Tornando-se profissional em Blender 3D/Projeção Ortográfica

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Projeções ortográficas são a base da visualização 3D. Em suma, elas descrevem a forma de um objeto a partir de pelo menos dois (geralmente três) ângulos de visão diferentes. A partir desta informação, por si só, pode-se conceber a forma completa de um objeto 3D. As projeções normalmente utilizadas são anterior, lateral esquerda e superior, embora posterior, lateral direita e inferior também possam ser usadas. Nas projeções ortográficas, as vistas devem estar na mesma escala e proporção.

Projeção ortográfica de uma escada.

Observe o desenho acima, existem três pontos de vista (destacados em vermelho). Eles representam o objeto visto de frente, do alto e da lateral esquerda. Você pode notar algumas linhas tracejadas na vista lateral. Elas são tracejadas para indicar que estão atrás de algo, ou seja, a parede esquerda da escadaria. Normalmente seria mais adequada a projeção utilizando a vista lateral direita, para que menos detalhes ficassem escondidos.

No começo, eu mencionei que pelo menos dois pontos de vista são necessários. Isto é devido a algumas das propriedades das projeções ortográficas, a saber:

  1. A vista frontal é ladeada pela lateral (esquerda) e superior. Qualquer linha horizontal na vista lateral irá corresponder a uma linha na vista frontal. Ou seja, se você desenhar as linhas horizontais dos degraus na vista lateral, seus prolongamentos corresponderão às linhas dos respectivos degraus na visão frontal também. Da mesma forma, se você estender a linha vertical da parede esquerda da escadaria na vista superior, ela coincidirá com o início da mesma linha da parede na vista frontal. Tendo em mente estas propriedades, é bastante simples compreender as características do objeto representado na vista frontal.
  2. A vista superior mantém correspondência com a vista lateral e a vista frontal. Esta propriedade é mais difícil de ser percebida, porque não se pode estender uma linha vertical a partir da vista lateral e ver sua intersecção com qualquer coisa que a cruze. Para perceber essa relação, imaginemos que cada linha vertical, na vista lateral, estende-se até a borda inferior da caixa vermelha. Nós devemos, então, desenhar linhas diagonais inclinadas a 45 ° a partir de cada um desses pontos de intersecção com a borda inferior em direção à borda lateral da vista superior. Onde estas linhas diagonais cruzam a borda vermelha são os pontos de origem das linhas horizontais na vista superior, cujos comprimentos são limitados pelas extensões das linhas verticais a partir da vista frontal.
  3. A vista lateral esquerda segue a mesma lógica acima. Basta prolongar as linhas diagonais para cima e para o lado direito, a partir da vista superior, para determinar o ponto de origem de cada linha vertical na vista lateral. O comprimento de cada linha, neste caso, é limitado pelos prolongamentos das linhas da vista frontal.
Propriedades das projeções ortográficas.

No entanto, deve-se notar que projeções diferentes, por exemplo, utilizando vistas superior, direita e frontal, tem propriedades ligeiramente diferentes. Caso tenha utilizado a vista lateral direita, o esquema teria de ser quase uma imagem espelhada, com a vista direita no canto superior esquerdo, a vista frontal para o lado direito dela, e a vista superior no canto inferior direito, a fim de manter estas propriedades.

Alguns casos são ambíguos, como quando só a vista superior e frontal da escada são desenhados. Neste caso, seria impossível saber a inclinação dos espelhos dos degraus. Portanto, a visão lateral é imprescindível. Mas, se as vistas lateral e frontal foram apresentadas, não haveria nenhuma dúvida. Assim, em alguns casos, apenas duas projeções são necessárias.