Iniciação à Pesquisa Científica em Saúde/ Planejamento de estudos científicos em saúde: Medidas de efeito: Risco relativo e Razão de chances

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Iniciação à Pesquisa Científica em Saúde
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Um dos objetivos da pesquisa na àrea do conhecimento saúde é avaliar a existência de associação entre variáveis preditoras e desfechos. Para isto, a probabilidade da associação em relação ao acaso é avaliada pela sua significância estatística. No entanto, para determinar a magnitude da associação entre a exposição (ou intervenção) e os desfechos (resultados) de interesse utilizamos medidas relativas e absolutas que quantificam esta associação. O Risco Relativo e a Razão de Chances são as mais frequentes.

Mesmo que o profissional de saúde não se torne um pesquisador, ele precisa compreender o método científico para que consiga utilizar adequadamente os resultados dos estudos publicados na sua prática de assistência à saúde.

Epiinfoanalisis.jpg

Nesta seção você poderá encontrar exemplos aplicados acerca de conceitos básicos e fundamentos sobre medidas de efeito: Risco relativo e Razão de chances.

VOLTAR PARA PÁGINA PRINCIPAL[editar | editar código-fonte]

Exercícios resolvidos[editar | editar código-fonte]

Peso neonatal I

Infarto e tabagismo I

Infarto e fatores de risco

Meningite pneumocócica

Bebês GIG

Estudo FRICAS II

O coração de BH

Uso de drogas II

Resfriados

Asma infantil

Sugestão / veja também[editar | editar código-fonte]

Epidemiologia Básica (WHO, 2010)

Centro Cochrane do Brasil

Conceitos básicos

Outras fontes wiki:

Razão de chances e risco relativo