Guia do Rugby/Pontuação/Try

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


O try, além de ser a forma de pontuação que mais pontos marca, é também a forma mais gratificante.

Um try marca cinco pontos, e é anotado quando o jogador encosta a bola na area de in-goal do adversário, que fica entre a linha de try e a linha de bola morta. Esta área inclui a linha do gol (mas não a lateral ou a linha de fundo) e as traves (mesmo que a parte tocada da trave não esteja sobre a linha do gol).

O jogador tem que:

  • Tocar o chão com a bola - tocar a bola no chão, segurando-a com as mãos ou braços. Nenhum tipo de pressão é necessária.
  • Aplicar pressão na bola - caso a bola esteja no chão na area de in-goal, o jogador tem que aplicar uma pressão contra o chão na bola, usando as mãos, braços ou a parte frontal do corpo da cintura ao pescoço.

É dificil dizer se a pressão para baixo na bola foi aplicada. Em partidas internacionais, o arbitro toma a decisão juntamente com um quarto arbitro que assiste pela televisão o replay do lance.

Caso um jogador adversário toque a bola antes, o arbitro sinaliza um drop-kick na linha de 22 metros ( ao menos que o jogador adversario tenha carregado a bola para dentro do in-goal, nesse caso um scrum na linha de 5 metros é formado, com a equipe que atacava introduzindo a bola).

O arbitro também pode sinalizar um "try-penal" (5 pontos) se o jogador tivesse chances reais de marcar o try, mas foi impedido devido a uma falta do adversario. O try é considerado como marcado entre as traves ( assim, o chute de conversão também é chutado em frente as traves).

Caso o jogador seja "tackleado" perto da linha de gol, mas mesmo assim consiga a apoia-la dentro do in-goal, também é anotado o try.

Se um scrum ou ruck entra dentro do in-goal, um jogador do ataque pode aplicar pressão na bola logo que ela ultrapassa a linha de gol, e um try é anotado.