Civilização Egípcia/Último período/Dinastias do último período/29ª Dinastia

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Dinastia 29

29ª Dinastia[editar | editar código-fonte]

Karnak, em primeiro plano a capela de Hakoris
  • Nepherites I
  • Psammuthis
  • Hakoris
  • Nepherites II
  • Nepherites I

Esse rei é mais conhecido pelo fato de se aliar à Esparta contra os persas. É sabido que ele presenteou Esparta com milho e equipamentos para cem navios em troca da aliança.

O que ele não esperava é que os presentes fossem interceptados em Rodes quando a frota egípcia passou por lá, porque o governo de Rodes já tinha se aliado aos persas.

Os registros sobre Nepherites são inscrições e construções em Buto, Sais, Mênfis e Karnak.

Seu sarcófago foi encontrado em 1869 junto com itens funerários em Mendes.

É possível que quando Nepherites faleceu ou foi assassinado, não se sabe nada a respeito, o trono tenha sido usurpado por Psammuthis que governou junto com Hernebkha Muthis filho de Nepherites.

esfinge originaria de Mênfis, encontrada em Roma, Nepherites I
  • Psammuthis

Pode ser que ele tenha usurpado o trono após a morte de Nepherites mas talvez Hernebkha Muthis (filho de Nepherites) tenha reinado junto com ele.

Mâneton o menciona entre Nepherites e Hakoris.

O nome de Psammuthis, Pasherienmut significa Filho da deusa Mut. Ele provavelmente reinou no Alto Egito durante um ano, mais ou menos. Logo a seguir, Hakoris recuperou o trono.

Seus registros são inscrições em Karnak e Saqqara.

  • Hakoris

É possível que Hakoris tenha governado ao mesmo tempo que o usurpador Psammuthis por um tempo muito curto. Logo ele retomou o trono e fez um bom governo.

Fragmento com os nomes de Psammuthis

Seu reinado foi marcado pela paz entre Pérsia e Esparta e isso foi um problema, porque sem maiores preocupações, a Pérsia voltou a se interessar pelo Egito.

Hakoris fez aliança com Chipre e formou um exército forte para repelir os invasores. Ele foi bem sucedido e o Egito voltou a ser independente politicamente.

Hakoris fez obras marcantes como uma capela em Karnak, a sala hipostila em el-Kaab, um quiosque em Medinet Habu e outras obras em Mendes, Saqqara e Elefantina. Parece que o rei Hakoris foi sepultado em Saqqara, mas sua tumba não foi encontrada.

  • Nepherites II

Filho de Hakoris, reinou apenas durante quatro meses, quando foi deposto e provavelmente assassinado por seu sucessor Nectanebo I (30ª Dinastia). Sabemos de sua existência por Mâneton e pela Crônica Demótica.