Marcas nas fotografias de Werner Haberkorn/Vista parcial do Vale do Anhangabaú. São Paulo-SP 2

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Marcas nas fotografias de Werner Haberkorn
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vista parcial do Vale do Anhangabaú. São Paulo/SP (metadados).

Lista de marcas identificadas[editar | editar código-fonte]

  • CICA - Companhia Industrial de Conservas Alimentícias
  • Sinclair
  • Theodore Bloch de Tecidos S/A
  • Guaraina
  • Gancia

Pesquisa sobre marcas[editar | editar código-fonte]

CICA - Companhia Industrial de Conservas Alimentícias[editar | editar código-fonte]

Reconhecida pelos molhos de tomate com elefantes na embalagem, a CICA era a maior multiplicadora agrícola brasileira. Fundada em Jundiaí no ano de 1941, foi vendida por três vezes e hoje em dia pertence à Unilever. A marca foi extinta em 2003 mas os molhos ainda podem ser encontrados nos supermercados com o selo da Cargill. A CICA possuía como mascote um elefante que aparecia em seu logo e propagandas. O elefante passou a ser parte da marca em 1979 como uma estratégia de comunicação e uma tentativa de mudar o design para algo mais moderno.

Referências

https://pt.wikipedia.org/wiki/Companhia_Industrial_de_Conservas_Aliment%C3%ADcias https://www.propagandashistoricas.com.br/2013/05/cica-elefante-anos-60.html

Sinclair[editar | editar código-fonte]

Fundada na Inglaterra, no ano de 1961, Sinclair era uma marca fabricante de bens de consumo eletrônicos como a primeira televisão e calculadora de bolso do mundo, rádios, computadores, entre outros. A marca ficou famosa por disponibilizar o primeiro computador vendido por menos de 100 libras no Reino Unido, que se tornou muito popular e durante um tempo havia até uma lista de espera com possíveis compradores.

Referências

https://pt.wikipedia.org/wiki/Sinclair_Research#Refer%C3%AAncias ADAMSON, Ian; Kennedy, Richard (1986). Sinclair and the "Sunrise" Technology. Londres: Penguin Books https://pt.wikipedia.org/wiki/Sinclair_ZX80

Guaraina[editar | editar código-fonte]

Guaraina era um medicamento que possuía a cafeína que sai do guaraná como componente. Guaraina chegou a ser comercializada até a década dos 1950, posteriormente sumindo do mercado. O fabricante, no Brasil, era o Laboratórios Raul Leite S/A, pertencente a firma Dr. Raul Leite e Cia., o qual, ainda em 1941, publicava um folheto informativo chamado Almanaque Guaraína. A Guaraína era um concorrente do Melhoral, e provavelmente antecedeu o Melhoral, já que devia estar no mercado desde 1920 e, analogamente, era composto puramente de ácido acetil salicílico, o nome químico da aspirina comum e era comercializado para dores de cabeça e outras dores.

Referências

http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2010/10/jovens-usam-cada-vez-mais-estimulantes-para-estudar.html http://gestaodelogisticahospitalar.blogspot.com/2011/05/propagandas-antigas-guaraina.html?m=1

Gancia[editar | editar código-fonte]

Gancia é uma marca italiana fundada em 1850 pelo criador do primeiro vinho espumante. Fabricam vários tipos de vinhos e aperitivos e é muito consumida na Argentina. Os espumantes Gancia são famosos por serem leves e sutis além da coloração e aroma considerado agradáveis na bebida. A ocupação da família que começou na Itália e em todo o nosso país mais de 80 anos atrás, com Carlo e Camilo Gancia, testemunha para a evolução do imigrante e suas histórias de família na Argentina, honrando as formas que transcendem ao longo do tempo, que refletem as raízes e orgulho para a viagem. Uma história familiar de origem italiana que encontrou uma identidade no país, associada ao mundo das bebidas alcoólicas. Tiveram participação na criação de lanches knowhow, e orgulhosos foram ao velho continente, onde nasceu a paixão pela qualidade, pela a terra e seus segredos, ervas e aprendendo a combinar-los para conseguir um sabor único que persiste em nossos tempos. Chegando às terras Argentinas, atravessando o Atlântico, deu à luz o renomado americano Gancia, nos anos 30. Criado em 1934, há mais de 80 anos por Camilo Gancia quando chegou ao país, o americano Gancia tornou-se uma bebida que sempre esteve e estará nas casas dos argentinos. Uma marca emblemática que faz parte da história, um costume que é o protagonista dos ritos familiares, de encontros com amigos e momentos cheios de emoções que são transmitidas de geração em geração.


Referências

https://www.garrafeiranacional.com/espumante-gancia-prosecco.html https://es.wikipedia.org/wiki/Gancia http://lohacemosbien.com.ar/blog/gancia-de-generacion-en-generacion/ http://www.latinspots.com/sp/noticia/bbdo-argentina-repasa-la-historia-de-gancia/41401

Comentários sobre a fotografia[editar | editar código-fonte]

Werner Haberkorn veio ao Brasil em 1937 e durante o período de 1940 a 1950, retratou as mudanças nas paisagens da metrópole São Paulo. Fotografou principalmente as partes centrais da cidade que eram conhecidas por possuir grande parte dos núcleos econômicos. É notório em suas fotos, principalmente nessa, o recorte fotográfico para os prédios e outdoors da cidade e enquadramentos que dão mais valor para elementos verticais. Os outdoors eram uma forma recorrente de propaganda pois o fluxo de pessoas e carros davam resultado para essa forma de divulgação.

É possível observar na foto o Edifício Altino Arantes, grande símbolo da cidade. Assim como é possível observar também uma grande circulação de automóveis, que aumentava mais e mais com o tempo. Werner Haberkorn utiliza em produção destacando as marcas descritas acima, registra na imagem o surgimento dos principais edifícios do centro na região do Anhangabaú e demonstra desde já a grande movimentação da população na época.

A evolução da cidade é capturada pelos registros de Haberkorn. A circulação de carros e pessoas, os prédios, os outdoors são elementos que foram se modificando com o tempo e é notável pelas fotos.