Saltar para o conteúdo

Judaísmo/Divisões religiosas

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.

A religiosidade judaica é a maneira com que o judeu expressa seu judaísmo. Ao contrário do que possa parecer externamente, não há uma unidade religiosa judaica. Cada judeu expressa sua forma de religião, de acordo com o pensamento religioso comunitário ao qual adere.

Judaísmo Rabínico[editar | editar código-fonte]

Judaísmo rabínico (do hebraico יהדות רבנית "Yahadut Rabanit" ) é o nome dado ao judaísmo tradicional, que aceita o Tanakh como revelação divina e a Torá Oral também como fonte de autoridade. Recebe este nome devido ao fato de dar grande valor aos ensinamentos rabínicos através dos tempos codificados principalmente no Talmud .

Suas principais ramificações são :

  • Judaísmo ortodoxo
  • Judaísmo conservador
  • Judaísmo reconstrucionista
  • Judaísmo liberal

Algumas ramificações dão grande ênfase à parte mística do judaísmo :

  • Chassidismo


Judaísmo Caraíta[editar | editar código-fonte]

O judaísmo caraíta, opôe-se ao judaísmo rabínico ao desconsiderar a Torá Oral e enfatizar apenas o valor da Torá Escrita, o que os leva à desprezar a autoridade advogada por quaisquer outra escritura fora do Tanakh como o Talmud, o Novo Testamento cristão e outros textos. Para os caraítas, apenas o Tanakh tem uma revelação divina e como tal, nenhuma pessoa pode advogar-se à dar sua interpretação à Torá como o fazem os estudiosos rabínicos. Sendo assim, os caraítas dão uma grande ênfase no cumprimento literal da Torá .

Judaísmo samaritano[editar | editar código-fonte]

O Samaritanismo é uma ramificação do Judaísmo praticada pelos judeus samaritanos que dizem ser descendentes dos antigos habitantes do reino de Israel . Entre as principais diferenças ,ainda mantém as funções dos cohanim , crêem na santidade do monte Gerizim e aceitam unicamente a Torá (conhecida como Pentateuco samaritano ) como escritura inspirada.

Judaísmo ateístico[editar | editar código-fonte]

Um judeu ateísta é um membro da comunidade judaica que não crê na existência de D-us , mas que ainda se considera um judeu, identificando-se não com a religião, mas sim com os costumes étnicos e culturais. Ainda que à primeira vista possa parecer uma contradição, ser judeu não leva necessariamente a uma crença religiosa.

O judaísmo ateístico está organizado no mundo de diversas formas. Por um lado há uma tradição de organizações judaicas ateísticas e seculares, desde a organização socialista Bund na Polônia do século XIX até a Sociedade do Judaísmo Humanista dos EUA. Por outro há judeus ateus que participam da comunidade judaica, sem necessariamente se envolver com religião (ainda que muitas comunidades ortodoxas considerem o filho de um judeu ateu como judeu devido à linhagem materna). E há um terceiro grupo cujos antepassados foram judeus, mas que não se consideram como judeus, já que julgam que o judaísmo é necessariamente uma religião, e sendo assim preferem ser chamados apenas de ateus.

Entre diversos ateus famosos, pode-se citar Sigmund Freud, Karl Marx e Woody Allen.

Judaísmo messiânico[editar | editar código-fonte]

O Judaísmo messiânico, adere a práticas do judaísmo, mas crê em Jesus ( YESHUA no Hebraico ) como Messias ( MASHIACH no Hebraico ), integrando o Novo Testamento nas suas práticas, porém, não deixando de lado de forma alguma os Seguimentos e Preceitos da Torá, já que o Messias veio para Complementa-la.