GNU Health/Maneiras Diferentes para Testar o GNU Health

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< GNU Health
Ir para: navegação, pesquisa

Sobre essa página[editar | editar código-fonte]

Você é um médico, um enfermeiro, um administrador de hospital ou de um representante de um departamento de saúde? Você quer experimentar o GNU Health por si mesmo? Então você tem várias opções descritas nesta página. Cada opção tem suas vantagens e desvantagens. Alguns deles são mais simples do que outros, mas você não tem que ser um administrador ou programador do sistema para usá-lo.

Por favor, note que o único objetivo desta página é dar-lhe uma visão geral e para que você possa escolher a opção que se adapta às suas necessidades. Para obter instruções detalhadas, por favor siga os links indicados.

Opção 1: Conectar ao banco de dados demonstrativo[editar | editar código-fonte]

O que fazer[editar | editar código-fonte]

  • Faça o download e instale o software livre cliente Tryton em seu computador.
  • Comece o software cliente Tryton e se conecte ao banco de dados GNU Health de demonstração através da Internet.

Por favor, consulte este capítulo para mais informações.

Vantagens[editar | editar código-fonte]

  • Esta opção é a maneira mais rápida e mais simples para a sua primeira experiência prática com GNU Health.
  • O cliente Tryton está disponível para Windows, MacOS e GNU/Linux.

Desvantagens[editar | editar código-fonte]

  • Você tem que estar conectado à Internet.
  • O banco de dados de demonstração será resetado periodicamente, o que não é ideal para um teste de longo prazo.
  • Você está compartilhando o banco de dados de demonstração com outros usuários, então eles podem interferir com os seus dados.

Opção 2: Executar GNU Health a partir de CD/DVD ou Pendrive[editar | editar código-fonte]

O que fazer[editar | editar código-fonte]

  • Baixe a imagem do Live CD e grave-o em um CD/DVD ou grave-o em um pendrive.
  • Inicie o computador a partir do CD/DVD ou pendrive. Isto irá transformar o seu computador com o Windows temporariamente em um computador Linux com um servidor do GNU Health pré-instalado (sistema operacional OpenSUSE com ambiente de desktop KDE), incluindo o banco de dados de demonstração.

Por favor, consulte este capítulo para mais informações.

Vantagens[editar | editar código-fonte]

  • Após o download você não precisa mais de uma conexão com a Internet.
  • Esta opção dará acesso total ao servidor GNU Health.
  • Você pode instalar o sistema a partir da execução do Live CD para o seu computador
  • É possível configurar o seu próprio banco de dados além do banco de dados de demonstração (pendrive)

Desvantagens[editar | editar código-fonte]

  • Inicializar e executar um computador a partir de um CD/DVD é lento. (É mais rápido a partir do pendrive, mas ainda é lento.)
  • CD não pode armazenar muitos dados (até 650 MiB para CD ou 4,7 a 9,4 GiB para DVD). Isto significa que mesmo se você usar um CD regravável, você terá espaço limitado no que puder gravar.
  • Você precisa saber como gravar uma imagem de ISO para um CD ou USB e como alterar a sequência de inicialização nas configurações do BIOS do computador.
  • Alguns computadores não permitem inicializar a partir do CD ou USB.
  • Enquanto estiver usando o Live CD você não tem acesso aos programas no seu computador, ou seja, você não pode testar GNU Health e trabalhar com as aplicações do Windows paralelamente.
  • Este método pode não funcionar em Macs da Apple.

Opção 3: Executar GNU Health em uma máquina virtual[editar | editar código-fonte]

O que fazer[editar | editar código-fonte]

  • Baixar a imagem da máquina virtual para seu disco rígido e descompactá-lo. (A imagem de máquina virtual pode ser encontrada na mesma página da imagem Live CD - veja a opção 2.)
  • Faça o download e instale o software VirtualBox (ou qualquer outro emulador) no seu computador.
  • Execute o VirtualBox, localize a imagem da máquina virtual e inicie a sua máquina virtual.

Por favor, consulte este capítulo para mais informações.

Vantagens[editar | editar código-fonte]

  • Esta opção dá-lhe todas as vantagens do Live CD (opção 2), sem suas desvantagens.
  • A máquina virtual pode servir como uma base para um uso posterior em produção.

Desvantagens[editar | editar código-fonte]

  • A máquina virtual é armazenada em seu disco rígido. Por isso, precisa de um pouco mais de esforço para passar a instalação de teste para outra pessoa em comparação com o Live CD.
  • O desempenho será mais lento pois a máquina virtual também está compartilhando o poder de seu computador.

Opção 4: Executar GNU Health a partir do Docker (contêineres leves)[editar | editar código-fonte]

O que fazer[editar | editar código-fonte]

  • Siga as instruções de instalação em Docker de demonstração do GNU Health.
  • Comece o software cliente Tryton e se conecte ao servidor GNU Health de Demonstração em sua própria máquina.

Vantagens[editar | editar código-fonte]

  • Esta opção dá-lhe todas as vantagens do Live CD (opção 2), sem suas desvantagens.
  • Esta configuração pode servir como uma base para uma utilização posterior em produção, onde os recipientes podem ser deliberadamente combinados ou movido, localizados em servidores dedicados ou na nuvem.
  • O uso de recipientes separados por aplicativo (microserviços) garante alta flexibilidade e padrões de segurança.
  • Recipientes Docker são recipientes leves que são executados de forma isolada pelo kernel, o que os torna um desempenho muito melhor em comparação à uma máquina virtual.
  • A demonstração de configuração pode ser redefinido a qualquer momento para começar desde o início.
  • É possível configurar o seu próprio banco de dados além do banco de dados de demonstração.

Desvantagens[editar | editar código-fonte]

  • Você tem que executar 8 comandos a partir da linha de comando para obter o servidor instalado e funcionando ;)