Tornando-se profissional em Blender 3D/Sistema de Janelas

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Antes de começar[editar | editar código-fonte]

A maioria dos leitores irá executar o Blender lendo este livro, e o livro se destina a ser usado dessa forma. Você pode se surpreender ao saber que na primeira vez que executar o Blender, ele é executado em tela inteira por padrão (atualmente, o Blender é iniciado em modo janela). Não é estranho que a maioria dos usuários experientes prefiram esta modalidade, pois ter uma grande área de trabalho é uma obrigação. No entanto, ao tornar-mos profissionais, precisamos de uma forma fácil de alternar entre o Blender e as janelas do navegador. Você pode usar atalhos de teclado para alternar entre aplicações: 'ALT + TAB (Linux e Windows) 'CMD + TAB (Mac), ou para apresentar o seu trabalho: 'CTRL + ALT + D '(Linux), WIN + D '(Windows), F3/ F11 '(Mac), mas continue lendo se você achá-los não-produtivos . No Linux, o Blender executando em um espaço de trabalho separado fornece alternância utilizando um único clique do mouse. Do mesmo modo, no Mac OS X você pode alternar entre "espaços" usando o mouse ou a tecla cmd e as setas direcionais.

Felizmente, o Blender é fornecido com alguns argumentos/parâmetros de linha de comando que serão úteis no presente.

  • -W resulta no Blender abrir uma janela não maximizada, mas isso não é suficiente porque a janela ainda estará no tamanho máximo.
  • -P <sx> <sy> <w> <h> onde sx e sy são os valores para a posição em que o canto inferior esquerdo terá início, w é a largura e h é a altura (todos em pixels).

Exemplo: Blender-p 0 68 1255 956 resulta na abertura do Blender em uma janela de 1255x956 alinhado ao canto superior esquerdo da tela e deixando uma margem de 25 pixels à direita e 68 pixels na parte inferior . Isto é uma configuração ideal para uma resolução de tela de 1280x1024 pixels. Ponha seu navegador alinhado no lado direito da tela, e alternar entre as duas aplicações será tão fácil quanto clicar no canto inferior direito da janela que você quer trazer para a frente. Ajuste os valores até encontrar uma configuração de trabalho confortável e estar ciente de que o valor w poderá ser necessário ou não, dependendo do sistema operacional você está usando. Agora trabalhar com o Blender e ler o livro estarão ambos a um clique de distância.

Certamente prevalecerá a interface dividida[editar | editar código-fonte]

A interface do Blender pode ser um pouco intimidante no início, mas não se desespere. Vamos explorar o poder e a flexibilidade do sistema de janelas do Blender, e como adaptá-lo às suas necessidades, um passo de cada vez. Primeiro, vamos falar sobre como manipular a área de visão 3D e a janela dos botões.

A interface do Blender

Vá em frente e abra o Blender se você não o tiver feito. Você será presenteado com algo que se parece muito com isso. Você deve ser capaz de ver duas divisões principais. Há, na verdade três, mas a terceira é escondida (atualmente, o Blender é iniciado com 4 seções diferentes). Nós falaremos mais sobre a escondida depois.

A parte superior maior é a 3D View (área de visão 3D, deste ponto em diante referenciada como 3D View). Ele permite-lhe ver e manipular os objetos 3D na cena 3D. A secção no fundo é a janela dos botões. Os botões na janela dos botões permitem que você manipule os objetos 3D, que você vê na área de visão 3D, de muitas maneiras diferentes.

A grade existente na 3D View representa Blender Units (BU). A BU pode ser tão grande quanto você gostaria que fosse: um milímetro, um centímetro, um metro, ou um quilômetro. O Blender permite decidir a escala.

Cabeçalhos de janelas[editar | editar código-fonte]

Cada janela tem um cabeçalho de janela. O cabeçalho de janela pode estar no topo de uma janela, na parte inferior de uma janela ou oculto. Vamos dar uma olhada nos cabeçalhos de janela para a nossa 3D View e nossa Janela de Botões.

Em vermelho e em azul, os cabeçalhos

O cabeçalho para a 3D View é destacado em vermelho. Repare que ele é localizado na parte inferior da 3D View, e não no topo.

O cabeçalho para a Janela de Botões é destacado na cor azul.

A janela ativa é a janela que irá responder ao que você digitar no teclado quando estiver usando atalhos de teclado. Uma, e apenas uma, das janelas no Blender estará ativa em algum momento.

Passar para outra janela ativa é simples: basta mover o mouse sobre uma das janelas para torná-lo ativa! Tente mudar a janela ativa, movendo o mouse rapidamente entre a 3D View e a Janela de Botões agora. Você notará que as luzes do cabeçalho de janela intensificam o brilho quando ela se torna ativa.

Alterando o tipo de janela[editar | editar código-fonte]

Existem muitos outros tipos de janela além da 3D View e Janela de Botões, e você pode alternar facilmente para qualquer outro tipo de janela a qualquer momento.

Tipos de janelas

Para alterar os tipos de janela, basta clicar no botão mais à esquerda no topo da janela (em destaque aqui na cor 'vermelha') e um menu aparecerá. Escolha a Janela de Botões na lista (na versão atual, esse botão não existe mais). Você terá agora duas Janelas de Botões na tela!

Neste ponto, ter duas Janelas de Botões não nos fará nenhum bem (mas será útil mais tarde). Clique no botão novamente para alterar a janela de volta à 3D View.

Redimensionando janelas[editar | editar código-fonte]

Redimensionar uma janela é fácil.

Blender3D-windowBorder.jpg

Mantenha o mouse sobre a borda entre as duas janelas como indicado pela cor vermelha na caixa de baixo, e o ponteiro do mouse irá mudar para uma seta dupla (ou uma mão no Mac OS X).

Clique e segure o ponteiro sobre a borda com o BEM (que significa botão esquerdo do mouse) e arraste para cima e para baixo.

Uma vez que você tenha decidido até onde redimensionar, solte o BEM.

Você perceberá que à medida que aumentar o tamanho de uma janela, você diminuirá o tamanho da outra. O Blender não permite sobreposição de janelas, como as que podem ser feitas em alguns outros programas. É por isso que interface do Blender é conhecida como uma interface de não sobreposição de janelas ....

Divisão de janelas[editar | editar código-fonte]

Dividir janelas é tão simples como redimensioná-las e resultará em duas janelas do mesmo tipo.

Divisão de janelas

Clique no mesmo limite que você fez da última vez, mas desta vez com o BDM (botão direito do mouse), ou se em um Mac, Option. Um menu aparecerá. Escolha Split Area no menu. (Lembre-se de segurar o botão do mouse durante a seleção.)

Você verá uma linha preview parece que vai seguir o cursor. Tente arrastar o mouse sobre ambos os Viewport 3D e Janela de Botões. Você verá que esta linha split preview irão segui-lo de janela em janela.

Você pode finalizar onde você quer dividir, simplesmente pressionando o BEM. Você deve então ter duas janelas, onde antes havia apenas um!

Dividir uma janela sobre uma divisão vertical lhe dará duas janelas lado a lado verticalmente. Rachadura em uma divisão horizontal, como temos feito, dar-lhe duas janelas empilhadas horizontalmente. Enquanto na etapa 3, para alternar entre a divisão vertical e horizontal, é só usar o TAB. Para sair sem dividir uma janela, pressione o botão ESC.

Unir janelas[editar | editar código-fonte]

Reunir duas janelas é tão fácil como dividi-las. Vamos voltar à janela que acabamos de dividir.

Unindo janelas

Clique na borda da janela recém criada com oBDM (ou clique Opção para Mac) e escolha Áreas Join no menu. Uma seta aparecerá para que você possa indicar em que direção você gostaria de unificar as janelas. Caso você mova o mouse para a janela da direita, a seta vai mudar de direção. Unifique as janelas em qualquer direção, por enquanto com o BEM.

Unificar à esquerda significa que a janela do lado esquerdo será apagada, enquanto a união à direita significa que a janela do lado direito será apagada. Tenha isso em mente ao unir tipos de diferentes janelas.

Nota: Se você clicar o botão direito em uma borda de janela que não lhe dê a opção de unir, é porque a borda toca mais uma outra janela. Você terá que cobrir a janela que você deseja remover usando um identificador diferente.

Cena padrão do Blender.

A cena padrão do Blender mostra a tela padrão quando o Blender é iniciado pela primeira vez, dividida em três janelas:

  • O menu principal no alto é o header de uma janela de preferências de usuário;
  • Uma grande janela 3D;
  • E a janela de teclas logo abaixo.

Estas janelas podem ser quebradas (movidas) áreas separadas. Aqui mostraremos alguns dos elementos básicos:

  • Tipo de Janela: permite que você mude de um tipo de janela a outra. Por exemplo, se você quiser ver a janela de Outliner, clique e selecione o mesmo.
  • Menu superior Principal: é o menu principal associado com o tipo de janela, as "informações". Para ver realmente a informação, você precisa clicar e arrastar a área entre a janela 3D e o header do menu. Role o mouse entre eles e mude com as setas up/down, você também pode arrastar e ver a janela de "informação".
  • Janela Atual (por padrão Model) : Por padrão, o Blender vem com diversas telas pré-configuradas para que você escolha . Se você quiser customizar algumas, você pode criá-las e nomear.
  • Cena atual: São múltiplas cenas atuais que permitem que você organize o seu trabalho mudando as cenas.
  • Manipuladores 3D: São setas visuais em objetos para transformação. Os objetos podem também ser transformados (selecionar/movimentar - girar - e escalar), usando as teclas de atalho (g/r/s), Ctrl + Space exibirá o manipulador em pop-up. Para visualizar ou esconder o manipulador clique no ícone de "mão" da barra de ferramentas. As transformações de rotação e escala podem ser usados clicando em cada um dos três ícones à direita do ícone de mão. Shift + BEM para selecionar múltiplos manipuladores.
  • Cursor 3D: Funciona de várias maneiras. Por exemplo, representa onde os novos objetos irão aparecer quando forem criados. Ou pode ter uma base de onde a rotação será ocorrida.
  • Cubo: Por padrão quando o Blender é iniciado, sempre é criado um cubo no centro do espaço 3D. Mas provalvelmente você irá criar seu próprio espaço padrão e salvar as modificações usando a combinação Ctrl + U.
  • Luz (do tipo lâmpada): Por padrão, quando o Blender é iniciado uma luz é criada em alguma parte do espaço 3D.
  • Câmera: Por padrão, quando o Blender é iniciado uma câmera é criada em alguma parte do espaço 3D...
  • Objeto atualmente selecionado: mostra o nome do objeto atualmente selecionado.
  • Grupo de painéis de edição: Os botões de janelas exibido em painéis e em grupo de painéis. Esta fileira de teclas permitem que você selecione um grupo de painéis que é exibido. Alguns botões exibirão um sinal de adição à direita para a seleção de subgrupos ou de grupos dentro de grupos.
  • Frame Atual: O Blender é uma aplicação de modelagem e animação. Com isso, as animações são baseadas em conceitos de frames. Este campo exibe os frames atuais.
  • Tipo de visualização: o Blender renderiza a janela usando a biblioteca gráfica OpenGL. Você pode então interagir no espaço 3D exibindo diversos tipos de visualizações, são elas: Modo Texturizado, Modo Sólido, Modo WireFrame e Modo Bounding Box. Caso use a opção de modo texturizado é recomendado que tenha uma placa gráfica que suporte, pois existe um grande consumo de vídeo para manter o objeto no palco totalmente texturizado.
  • O ponto pivô: permite que você selecione onde a rotação ocorrerá. Por exemplo, a rotação podia ocorrer sobre a origem local de um objeto ou sobre a posição do cursor 3D.
  • As Camadas: Para uma modelagem e animação mais fácil. As camadas do Blender são fornecidas para ajudar a distribuir seus objetos em regiões funcionais. Por exemplo, muitas camadas contêm um objeto de água e uma outra camada pode conter árvores, ou uma camada pode conter câmeras e luzes.
  • Header da Janela 3D: Todas as janelas do Blender possuem headers. Este é o header para a janela 3D.