não se encontra no intervalo que corresponderia aos valores nos quais ela equivaleria à média da amostra.

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Estatística descritiva

Síntese numérica de um conjunto de dados sobre saúde

Medidas de tendência central

Medidas de variabilidade

Distribuição de frequência de dados em saúde

Testes de médias

Bioestatística computacional

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

- BONITA, R; BEAGLEHOLE, R; KJELLSTRÖM, T. Epidemiologia básica. - 2.ed. - São Paulo, Santos. 2010

- PAES, A. Itens essenciais em bioestatística. Arq. Bras. Cardiol. volume 71, (nº 4), 1998

- Programas estatísticos:

Med calc : https://www.medcalc.org/calc/test_one_mean.php

SPSS

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 21: Estatura infantil I[editar | editar código-fonte]

Um estudante de medicina, aluno de Iniciação à Pesquisa Cinetífica I da UFMG, resolveu fazer um levantamento sobre o crescimento e desenvolvimento de crianças, na área de abrangência de uma unidade básica de saúde (UBS). Para isto, selecionou uma amostra aleatória de prontuários e organizou uma base de dados com 125 valores de estatura de crianças com 10 anos de idade e sexo feminino. Obteve-se valor médio de 135cm e desvio padrão de 15cm. A este respeito, responda:

Posto de Saúde do Floresta, Coronel Fabriciano MG.JPG

a) Construa um histograma de frequência com os dados fornecidos, considerando as propriedades da distribuição normal

b) Uma menina de 10 anos comparece à consulta nesta UBS e sua altura é de 95 cm. Ela pode ser considerada com altura típica da população de crianças desta região (considerando intervalo onde se situa 95% dos valores)?

c) Calcule o Z-escore de uma menina de 10 anos, com altura de 155cm

c) Compare os valores desta amostra com os da curva de referência da OMS[3], fornecida a seguir:

Cht hfa girls z 5 19years.pdfClicar na figura para aumentar


Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Escreva aqui a resposta e fundamente descrevendo seu raciocínio e com referências bibliograficas que voce utilizou para solucionar a questão

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Estatística descritiva

A distribuição normal(Gaussiana)

Síntese numérica de um conjunto de dados sobre saúde

Medidas de tendência central

Medidas de variabilidade

Preparação e análise de gráficos sobre dados de saúde

Curvas de percentil e aplicações em saúde

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 22: Inteligência I[editar | editar código-fonte]

Os autores de um estudo original testaram a suposição de que o QI foi influenciado pelo PIB do país, logo sem surpresa, que as posições mais elevadas entre países seriam determinadas também pela renda[4]. Hong Kong não é propriamente um país, mas como uma região administrativa especial da China. A região é altamente classificada em matemática e ciência, e fica apenas atrás da Finlândia na lista da OECD para qualidade de educação. O QI médio em Hong Kong foi o maior do mundo, valor médio: 117 (para esta atividade, vamos supor um desvio padrão de 15 pontos). Responda:

Albert Einstein Head.jpg

a) Construa um histograma de frequência para valores de QI em Hong Kong, baseando-se nas propriedades da distribuição normal

b) Calcule o coeficiente de variação para ter uma idéia da variabilidade deste indicador

c) Acredita-se que Albert Einstein tinha um QI de 160. Qual a diferença entre o QI de Einstein e o da média da população de Hong Kong? Converta o QI de Einstein em escore Z

e) Se considerarmos o QI usual entre – 2 e +2 desvios-padrão da média, o QI de Einstein era usual?

Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Escreva aqui a resposta e fundamente descrevendo seu raciocínio e com referências bibliograficas que voce utilizou para solucionar a questão

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Estatística descritiva

A distribuição normal(Gaussiana)

Síntese numérica de um conjunto de dados sobre saúde

Medidas de tendência central

Medidas de variabilidade

Coeficiente de variação

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 23: Perda de sangue no parto[editar | editar código-fonte]

Durante o parto, a dequitação da placenta acarreta uma perda sanguínea, para a qual o organismo materno preparou-se durante a gestação. No entanto, caso o nascimento ocorra por cesariana, é adicionada quantidade de perda relativa ao procedimento cirúrgico. Considerando-se que a perda média de sangue no parto normal é 0,48±0,29 litros e no parto cesariana é de 0,95±0,32 litros, responda:

Sangue.jpg

a) Construa um histograma de frequência para a perda sanguínea no parto normal e no parto cesariana, baseando-se nas propriedades da distribuição normal

b) Calcule e compare o Coeficiente de Variação, nas duas vias de parto

c) Uma mulher submetida à cesariana que perdeu 2 litros de sangue teve uma perda esperada para o parto? compare a perda dela à do parto normal e à da cesariana.

Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Escreva aqui a resposta e fundamente descrevendo seu raciocínio e com referências bibliograficas que voce utilizou para solucionar a questão

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Estatística descritiva

A distribuição normal(Gaussiana)

Síntese numérica de um conjunto de dados sobre saúde

Medidas de tendência central

Medidas de variabilidade

Coeficiente de variação

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 24: Variabilidade I[editar | editar código-fonte]

Na tabela a seguir retirada de um artigo científico, buscam-se preditores para o peso neonatal à partir uma amostra de 180 gestantes diabéticas. Valores médios das variáveis estudadas e as respectivas medidas de dispersão são apresentadas. Analise a tabela, leia as afirmativas e escolha a única CORRETA. Justifique sua resposta e os distratores (respostas incorretas).

Breastfeeding infant.jpg
Caracterização do grupo de estudo e valores relacionados aos recém-nascidos e placenta
Média (Desvio padrão) Amplitude
Idade materna (anos) 29 (7) 15 - 39
Idade gestacional (semanas) 39 (1) 37 - 42
Peso materno inicial (Kg) 63,4 (11,5) 44 - 91
Peso materno final (Kg) 74,7 (10,8) 50 - 94,9
IMC materno inicial (Kg) 20 (5) 17 - 35
IMC materno final (Kg) 30 (5) 20 - 38
Peso fetal ao nascimento 3156 (364) 2535 3775
Peso planetário 463 (87) 295 - 745
Índice planetário 0,147 (0,025) 0,116 - 0,227
Breastfeeding infant.jpg

a) As variáveis foram resumidas pelos valores médios e desvio padrão para permitir que se compare estatisticamente os valores médios entre elas: exemplo peso materno inicial X peso materno final

b) A amplitude permite conhecer a faixa de valores há confiança de 95% do verdadeiro valor populacional

c) O intervalo de confiança de 95% para o peso médio fetal ao nascimento é 3102 a 3210 gramas (use: t alfa/2 = 2)

d) O maior e o menor peso materno ao final da gestação foi, respectivamente: 63,9 a 85,5 Kg

Outras fontes wiki: https://pt.wikipedia.org/wiki/Intervalo_de_confian%C3%A7a

Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Escreva aqui a resposta e fundamente descrevendo seu raciocínio e com referências bibliograficas que voce utilizou para solucionar a questão

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Estatística descritiva

Síntese numérica de um conjunto de dados sobre saúde

Medidas de tendência central

Medidas de variabilidade

Noções sobre Intervalo de confiança

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 25: Cartão de vacinas[editar | editar código-fonte]

A Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, por intermédio do Programa Nacional de Imunizações vem contribuindo para a redução da morbimortalidade causada pelas doenças imunopreveníveis. A ficha de registro do vacinado é o documento onde se registra o histórico vacinal da população adscrita à Unidade Básica de Saúde (UBS). Em uma população de 1530 crianças residentes em área de abrangência de uma UBS, deseja-se investigar por amostragem a eficiência do programa de imunização. Um estudo prévio estimou 90% de cobertura. Considerando uma confiança de 95% e erro de 3%, quantas fichas deverão ser aleatoriamente selecionadas para se obter uma boa amostra da população de crianças desta região?

Se a Maria Gotinha está de saia o Zé Gotinha está ---.JPG

a) Estime uma amostra considerando o estudo prévio

b) Estime novamente, sem considerar o estudo prévio

c) Oriente como selecionar aleatoriamente as fichas

Sugestão: n = [Zalfa/2]2 pq / E2 , para ausencia de estimativa de p, use pq = 0,25

Outras fontes wiki: https://pt.wikipedia.org/wiki/Intervalo_de_confian%C3%A7a


Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Escreva aqui a resposta e fundamente descrevendo seu raciocínio e com referências bibliograficas que voce utilizou para solucionar a questão

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Planejamento de estudos científicos em saúde:

Noções de cálculo da amostra

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 26: Incontinência urinária II[editar | editar código-fonte]

Urinary system.svg

Um estudo científico acompanhou uma coorte de 30 mulheres com queixa de perda involuntária de urina. As características clínicas e epidemiológicas destas mulheres foram registradas em um sistema eletrônico de informação. Parte da base de dados extraída para análise foi apresentada a seguir (Nome: iniciais / Prontuário hospitalar / idade (anos) / Duração_sintoma (meses) / IMC (indice de massa corporal, m/kg2) / Urodinâmica (1- Incontinência de esforço leve / 2- Incontinência de esforço grave). Analise-a e responda às questões.

Nome Prontuário Idade Duração_sintoma IMC Urodinâmica
AVP 915075 58 19 26,6 1
MMS 814470 77 150 24,5 2
MJSM 815475 39 6 37,0 2
MSD 715555 43 12 31,0 2
PDT 835470 50 12 32,0 2
MMFT 809475 68 72 29,9 2
ZJD 825375 49 60 22,6 1
MS 825377 56 120 30,1 2
NNO 925005 45 6 31,6 2
ACV 825366 48 60 27 2
SDE 810839 61 48 40 2
WES 810075 49 48 28,5 2
IJN 822325 56 48 27,6 2
FGT 825333 49 12 29,2 2
SDE 775375 53 72 26,8 2
DCC 805075 49 12 25,7 1
FEDR 815371 72 120 18,9 1
SWE 825676 67 120 29,1 2
SDD 835374 78 24 30,4 2
SACV 835335 67 9 27,4 2
IJLO 828379 69 24 25,7 1
FVC 825071 47 36 29,1 2
SDE 824355 49 72 20,9 2
AMN 829365 56 9 30,5 2
HBG 805079 45 60 22,4 2
DFR 825473 67 120 36,5 2
FFR 819476 54 12 23,6 1
CDE 811470 53 12 32 2
RTF 813476 79 48 26,3 2
MJ 815474 79 60 31,1 2

a) Calcule o valor médio, desvio padrão, mediana e amplitude do IMC para os grupos de mulheres com Incontinência de esforço leve (1) e Incontinência de esforço grave (2)

b) Construa um intervalo de confiança de 95% para as médias de IMC nestes dois grupos (use: t alfa/2 = 2)

c) Com base nos intervalos de confiança de 95%, o IMC das mulheres com Incontinência de esforço grave parece diferente do IMC das mulheres com Incontinência de esforço leve?

Outras fontes wiki: https://pt.wikipedia.org/wiki/Intervalo_de_confian%C3%A7a

Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Escreva aqui a resposta e fundamente descrevendo seu raciocínio e com referências bibliograficas que voce utilizou para solucionar a questão

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Estatística descritiva

Síntese numérica de um conjunto de dados sobre saúde

Medidas de tendência central

Medidas de variabilidade

Noções sobre Intervalo de confiança

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 27: Internet II[editar | editar código-fonte]

Estima-se que quase metade dos brasileiros usa a internet regularmente. É o que mostra a Pesquisa Brasileira de Mídia 2015 (PBM 2015), divulgada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República[2]. Nesta pesquisa, realizada em 2014, a Internet apresenta bom índice de atenção exclusiva, já que 32% dos usuários não realizam nenhuma outra tarefa enquanto estão conectados. Um pesquisador deseja repetir este estudo em 2016. Quantos indivíduos devem ser entrevistados para se ter 95% de confiança de quantos brasileiros usam a internet com atenção exclusiva, aceitando-se um erro de 2%?

Internet.svg

a) Estime uma amostra considerando o estudo prévio

b) Estime novamente, sem considerar o estudo prévio

c) Escolha e descreva um método para selecionar aleatoriamente estes indivíduos

Sugestão: n = [Zalfa/2]2 pq / E2 , para ausencia de estimativa de p, use pq = 0,25

Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Escreva aqui a resposta e fundamente descrevendo seu raciocínio e com referências bibliograficas que voce utilizou para solucionar a questão

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Planejamento de estudos científicos em saúde

Noções de cálculo da amostra

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 28: Incontinência urinária III[editar | editar código-fonte]

Urinary system.svg

Um estudo científico acompanhou uma coorte de 30 mulheres com queixa de perda involuntária de urina. As características clínicas e epidemiológicas destas mulheres foram registradas em um sistema eletrônico de informação. Parte da base de dados extraída para análise foi apresentada a seguir (Nome: iniciais / Prontuário hospitalar / idade (anos) / Duração_sintoma (meses) / IMC (indice de massa corporal, m/kg2) / Urodinâmica (1- Incontinência de esforço leve / 2- Incontinência de esforço grave). Analise-a e responda às questões.

Nome Prontuário Idade Duração_sintoma IMC Urodinâmica
AVP 915075 58 19 26,6 1
MMS 814470 77 150 24,5 2
MJSM 815475 39 6 37,0 2
MSD 715555 43 12 31,0 2
PDT 835470 50 12 32,0 2
MMFT 809475 68 72 29,9 2
ZJD 825375 49 60 22,6 1
MS 825377 56 120 30,1 2
NNO 925005 45 6 31,6 2
ACV 825366 48 60 27 2
SDE 810839 61 48 40 2
WES 810075 49 48 28,5 2
IJN 822325 56 48 27,6 2
FGT 825333 49 12 29,2 2
SDE 775375 53 72 26,8 2
DCC 805075 49 12 25,7 1
FEDR 815371 72 120 18,9 1
SWE 825676 67 120 29,1 2
SDD 835374 78 24 30,4 2
SACV 835335 67 9 27,4 2
IJLO 828379 69 24 25,7 1
FVC 825071 47 36 29,1 2
SDE 824355 49 72 20,9 2
AMN 829365 56 9 30,5 2
HBG 805079 45 60 22,4 2
DFR 825473 67 120 36,5 2
FFR 819476 54 12 23,6 1
CDE 811470 53 12 32 2
RTF 813476 79 48 26,3 2
MJ 815474 79 60 31,1 2

a) Organize os dados idade e duração do sintoma em ordem crescente (isto pode ser feito na própria tabela acima)

b) Determine o valor máximo, mínimo, do 1o. quartil, mediano (2o. quartil) e do 3o quartil, para ambas as variáveis, a partir desta ordenação

c) Utilize um software estatístico e construa um gráfico de caixas para estas variáveis e determine o percentil 5 e 95 para mulheres com Incontinência de esforço leve (1) e Incontinência de esforço grave (2). Compare-os.

Sugestão de apoio:

Dicas SPSS.com

Manual SPSS 20 em portugues

Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Escreva aqui a resposta e fundamente descrevendo seu raciocínio e com referências bibliograficas que voce utilizou para solucionar a questão

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Estatística descritiva

Síntese numérica de um conjunto de dados sobre saúde

Medidas de tendência central

Medidas de variabilidade

Bioestatística computacional

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 29: Meningite pneumocócica[editar | editar código-fonte]

Um estudo científico do tipo coorte buscou avaliar de forma retrospectiva a letalidade, morbidade, resistência bacteriana e sorotipos mais freqüentes de meningite pneumocócica, em 55 crianças doentes. Foram formados grupos de crianças com idade < 6 meses para comparação com as de idade a 6 meses. A ocorrência de complicações (Letalidade / Lesão neurológica: Convulsões, hidrocefalia, coleção subdural, seqüela neurológica) foi de 19 das 28 crianças abaixo de 6 meses de idade, enquanto que as complicações ocorreram em 8 das 27 crianças de idade a 6 meses[5]. Com base nos dados apresentados, responda as questões seguintes, justificando-as:

Streptococcus pneumoniae meningitis, gross pathology 33 lores.jpg

a) Prepare uma tabela de contingência 2 x 2, organizando o fator de exposição e o desfecho

b) Escolha um teste estatístico e teste a hipótese da independência entre o fator de exposição e o desfecho

c) Calcule a força da associação entre o fator de exposição e o desfecho utilizando a Razão de chances

d) Construa um intervalo de confiança de 95% para a medida Razão de chances e interprete-o (sugestão: use um software estatístico como o Statcalc EpiINFO)

Sugestão de leitura: Epidemiologia Básica (WHO, 2010)

Sugestão de software de apoio: EPI INFO

Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Escreva aqui a resposta e fundamente descrevendo seu raciocínio e com referências bibliograficas que voce utilizou para solucionar a questão

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Noções sobre Intervalo de confiança

Comparação entre grupos amostrais em saúde

Testes Qui-quadrado

Medidas de efeito: Risco relativo e Razão de chances

Bioestatística computacional

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Questão 30: Infarto e fatores de risco[editar | editar código-fonte]

Um estudo científico buscou identificar os fatores de risco associados com infarto agudo do miocárdio (IAM), com as respectivas forças de associação, na região metropolitana de São Paulo. Os casos eram pacientes com diagnóstico de primeiro IAM e os controles eram indivíduos sem doença cardiovascular conhecida. Foram incluídos 271 casos e 282 controles provenientes de 12 hospitais. Os fatores avaliados foram: raça, escolaridade, estado civil, renda familiar, história familiar de insuficiência coronariana, antecedentes de hipertensão arterial e de diabetes mellitus, reposição hormonal em mulheres, tabagismo, atividade física, consumo de álcool, colesterol total, LDLcolesterol, HDL-colesterol, triglicérides e glicose, índice de massa corporal e relação cintura-quadril[6]. Analise a Tabela 2 deste artigo usando o link ou a que foi copiada a seguir, e responda:

Nutrixionnn.jpg

Captura de Tela 2016-01-01 às 14.47.20.png

a) Quais foram os fatores de exposição que elevaram de forma significativa a chance de IAM?

b) Quais foram os fatores de exposição que reduziram de forma significativa a chance de IAM?

c) Porque a medida de efeito Razão de chances (e não Risco relativo) foi utilizada e qual a importância do intervalo de confiança 95% apresentado?

d) Qual será a validade externa deste estudo?

Sugestão de leitura: Epidemiologia Básica (WHO, 2010)

Resposta da questão:[editar | editar código-fonte]

Escreva aqui a resposta e fundamente descrevendo seu raciocínio e com referências bibliograficas que voce utilizou para solucionar a questão

Indexadores do tema deste exercício[editar | editar código-fonte]

Planejamento de estudos científicos em saúde

Desenhos de estudo cientifico em saúde

Medidas de efeito: Risco relativo e Razão de chances

Noções de intervalo de confiança

Bibliografia utilizada[editar | editar código-fonte]

VOLTAR À PAGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

  1. IBGE - PNAD 2008
  2. 2,0 2,1 Portal Brasil. Acesso em 31/12/2015.
  3. WHO Height-for-age (5-19 years). Acesso em 31/12/2015.[1]
  4. Top 10 mais - internet. Acesso em 01/01/2016.[2]
  5. Meningite pneumocócica na infância: características clínicas, sorotipos mais prevalentes e prognóstico
  6. Fatores de Risco Associados com Infarto Agudo do Miocárdio na Região Metropolitana de São Paulo. Uma Região Desenvolvida em um País em Desenvolvimento