Logística/Gestão de desperdícios e rejeitados/Resíduos sólidos urbanos/Politica dos 3 R's

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Devido ao crescente aumento dos resíduos sólidos urbanos (RSU), tornou-se necessário implementar uma política que promove a diminuição da produção de resíduos e que foi informalmente intitulada política dos 3 R´s, uma vez que tem por base os princípios de Redução, Reutilização e Reciclagem dos RSU, contribuindo qualquer um, por ordem decrescente, para a redução da quantidade de resíduos gerados, assim como para o consumo de energia utilizado e de recursos naturais consumidos (Rosas, 2003, p. 1).


Reduzir

Numa sociedade de consumo, onde os produtos e embalagens abundam e os seus custos de tratamento e eliminação são elevados, a redução é o primeiro ponto na hierarquia desta politica por ser o método cuja adopção tem maior impacto no ambiente, uma vez que, só reduzindo a quantidade consumida é possível diminuir a quantidade de resíduos existentes (Política, 2010, p. 1). A redução de resíduos na origem ou a prevenção da sua produção pode ser conseguida através da aposta na implementação de determinados mecanismos como, por exemplo:


Reutilizar

A Reutilização é o processo através do qual se reintroduzem, sem alterações significativas, substâncias, objectos ou produtos nos circuitos de produção ou de consumo de forma a reduzir a produção de resíduos. Através deste processo são dados novos usos a materiais já utilizados, podendo estes ter até um objectivo do seu objectivo inicial. Alguns exemplos desta prática são (Política, 2010, p. 2):


Reciclar

A reciclagem "consiste no reprocessamento de resíduos com vista à recuperação e/ou regeneração das suas matérias constituintes em novos produtos a afectar ao fim original ou a fim distinto". Esta permite transformar um objecto noutro diferente, de modo a poder ser reintroduzido no ciclo económico como matéria-prima secundária, poupando neste processo muitos recursos naturais, matérias-primas, custos de produção e ainda evitando a poluição. Este processo deve ocorrer sempre que não seja possível deixar de produzir um resíduo ou quando não se encontre outra utilização possível para esse objecto. Para que este processo tenha lugar é fundamental que o resíduo não seja depositado junto com os indiferenciados, mas sim no contentor apropriado da recolha selectiva de materiais (Política, 2010, p. 3).