Níveis educacionais

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Editado por 2 outros utilizadores.
Última edição: 08h08min de 17 de agosto de 2016

Só me resta uma dúvida: vamos supor que livros de mesmo assunto sejam criados para um nível educacional diferente do outro. Eu até havia lido algo há muito tempo sobre a nomenclatura Introdução a... para diferenciá-los. Mas como ficará a questão da nomenclatura dos livros? Será assunto (nível educacional)? Supondo que o livro é do mesmo assunto (mas um mais aprofundado que o outro), supõe-se que haverá páginas de mesmo nome nos diferentes livros, então, nas páginas deste livro, cada uma teria tal nomenclatura (assunto (nível educacional)/página/subpágina...)? Outra coisa: pelo que eu vi ainda não foi decidida a questão da pós-graduação. E livros de ensino fundamental e médio, como é que fica?

Mário Júnior (Discussão)00h26min de 8 de dezembro de 2010
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h09min de 17 de agosto de 2016

Desculpe-me pela demora.

Eu procuro evitar a ideia de colocar meta-informação (no caso o "nível") nos títulos dos livros, uma vez que dentro de cada livro os autores podem usar de uma página como o prefácio para deixar claro o escopo do livro. As categorias dos níveis também desempenham esse papel de informar o leitor sobre o nível do texto. Aí vai da criatividade de cada autor para escolher títulos que tornem o(s) livro(s) únicos em meio a outros sobre o mesmo tema. Esse tipo de coisa acontece com os livros impressos.

Se a ideia for tornar dois (ou mais) livros em uma série/coleção com vários volumes, um para cada nível, como acontece com os livros didáticos escolares (exemplo), podem ser adotados títulos como foi feito com os de Cálculo: Cálculo (Volume 1), Cálculo (Volume 2) e Cálculo (Volume 3). Talvez o uso de "Volume X" tenha a vantagem de não manter no título do livro uma terminologia que talvez seja usada em apenas um dos países em que o texto poderia ser usado.

Mas também é possível enfatizar menos a relação que os livros têm um com ou outro, como em "A matemática no ensino fundamental" x "A matemática no ensino médio". Na minha área também é ver separações do tipo "Introdução a álgebra" e "Álgebra abstrata", em que o primeiro nome poderia ser usado em um livro destinado aos cursos de graduação (ou ao início da graduação) e o segundo aos de pós-graduação (ou ao final da graduação). Teve também o caso dos livros de Blender 3D, que foi resolvido aqui. Acho que há várias opções igualmente boas para a esse tipo de problema...

Quanto às últimas perguntas, pra falar a verdade eu também precisaria reler aqueles tópicos dos diálogos para relembrar em que ponto estava a conversa...

Helder21h48min de 6 de fevereiro de 2011
Editado por 2 outros utilizadores.
Última edição: 08h09min de 17 de agosto de 2016

Agora que você me falou sobre o título Introdução a... me lembrei de uma conversa que havia ocorrido a muuuito tempo, nos tópicos O caso dos livros de matemática e Agrupar livros por faixa etária e escolar. Em tais discussões, põe-se em questão a substituição de Indrodução a... pela etapa escolar, ou, pela idade adequada que devem ter os leitores, mas lembro-me de que alguns editores se recusaram pôr a idade nos títulos, logo, sobra a etapa escolar, todavia, há diferenças entre o ensino das universidades (conforme você) e da nomenclatura entre Portugal e o Brasil. Aí entra novamente a minha pergunta "como ficarão classificados os livros de ensino superior?". Deve-se utilizar o termo Introdução a...? Se o preferível for usar volume 1, volume 2, volume 3 em um livro que ainda não tenha tal nomenclatura, todos os títulos dos módulos do livro devem ser adequados e movidos, além de se alterar os links e remover as antigas páginas? Ou existe algo que acrescente volume 1, volume 2, volume 3 no título das páginas do livro, visto que manualmente daria um trabalhão?

-Aproveitando o mesmo tópico, tem como saber o resultado das avaliações que os leitores fazem sem eu mesmo ter de votar antes? Tem como pôr os resultados em uma tabela (assim poderíamos ver quais módulos necessitam ser arrumados e quais poderiam ser candidatos a melhores do wikilivros)?

Mário Júnior (Discussão)14h33min de 7 de fevereiro de 2011
Editado por 2 outros utilizadores.
Última edição: 08h09min de 17 de agosto de 2016

A extensão fornece a Especial:RatedPages para obter listas das páginas cuja avaliação seja igual a que for selecionada. Mas aparentemente até agora só o módulo Português/Semântica/Sinónimos e Antónimos (que é o mais popular do projeto) recebeu avaliações suficientes[1] para aparecer na lista. Na lista aparece este link, com os gráficos que mostram o progresso das avaliações. Cada página possui um link na barra lateral (seção de ferramentas) para acessar os gráficos correspondentes.

[1] No código fonte da extensão está definido o seguinte valor padrão:

# What number of page votes (for the average above) is considered significant?
# (number of recent reviews to be a decent sample size)
$wgFeedbackSizeThreshhold = 15;

Será que deveríamos ter pedido um número menor, como 10? Se sim, talvez ainda esteja em tempo de reabrir o mesmo pedido para que isso seja alterado. Por outro lado, antes de atenderem o pedido, comentaram que a extensão poderá se tornar obsoleta em breve.

Helder16h58min de 7 de fevereiro de 2011
Editado por outro utilizador.
Última edição: 08h09min de 17 de agosto de 2016

Acho que não é necessário alterar para 10, a extenção está no início de sua funcionalidade aqui no projeto, vamos esperar alguns meses e ver o que dará, se não, que alteremos.

Mário Júnior (Discussão)18h31min de 7 de fevereiro de 2011