Logística/Sistemas de informação/Indicadores de desempenho/Indicadores de controlo de gestão: movimento

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Etapas de desenvolvimento - 9 fases
Início: 0de8.svg Básico: 1de8.svg Criação: 2de8.svg Desenvolvimento: 3de8.svg Maturação: 4de8.svg Revisão: 5de8.svg Desenvolvido: 6de8.svg Finalização: 7de8.svg Abrangente: 8de8.svg

De acordo com White Jr. (1985, p. 342-343), todo o controlo de movimento, fluxo e taxa de transferência está relacionado com o controlo do movimento de materiais, pessoas e equipamentos. A função primária da movimentação de materiais é mover materiais, tendo em conta que deve ser feito de uma forma organizada. O movimento por si só não é produtivo, portanto, para outras funções serem produtivas, os materiais devem ser movidos para o lugar certo à hora certa.

No controlo do movimento de material a preocupação será a precisão, pontualidade, velocidade, distância, tamanho e o número de movimentos realizados. Um movimento é necessário se a quantidade certa de material for entregue no lugar certo, sendo oportuno se chegar à hora certa. A eficiência das operações é uma função da razão da velocidade do movimento, da distância percorrida, do tamanho da carga e do número de movimentos necessários para prestar o serviço solicitado.

Do ponto de vista da medição da produtividade, é necessário que as medidas de controlo sejam significativas, facilmente compreensíveis e simples de calcular e utilizar. Por outro lado, estas devem exigir a entrada de dados que estejam imediatamente disponíveis. Relativamente ao controlo de movimento existem, frequentemente, sistemas de manutenção de registos que geram bilhetes de movimento, registos de viagem, etc., e fornecem um feedback sobre o desempenho do movimento. Para tais dados serem usados num programa de medição da produtividade, os registos também devem ser precisos.

Actualmente, a enorme variedade de equipamentos de movimentação de materiais disponíveis possibilita várias formas de movimentar material. Ao escolher, a pessoa pode deslocar-se para o local de armazenamento, ou então, o material armazenado pode ser movimentado até à pessoa. Enquanto que no primeiro caso é a pessoa que se desloca, no outro são os materiais que são movimentados. Como exemplos da deslocação de pessoas podem considerar-se order-picker trucks, walking, e aisle-captive, man-aboard storage/retieval (S/R) machines. Em contrapartida, a movimentação de materiais apresenta outras aplicações práticas, como por exemplo mini load S/R systems e S/R carousel conveyors.

Existem diversas medidas para controlar a movimentação de materiais, entre as quais o indicador de utilização de equipamentos de movimentação (pode ser encontrado em White Jr. (1985, p. 329)) e o índice de desempenho da taxa de transferência (pode ser encontrado em White Jr. (1985, p. 354)), ambos referentes ao movimento dos equipamentos de movimentação.

As duas medidas adicionais utilizadas no controlo da movimentação de materiais, baseadas no fluxo de material que se move através dos sistemas, são o:

  1. 2de8.svg Movimento por operação; e a
  2. Distância média por movimento