Audiodescrição de obras do Museu do Ipiranga/Q49902595

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Interior do Edifício Monumento do Ipiranga: Bezzi na escadaria central e andar superior visto a partir da escadaria central

Interior do Edifício Monumento do Ipiranga: Bezzi na escadaria central e andar superior visto a partir da escadaria central
 
Ficha catalográfica

Título: Interior do Edifício Monumento do Ipiranga: Bezzi na escadaria central e andar superior visto a partir da escadaria central
Identificador no Wikidata: Q49902595
Número de inventário: 1-13306-0000-0000
Criador(a): Guilherme Gaensly
Data: 1892
Coleção: Coleção Museu Paulista
Instância de: fotografia
Material utilizado: gelatina bromuro
Altura: 17 centímetros
Largura: 21 centímetros
Localização: Museu Paulista
País de origem: Brasil
Retrata: década de 1890, Edifício-monumento, Tommaso Gaudenzio Bezzi
Google Arts & Culture ID: 3gHpwGcOumSMrA

 
Audiodescrição

Edite a audiodescrição
Em sequência e na vertical, destacam-se dois negativos fotográficos de 17 centímetros de altura e 21 centímetros de largura, produzidos em gelatina de brometo de prata.

As fotos criadas por Guilherme Gaensly mostram o projeto de arquitetura elaborado na década de 1890 pelo italiano Tommaso Gaudenzio Bezzi.


Foto 1

No centro, em um canto interno do átrio do edifício Monumento do Ipiranga, há uma imponente escadaria de mármore italiano branco. De cada lado da escada, nota-se uma parede de tijolos e uma janela em arco.

Na parte frontal esquerda e direita da escadaria, estão erguidas duas imensas colunas circundadas por listras verticais e com espirais em forma de pergaminhos no topo.

Corrimãos resguardam as laterais dos degraus. A parte de cima deles é formada por uma base retangular. Sob ela, destacam-se pequenas colunas menores de madeira, alinhadas lado a lado e com espaçamento entre elas.

Na extremidade inferior de cada corrimão, sobressai-se uma pilastra ornada em alto relevo.

No alto da escada, há um pequeno patamar retangular que se conecta a mais dois lances de degraus em mármore, um à esquerda e outro à direita.

A parede ao fundo da foto, no topo da escada, evidencia na parte superior uma abertura com destaque para um pequeno balcão. Nele, há um guarda-corpo composto de pequenas colunas enfileiradas lado a lado e espaçadas entre si.

Dois pares de pilastras listradas, de cada lado da abertura, ressaltam no topo entalhes semicilíndricos.


Foto 2

De um andar superior observa-se, à direita da foto, um lance de degraus conectados à esquerda do patamar da escadaria principal.

Na parede, à direita dos degraus, destacam-se faixas horizontais com nervuras acentuadas por toda a extensão.

No topo da escada, há um corredor que se estende em diagonal para a esquerda. É resguardado por um guarda-corpo com pequenas colunas de madeira, dispostas lado a lado e com espaçamento ente elas.

Três pares de colunas estão erguidas sobre bases quadradas no guarda-corpo, distantes entre si. Sobre elas, ressalta-se uma travessa horizontal que sustenta parte de uma parede em forma de arco.


Audiodescrição: Ligia Maria Ribeiro

Consultoria em audiodescrição: Luciane Molina