Logística/Gestão de armazéns/Configuração de áreas de armazenagem contínuas/Múltiplos produtos/Armazém com uma porta

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Figura 1: Áreas de armazenagem de produtos com uma única porta

Considere-se dois produtos, 1 e 2, cujas necessidades de espaço e movimentações por dia são respectivamente (Francis et al., 1992, p. 301),

, e , .

Os produtos que apresentam um rácio de recepção/expedição elevado devem estar localizados próximos do ponto de entrada. e , como, , logo, o produto 1 é colocado em primeiro lugar para a respectiva configuração de armazenagem. Para delimitar a zona ocupada pelo produto 1 é necessário construir uma curva de nível que delimite a área de . Existe uma única porta, ao longo do eixo dos y's e a região de armazenagem deve ocupar apenas o primeiro e o quarto quadrantes. Então, para o produto 1 é destinada a região de armazenagem triangular com de base e de altura. A região de armazenagem triangular com de base e de altura é destinada à soma das duas áreas de armazenagem (produto 1 e 2), cuja área é , como se verifica na figura 1.

Figura 2: Configuração de armazenagem contínua

Considerando a figura 2 e tendo em conta o exemplo Armazém com uma porta (Um produto), a distância média percorrida é dada por (Francis et al., 1992, p. 304):

= +

onde T1 e T2 são os valores das movimentações dos produtos 1 e 2, respectivamente.

O produto 2 varia em valor desde o máximo do produto 1 até ao valor das áreas conjuntas dos dois produtos. Assim:

= +