História do Brasil/Revolta Praieira

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Recife em pouco mais de uma década ao fim da Revolução Praieira

A Revolta Praieira foi um conflito ocorrido durante o Segundo Reinado. O conflito aconteceu em Pernambuco, província com alto prestígio no governo nacional, sendo representado por sua elite açucareira. A política pernambucana na época da revolta era dominada pela tradicional e rica família Cavalcanti. Essa família exercia seu poder na província de modo bastante agressivo e absoluto, fato que causou uma grande insatisfação popular na província.

Os Cavalcanti eram rivais da família Rego de Barros. Os Cavalcanti se alinharam ao Partido Liberal, enquanto os Rego de Barros se aliaram ao Partido Conservador, se revezavam no controle da região e firmavam acordos entre as famílias. Em 1842 ocorreu divergências entre membros do Partido Liberal que consideravam que os Rego de Barros davam preferência aos Cavalcanti em suas decisões políticas. Outra questão que aumentava a insatisfação popular e a disputa entre os grupos era a escravatura, que enquanto a Inglaterra pressionava seus aliados a abolir a escravidão, as duas famílias recorriam sem pudor ao contrabando de mão de obra escrava.

Os Liberais, chamados de "Praieiros" (pois a sede do jornal liberal ficava na rua da praia), realizaram ataques em Recifes e Paraíba, mas por causa da insuficiência para sustentar o combate, se renderam rapidamente, e a rebelião acabou em 1848.