Guia do Linux/Iniciante+Intermediário/Gerenciadores de partida (boot loaders)

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Screenshot do GRUB 1.x
Tabela de conteúdo

  • 6.1 LILO
    • 6.1.1 Criando o arquivo de configuração do LILO
    • 6.1.2 Opções usadas no LILO
    • 6.1.3 Um exemplo do arquivo de configuração lilo.conf
  • 6.2 GRUB
    • 6.2.1 Como o GRUB trabalha com discos e partições
    • 6.2.2 Instalando o GRUB
      • 6.2.2.1 No MBR
    • 6.2.3 No disco flexível (somente linha de comando)
    • 6.2.4 No disco flexível (com interface de menu)
    • 6.2.5 Opções do arquivo de configuração
    • 6.2.6 Um exemplo de arquivo de configuração
    • 6.2.7 Usando a linha de comandos do GRUB
    • 6.2.8 Removendo o GRUB do MBR
    • 6.2.9 Como obter informações mais detalhadas
  • 6.3 Parâmetros de inicialização passados ao kernel
  • 6.4 LOADLIN
    • 6.4.1 Opções do LOADLIN
    • 6.4.2 Exemplo de inicialização com o LOADLIN
  • 6.5 syslinux
    • 6.5.1 Criando um disquete de inicialização com o syslinux
    • 6.5.2 O arquivo SYSLINUX.CFG
    • 6.5.3 Formatação dos arquivos de tela do syslinux

Capí­tulo 6 - Gerenciadores de Partida (boot loaders)[editar | editar código-fonte]

Gerenciadores de Partida são programas que carregam um sistema operacional e/ou permitem escolher qual será iniciado. Normalmente este programas são gravados no setor de boot (inicialização) da partição ativa ou no master boot record (MBR) do disco rí­gido.

Este capitulo explica o funcionamento de cada um dos principais gerenciadores de partida usados no GNU/Linux, em que situações é recomendado seu uso, as caracterí­sticas, como configura-lo e alguns exemplos de configuração.