Guia do Rugby/Leis/Knock-on e Passe pra Frente

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


O rugby union é um dos poucos esportes de bola no qual a bola não pode ser passada para a frente.

Isso significa que um jogador que se mova na direção da linha adversária deverá passar a bola para um companheiro de time ao longo (ou atrás) de uma linha imaginária que corre em ângulo reto com as laterais do campo.

O mesmo princípio se aplica mesmo quando os jogadores não estão passando a bola:

  • Se eles não conseguem segurar um passe ou pegar uma bola do chão, deixando-a escapar para frente, após ter tocado a mão ou o braço, e atinge o chão ou outro jogador, tem-se um knock-on.
  • O mesmo se aplica quando um jogador é tackleado e a bola vai para a frente.
  • Se um jogador esbarra na bola mas consegue agarrá-la antes que atinja o chão ou outro jogador, não se tem um knock-on.
'Para frente' significa na direção da linha adversária.

Punições:

  • Quando um knock-on ocorre, o juíz parará o jogo e concederá um scrum ao time que não fez a falta.
  • Se a bola é jogada para a frente em uma lateral, é concedido um scrum 15 metros para dentro da linha de touch.
  • Se o juíz considera que um jogador deliberadamente jogou a bola para a frente ou fez knock-on proposital, concederá um pênalti para o outro time.
  • E se o juíz compreende que o outro time teria marcado um Try se o knock-on intencional não tivesse ocorrido, concederá um pênalti try.
A única exceção para a regra do knock-on é o bloqueio.
Se um jogador bloqueia a bola quando um oponente a chuta, não se tem um knock-on, mesmo quando a bola vai para frente.