Logística/Técnicas de previsão/Intenções

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

De acordo com Morwitz (2001, p. 33), intenções são medidas dos objectivos, planos ou expectativas de indivíduos, acerca de acontecimentos futuros. São utilizadas para elaborar previsões devendo ser cumpridos certos princípios, nomeadamente:

  • Em relação às medições das intenções: as intenções devem ser medidas utilizando escalas probabilísticas e os inquiridos devem ser alertados para se concentrarem nas suas características quando respondem sobre as suas intenções.
  • Relativamente ao uso das intenções para determinar previsões do comportamento: as intenções devem ser ajustadas de modo a remover enviesamentos. Os inquiridos devem ser divididos em classes antes de ajustar as intenções e podem ser utilizadas para desenvolver tanto as previsões mais optimistas como as mais pessimistas.
  • Em relação ao facto dos investigadores deverem ser cautelosos na utilização dos dados: a medição das intenções pode alterar o comportamento dos inquiridos e aqueles que erram ao relembrar a decisão anterior podem fazer predições erradas sobre as suas decisões futuras.

Algumas empresas medem com frequência as intenções de indivíduos de forma a determinar uma previsão do seu comportamento, por exemplo, nos estudos de mercado costuma-se medir as intenções de compra dos clientes, com o objectivo de determinar a previsão das vendas do produto.

Apesar da investigação sobre as intenções do consumidor terem sido iniciados a partir dos anos 50, ainda existem algumas questões importantes sobre a validade predictiva destas medições que continuam por responder (Morwitz, 2001, p. 52).