Discussão:Inglês

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Sobre este espaço de discussão

Precisa haver divisão?

Tem uma coisa sobre a qual eu gostaria opiniões: Há uns tempos o Master comentou na esplanada o seguinte sobre a organização dos livros de idiomas:

Além disso vamos definir como são os livros de línguas estrangeiras aqui. Muitos estão divididos em Curso e Gramática, podemos formalizar as regras de divisão. A categorização ficaria, por exemplo, da seguinte forma. A Categoria:Inglês seria dividida em Categoria:Curso de Inglês e Categoria:Gramática Inglesa e os módulos nas subcategorias correspondentes.
--Master 19h12min de 20 de Dezembro de 2008 (UTC)

Talvez seja preciso ver o contexto para entender melhor o que foi dito (mas lá o foco era na discussão sobre a categorização no Wikilivros, então talvez baste ler apenas por cima). A minha dúvida é: Quão adequada é a divisão de livros de idiomas em "Curso" e "Gramática"? Não haveria uma forma mais integrada para se fazer o texto? Helder 23h17min de 22 de Janeiro de 2009 (UTC)

Desculpem discorrer tão longamente sobre o assunto mas a questão me parece um pouco mais complexa que isso. O problema não é dividir, e sim se a divisão será efetiva. O que acontece hoje é que existem os "cursos" e a "gramática", mas a base dos cursos geralmente é gramática pura. Lições em ambas as categorias têm o mesmo conteúdo, fica até difícil encontrar os temas. Afinal qualquer um pode escrever ou editar um wikilivro, e idiomas são assuntos muito complexos, é complicado para um leigo discernir o que é gramática do que não é. Muito da confusão também se deve à nomenclatura "curso". "Curso" pode significar qualquer coisa. Sem regras específicas, é complicado dizer que tal conteúdo deveria ou não deveria estar presente em um curso, o que é considerado "vocabulário", o que é "conversação", etc. Eu particularmente acho que o modelo geralmente adotado é confuso e nada tem a ver com um curso. A maioria das páginas, desde o nível inicial, têm "lições" com explicações gramaticais profundas, muitas tabelas e nenhuma orientação ao usuário sobre o que fazer com isso tudo. O conteúdo é geralmente incompatível com o nível de conhecimento de alguém que está tendo contato com a língua pela primeira vez. Quase não há exercícios e a organização dos temas não parece seguir nenhuma lógica. Por outro lado, acredito que fazer o texto de uma forma mais integrada, sem divisões, só agravaria o problema. Já que aí sim todos os temas se misturariam sem critério algum. A primeira medida a ser tomada, na minha opinião, é definir claramente em que consiste o curso. É uma lista de vocabulário? São explicações gramaticais? Tabelas? Frases usadas no dia-a-dia? O que acham?Mario5555 01h40min de 23 de Janeiro de 2009 (UTC)
A continuação desta discussão pode ser vista nos diálogos comunitários. Helder 14h21min de 17 de julho de 2009 (UTC)

O histórico anterior da página foi arquivado para fins de backup em Discussão:Inglês/Arquivo LQT 1 em 2015-11-03.

Não existem tópicos antigos