Filosofia da mente

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikipedia
A Wikipédia tem mais sobre este assunto:
Filosofia da mente

Filosofia da mente é o estudo filosófico dos fenômenos psicológicos, incluindo investigações sobre a natureza da mente e dos estados mentais em geral. A filosofia da mente envolve estudos metafísicos sobre o modo de ser da mente, sobre a natureza dos estados mentais e sobre a consciência. Envolve estudos epistemológicos sobre o modo como a mente conhece a si mesma e sobre a relação entre os estados mentais e os estados de coisa que os mesmos representam (intencionalidade), incluindo estudos sobre a percepção e outros modos de aquisição de informação, como a memória, o testemunho (fundamental para a aquisição da linguagem) e a introspecção. Envolve ainda a investigação de questões éticas como a questão da liberdade, normalmente considerada impossível caso a mente siga, como tudo o mais, leis naturais.

A investigação filosófica sobre a mente não implica nem pressupõe que exista alguma entidade — uma alma ou espírito — separada ou distinta do corpo ou do cérebro, e está relacionada a vários estudos da ciência cognitiva, da neurociência, da lingüística e da inteligência artificial.

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

Ontologia[editar | editar código-fonte]

  1. Identidade
    1. Dualismo
    2. Monismo
      1. Monismo imaterialista
      2. Monismo materialista
      3. Monismo anômalo
    3. Epifenomenalismo
  2. Regras
  3. Eventos mentais
  4. Funcionalismo
  5. Conteúdo mental
  6. Externalismo e individualismo
  7. Psicologia popular

Epistemologia[editar | editar código-fonte]

  1. Consciência
  2. Conhecimento de si
  3. Processos cognitivos
  4. Passivismo

Ética[editar | editar código-fonte]

  1. Conceito
  2. Liberdade

Bibliografia[editar | editar código-fonte]