Saltar para o conteúdo

Tornando-se profissional em Blender 3D/Pensando em 3D

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.


A modelagem em 3 dimensões (3D) é um pouco diferente da geometria das salas de aula. Em 3D, não há pontos de vista relativos como cima, baixo, esquerda, direita, frente ou trás. Você terá que reorientar sua visão de um modo mais concreto com os eixos XYZ, também conhecidos como eixos ortogonais do espaço (coordenadas cartesianas mais o eixo z). É claro que, como nem todos nós tivemos a oportunidade de concluir um curso de desenho técnico, os fundamentos da modelagem 3D podem ser um pouco complicados no início. No entanto, não tema pois ao finalizar a leitura deste capítulo você vai adquirir uma nova visão do mundo, a qual você aplicará não só ao Blender mas a qualquer outro aplicativo CAD/3D.

Também, como qualquer outro tema técnico, a modelagem 3D tem seu próprio vocabulário especial. Todos os termos novos serão destacados em negrito e terão uma breve definição.

Coordenadas 3D[editar | editar código-fonte]

Figura 1: Sistema de coordenadas a direita, no Blender

Você provavelmente já está familiarizado com o sistema de eixos X e Y das aulas de matemática, em que a partir deles você poderia compor um gráfico de função. Mas como lidaremos aqui com três dimensões você se acostumará a utilizar um outro eixo: Z.

É muito natural entender o eixo Z como “cima e baixo”, e manter o X como “direita e esquerda”, mas e o Y? Bem, ele aponta para longe ou próximo do seu monitor (Fig. 1). Então como desenhá-lo? Ora, no papel você desenha linhas que parecem ir para trás e faz pequenas marcas para mostrar perspectiva de “profundidade”.

Figura 2: Sistema orientado a Direita

Pela forma como os eixos estão orientados, este sistema é chamado de “Orientado a Direita”. Se você erguer seu polegar direito na direção do eixo X, seu indicador apontará para o Y e o dedo médio dobrado apontará para o Z.

Como você pode ver na “Fig. 2”, você pode rotacionar o sistema de coordenadas, então não é importante para onde os eixos apontam, desde que suas relações sejam mantidas, isto é, desde que o Y aponte para cima e o Z para você.

Figura 3: Direção das rotações


Usando a mão direita também podemos determinar a direção da rotação. Se você apontar seu polegar na direção da rotação positiva do eixo e fechar seus dedos, eles mostrarão a direção da rotação, isto é os ângulos aumentam nesta direção.

Há várias maneiras de descrever um objeto 3D em uma superfície 2D (papel, monitor, etc). Neste livro nós cobriremos os três tipos mais importantes de projeções/visões: “ortográfica”, “isométrica” e “perspectiva”.