Civilizações da Antiguidade/O Homo neanderthalensis

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
reconstituição de um neandertal

Homo Neanderthalensis[editar | editar código-fonte]

Para aprender um pouco mais sobre o homo neanderthalensis, só mesmo muita pesquisa, escavações e estudos porque não há muitos fósseis a disposição.

Alguns pesquisadores consideram que o homo neanderthalensis é uma subespécie do homo sapiens, portanto ele seria homo sapiens neanderthalensis.

Outros afirmam que de acordo com o DNA mitocondrial, o homem de neandertal não pertence à linhagem humana. De qualquer maneira, é aceito pela ciência que tanto o homo sapiens sapiens como o neanderthalensis evoluíram de um ancestral comum.

Onde viviam[editar | editar código-fonte]

De acordo com os fósseis encontrados, eles viviam na Europa e parte da Ásia, estavam adaptados ao clima frio.

grupo de neandertais

O nome neandertal vem do Vale do Neander onde foram encontrados fósseis e o termo homem de neandertal foi criado pelo anatomista islandês William King.

Na verdade, houve uma descoberta anterior de fósseis, feita numa pedreira em Gibraltar, mas não deixou o nome para a posteridade.

Fósseis desses hominídeos aparecem em maior quantidade na França, Itália e Bélgica mas, aparecem desde a costa atlântica de Portugal a oeste, até a Rússia a leste, há inclusive vestígios até o Oriente Médio.

Pesquisadores do Instituto Max-Planck de Leipzig (Alemanha)fizeram pesquisas de dados genéticos de neandertais usando fósseis da caverna de Vibndija na Croácia, Sidrón nas Astúrias, Espanha, e de Mezmaiskaya na Rússia. Também usaram um esqueleto de mais de 40 mil anos encontrado no vale de Neander.

Aparência[editar | editar código-fonte]

Estamos aqui no campo das suposições, não existem tantos vestígios a serem estudados, até mesmo pelo tempo decorrido e pela falta de escrita embora as pinturas e certas obras em pedra sejam extremamente curiosas.

Os primeiros vestígios encontrados, foram confundidos com restos de ursos, nos estudos passados os cientistas viam uma criatura muito distante dos homens como conhecemos.

erguendo uma pesada rocha

Hoje a visão é outra, de fato ele era diferente, mas tinha características que nos fazem presumir ser inteligente, vivendo em sociedade, construindo abrigos e, inclusive possuindo capacidade de falar.

Sua altura variava entre 1,50 e 1,70, eles eram fortes, musculosos e compactos. Caminhavam como nós, eram bípedes e tinham bastante habilidade manual.

A cabeça dos neandertais era diferente, por causa do nariz largo e comprido, sobrancelhas espessas e salientes. O crânio era volumoso e não possuíam queixo talvez porque os dentes ficassem muito a frente.

Museu de História Natural de Lausanne

As pesquisas atuais do Instituto Smithsoniam estudando dentes fossilizados de neandertais, chegaram à conclusão de que eles comiam legumes, raízes e tubérculos.

É provável que eles também tivessem uma linguagem ainda que rudimentar. Em 1983 na gruta de Kebara em Israel, foi encontrado, num fóssil de neandertal de 60 mil anos, um osso hióide intacto. Isso prova que podiam falar assim como nós, pois esse osso fica atrás da língua e nele ficam suspensas nossas cordas vocais. Não há nada que diferencie o osso hióide desse Neandertal do nosso.

Vida difícil[editar | editar código-fonte]

Era complicada a vida para esses hominídeos. A esperança de vida era curta e, embora fossem muito mais inteligentes e capazes do que antes se presumia, o ambiente era extremamente hostil.

Pelo que se sabe eles viviam em pequenos grupos organizados. Alguns cuidavam da caça, outros das crianças, dos doentes, etc. É possível que tenham praticado o canibalismo, mas também enterravam seus mortos, em sepulturas preparadas e com oferendas.

Artisticamente, existem muitas provas da habilidade dos Neandertais. Faziam armas de quartzo ou sílex, construíam abrigos e com certeza faziam desenhos artísticos. Os últimos achados na caverna de El Castillo, no Norte da Espanha, mostram as marcas das mãos do artista, que viveu há mais de 40 mil anos. Veja em

Assim cada vez se descobrem novos legados dos homens que viveram e deixaram seus rastros na Terra.

São considerados sítios neolíticos Çatal Huyuk na Turquia, Gobleki Tepe na Turquia e Stonehenge na Inglaterra.

comparação entre o neandertal e o homem moderno

Como desapareceram[editar | editar código-fonte]

Difícil dizer, há muitas teorias e nada ainda comprovado. Imagina-se que numa determinada altura os neandertais e os homens modernos coexistiram. Assim, as teorias são:

- os neandertais se isolaram procriando entre si, o que levou ao enfraquecimento e consequente extinção da espécie.

- um surto de doenças, devido às baixas temperaturas os dizimaram.

Pesquisas atuais defendem que eles não foram extintos simplesmente, mas que conviveram com os homens modernos e tiveram descendentes.

Comparando o genoma dos neandertais com o do homem atual, os estudiosos descobriram que, parte da genética dos homens de neandertal permanece no homo sapiens.

Um dos pesquisadores do Instituto Max-Planck de Leipzig (Alemanha), Gerd Schmitz afirma que – é certo que tivemos filhos com os neandertais.

Se é esse o caso, temos até hoje os genes dos neandertais que se perpetuaram através dos tempos.