Logística/Sistemas de informação/Custo logístico/O número de armazéns do sistema logístico

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


De acordo com Coyle et al. (2003, p. 297), decidir qual o número de armazéns que um sistema logístico deve possuir é uma das tarefas mais importantes do gestor logístico. Esta decisão deve, de um modo geral, basear-se na compensação entre custos.

Verificou-se, então, que o aumento do número de armazéns num sistema logístico afecta o custo de distribuição. O aumento do número de armazéns provoca, por um lado, uma diminuição do custo de transporte e do custo de vendas perdidas, e, por outro lado, um aumento do custo das existências e do armazenamento. Agrupando as mercadorias a receber por cada armazém de modo a corresponderem a um vagão ou camião completo, as tarifas de transporte são mais baixas, diminuindo o custo de transporte. Por outro lado, o aumento do número de armazéns aproxima os armazéns do cliente e da área de mercado, reduzindo tanto a distância como o custo de transporte. O custo de armazenamento aumenta pois o espaço total aumenta sempre com um maior número de armazéns.