Logística/Movimentação de materiais/Equipamento/Equipamento de armazenagem/Armazenagem de unidades de carga/Equipamento para armazenagem de unidades de carga/Condutor a bordo/Corredores largos/Empilhadora de contrapeso

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Figura 1. Empilhadora de contrapeso.

O «burro de carga» da movimentação de materiais é a empilhadora de contrapeso. Apesar deste ser considerado uma empilhadora de garfos, nem todos os modelos usam garfos para elevar as cargas; aríetes e plataformas também podem ser utilizados para o mesmo efeito. Tal como a maioria das empilhadoras industriais, a de contrapeso pode ser impulsionada a bateria ou por um motor de combustão interna, que pode funcionar a gasolina, propano ou a gasóleo. Os pneumáticos são utilizados nesta empilhadora em operações a céu aberto, enquanto nas operações no interior de edifícios são utilizados pneus cushion. A empilhadora de contrapeso consegue suportar entre 450 a 45 000 kg de carga.

A empilhadora de contrapeso aplica um enorme peso nas suas rodas traseiras para puder suportar as cargas que podem chegar aos 45 000 kg. A capacidade de elevação costuma ser entre 7,6 a 9,1 metros. Este tipo de empilhadora pode não ser apropriada para armazenamento em profundidade dupla.

Tal como a estante de profundidade simples é considerado um modelo de referência das estantes de armazenagem de unidades de carga, a empilhadora de contrapeso pode ser considerada uma referência dos veículos de armazenagem de unidades de carga. A empilhadora de contrapeso é a escolha indicada quando se pretende utilizar o mesmo veículo para carregar ou descarregar camiões e armazenar ou retirar cargas. No caso da armazenagem por empilhamento, estantes drive-in e drive-thru e nas armações para empilhamento, os corredores têm que ser adequados para a empilhadora de contrapeso. A largura necessária destes corredores é entre 3-4 metros para que a empilhadora de contrapeso possa operar, largura que é superior à necessidade das outras empilhadoras. A empilhadora de contrapeso requer corredores mais largos porque para retirar cargas ela tem de efectuar uma viragem. Contudo, a maior vantagem desta empilhadora é o seu baixo custo e a sua flexibilidade.

Para além de garfos existem outras fixações utilizadas para elevar cargas. Estas serão desenvolvidos de seguida.

A principal função da fixação de uma empilhadora é poupar tempo, conservar espaço, reduzir danos no produto, reduzir a mão de obra ou eliminar equipamento desnecessário. O sideshifter [1] permite que os garfos se movimentem de um lado para o outro de modo que o operador possa aceder às paletes sem ter que reposicionar a empilhadora, poupando assim bastante tempo. A fixação push/pull permite que a palete seja substituída por uma folha deslizante. O bloco de cinzas é uma fixação que elimina a necessidade de uma palete, poupa espaço e reduz o peso da carga. Outras fixações que eliminam a necessidade de uma palete são as garras para caixas de cartão, para rolos de papel e a fixação aríete (Tompkins et al., 2003, p. 236).