Logística/Técnicas de previsão/Metodologia bootstrap

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A metodologia bootstrap é um sistema pericial que traduz as regras de um perito para um modelo quantitativo. Esta tradução é efectuada por regressão das previsões do perito em relação à informação que este usou. Na realidade, esta metodologia infere o modelo do perito através da análise das previsões realizadas pelos mesmos (Armstrong, 2001, p. 171).

Esta ferramenta torna-se, particularmente, útil quando existem poucos dados históricos ou quando estes têm pouca qualidade e é mais apropriada para situações complexas, nas quais as opiniões dos peritos inspiram pouca confiança. Caso seja necessário elaborar várias previsões, a metodologia torna-se económica. Permite, também, identificar enviesamentos nas previsões dos peritos, assim como revela a maneira como os mehores peritos as efectuam.

Alguns estudos mostram que a metodologia bootstrap melhorou a qualidade das decisões na produção em empresas.

Na metodologia bootstrap, os peritos efectuam previsões sobre situações reais ou simuladas e são utilizados meios estatísticos para inferir os modelos de previsão. Esta metodologia utiliza as previsões dos peritos como variável dependente e as pistas como variáveis causais. O modelo é normalmente estimado a partir da regressão dos mínimos quadrados (Armstrong, 2001, p. 173):

...

De maneira a desenvolver uma metodologia bootstrap é necessário seguir determinados princípios (Armstrong, 2001, p. 173-177):

  • Incluir todas as variáveis que o perito possa usar;
  • Quantificar as variáveis causais;
  • Utilizar os melhores peritos;
  • Verificar se as variáveis estão correctas;
  • Estudar mais que um perito;
  • Utilizar peritos com ideias diferentes;
  • Utilizar uma amostra suficientemente grande de stimulus cases;
  • Utilizar stimulus cases que cobrem a maioria das possibilidades razoáveis;
  • Utilizar stimulus cases que apresentem ligeiras intercorrelações, mas que sejam realistas;
  • Utilizar análises simples para representar o comportamento;
  • Efectuar uma monitorização formal.

A metodologia bootstrap apresenta previsões mais fiáveis do que a opinião simples dos peritos especialmente quando (Armstrong, 2001, p. 188):

  • O problema de previsão é complexo;
  • As relações de bootstrap podem ser estimadas com confiança;
  • Os peritos têm vastos conhecimentos sobre as relações;
  • A alternativa é obter previsões de peritos com pouco experiência.

A metodologia bootstrap é uma técnica com uma certa utilidade, visto que é simples, tem um baixo custo associado e os resultados são bastante fiáveis.