Logística/Movimentação de materiais/Equipamento/Equipamento de identificação e comunicação automática/Comunicação automática, sem papel/Terminal de dados por radiofrequência

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Segundo Frazelle et al. (1994, p. 600-601), embora, tecnicamente, não seja um equipamento da família dos sistemas de identificação automática, os terminais de radiofrequência estão a emergir rapidamente como ferramentas de confiança para a gestão dos níveis de existências e de veículos. Os terminais de radiofrequência incorporam um ecrã, teclado e teclas de função especial (ver Figura 1 e Figura 2). Estes equipamentos comunicam através de troca de mensagens numa determinada frequência, entre antenas localizadas estrategicamente e um computador.

Além da orientação relativamente a um controlo de stocks mais rigoroso, o uso destes equipamentos é justificado pelo melhoramento da utilização de recursos. Além disso, a crescente disponibilidade de programas para computador permite a comunicação entre os terminais de radiofrequência e os sistemas de controlo de armazenagem, simplificando, assim, a sua implementação. A maioria dos terminais de radiofrequência implementados em instalações de movimentação de materiais, utilizam um dispositivo móvel ou scanner para registar informações, identificar produtos e verificar a sua localização.

A evolução e integração destas tecnologias proporciona aumentos de produtividade e informações mais rápidas e precisas. Foi em 1989, que as primeiras instalações de terminais de radiofrequência mostraram resultados promissores.