Introdução à Biologia/Biodiversidade/Reino Animalia/Phylum Chordata/Anfíbios

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rana lessonae.

Os anfíbios são animais vertebrados da classe Amphibia, que não têm ovos amnióticos. Os anfíbios normalmente repartem o seu tempo entre a terra e a água. Estão identificadas cerca de 3000 espécies vivas de amfíbios.

Os anfíbios surgiram no Devónico e foram os primeiros animais terrestres. No Carbónico foram o grupo dominante.

Salamandra salamandra

"Anfíbio" vem do grego e tem como significado "duas vidas". Como o sapo, que quando nasce como girino, e parece como um pequeno alevino, sobrevive apenas dentro da água. Depois de adulto perde a cauda e se transforma em um Anuro, Ordem dos sapos, rãs e pererecas. A palavra Amphibio é antiga, com referência principal a sapos, rãs e pererecas (por isso o nome), mas hoje existem animais que são parentes próximos, mas não possuem o desenvolvimento até o indivíduo adulto como o dos sapos, mas estão nessa Classe pois essa por sua vez já existia há tempos.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Para efeitos de reprodução todos os anfíbios estão vinculados à água. Várias espécies têm adaptado às zonas áridas e semi-áridas ambientes, mas a maior parte deles precisa de água para estabelecer os seus ovos. As larvas respirar com guelras exterior. Após incubação eles começam a transformar gradualmente para os adultos da aparência. Esse processo é chamado de metamorfose. Tipicamente, os animais em seguida saem da água e se tornam adultos terrestres, mas existem algumas exceções a esta forma geral de reprodução.

A mais óbvia parte dos anfíbios metamorfose é a formação de quatro patas, a fim de apoiar o corpo em terra. Mas existem várias outras alterações:

  • As brânquias são substituídas por outros órgãos respiratórios, por exemplo, pulmões.
  • As alterações cutâneas e desenvolve para evitar a desidratação glândulas
  • Os olhos se adaptarem à visão pálpebras e fora da água
  • Um eardrum é desenvolvida para bloquear o ouvido médio

História[editar | editar código-fonte]

Anfíbios desenvolvido com as características da faringe rachas / guelras, um cordão dorsal do nervo, uma notochord, e uma cauda pós-anal em diferentes fases da sua vida. Eles têm persistido desde a madrugada de tetrapods 390 milhões de anos atrás, no período Devoniano, quando eles foram os primeiros animais de quatro patas a desenvolver pulmões. Durante o seguinte período Carbonífero eles também desenvolveu a capacidade de caminhar sobre o solo para evitar a concorrência ea predação aquáticos, permitindo-lhes para viajar a partir de fontes de água para a água fonte. Como um grupo que eles mantiveram o estatuto do animal dominante para quase 75 milhões de anos.