Logística/Gestão de armazéns/Picking/Procedimentos de organização/Bucket brigade

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Este procedimento é uma variação do picking por zona e da metodologia de passe, excepto que as zonas não são definidas no sistema, mas sim pela actividade em cada zona que os operadores percorrem. Em termos simples, o pedido é iniciado pelo Operador 1, o Operador 2 desloca-se até ao Operador 1 quando precisa de trabalho. O lugar onde se encontram é designado por limite temporário de zona. O Operador 2 recolhe, então, o pedido até que o Operador 3 se desloque de volta para reunir-se com eles e assuma a satisfação do pedido. Isto mantém todos os operadores activos e, automaticamente, equilibra o sistema numa base diária (Hudock, 2004).

Este procedimento exige uma rigorosa coordenação entre os operadores, um estudo prévio de produtividade de cada um dos mesmos e uma preparação dos pedidos de acordo com a configuração física, apesar de parecer um procedimento aparentemente simples. No entanto, é possível comprovar analiticamente que com este procedimento de organização do trabalho, os operadores se mantêm em volta da divisão óptima do trabalho, eliminando a actividade de balanceamento e planeamento (Medeiros, 1999).

Deste modo podem-se indicar como principais benefícios da utilização do procedimento de bucket brigade (Medeiros, 1999):

  • Redução da necessidade de planeamento, pois faz automaticamente o balanceamento do trabalho;
  • Através do auto ajuste, o processo torna-se mais ágil e flexível;
  • Maior número de unidades processadas, para além de se aproximar, tendencialmente, do balanceamento óptimo do trabalho;
  • Redução do trabalho secundário e aumento da qualidade, pela redução do trabalho em processo.