Civilizações da Antiguidade/O Homo erectus

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Homo Erectus[editar | editar código-fonte]

No Período Plioceno (5,5 Milhões a 1,6 Milhão), no fim da Era Terciária, surgem os Hominídeos.

Homo erectus

Muita história evolutiva vai se passar até que há 1,8 milhão de anos, na África, vão surgir os primeiros seres da espécie Homo erectus.

Esses indivíduos eram sem dúvida diferentes, foram moldados ao longo de constante evolução e conviveram com diversas espécies diferentes também.

O Homo erectus era mais forte e pesava cerca de 55 a 85 kg, tendo 1,50 a 1,70 m. de altura. A maior diferença está na capacidade endocraniana, de 800 a 1000 cc.

Dominando[editar | editar código-fonte]

O Homo erectus foi a espécie que predominou sobre os hominídeos.

Eram grandes caçadores e aprenderam a usar o fogo, isso já os coloca a frente de outras espécies e possibilitava que vivessem em grupos e mantivessem uma estrutura social.

No início da Era Quaternária, a Terra já se parecia com a disposição geográfica que conhecemos hoje. Com as glaciações várias espécies de mamíferos foram extintas, inclusive os hominídeos.

Quem domina então o cenário é o Homo erectus, que se espalha pela Ásia, Europa e Extremo Oriente.

É possível que aqueles que migraram para Europa tenham se adaptado ao frio ao longo dos milênios e deram origem ao Homo neanderthalensis.

Aqueles que permaneceram na África precisaram passar por diversas Eras Glaciais, as mutações necessárias para enfrentá-las deram origem ao Homo sapiens.

Sociedade[editar | editar código-fonte]

Partindo das pesquisas em Olduvai Gorge, no Vale do Grande Rift, África, local chamado de berço da humanidade, foram descobertos locais que parecem acampamentos. Isso indica que os Homens que viveram ali já viviam em grupos, eram sociáveis.

Olduvai Gorge

De forma lenta e gradual, eles aprenderam a partilhar a comida e dividir as tarefas. Já faziam suas ferramentas e armas para caçar. Os homens caçavam e as mulheres cuidavam da dieta de vegetais.

A descoberta do fogo constituiu um substancial avanço: passou a ser possível cozinhar alimentos, iluminar as cavernas, endurecer as pontas das lanças de madeira e manter os animais afastados.

Migração[editar | editar código-fonte]

A partir do momento em que domina o fogo e as armas para caçar, o Homo erectus já se sente apto a desbravar novas terras.

Foram encontrados vestígios do Homo erectus nas montanhas da Etiópia, na Síria, em Israel e na Europa. Não só fósseis de homens e animais mas, indícios da utilização de pigmentos de cor, como o ocre vermelho, que indica, talvez, que os caçadores usavam se pintar, ou pintavam as pedras.

Está evidente que o Homo erectus foi uma espécie muito bem sucedida e que conseguiu se espalhar e sobreviver em eras que demandavam muita habilidade e resistência.