Retórica e argumentação/Figuras de Estilo/Merismus e Distributio

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Merismus é uma figura na qual as partes constituintes de um todo são listadas.

Na figura distributio, descrições, qualidades ou funções são atribuídas a itens de uma lista ou membros de um conjunto.

Muito frequentemente, estas duas figuras são utilizadas em conjunto.


Exemplo 1: No modelo de governo trias politica, o poder do estado é divido em três ramos: o poder legislativo, o qual cria leis; o poder executivo, que executa as leis; e o poder judiciário, que aplica e interpreta as leis.

Exemplo 2: "Filósofos podem ser divididos entre dogmáticos e céticos: todos aqueles que fazem asserções sobre as coisas assumindo que elas possam ser conhecidas são dogmáticos; enquanto todos que suspendem o juízo com base que as coisas sejam incognoscíveis são céticos. ... A filosofia tem três partes: física, ética e dialética ou lógica. Física é a parte concernida com o universo e tudo o que ele contém; a ética é a parte tocante à vida e tudo que nos diz respeito; enquanto os processos de raciocínio empregados por ambos são tocantes à dialética." (Diógenes Laërtius, Vidas dos Filósofos Eminentes)

Exemplo 3: "O universo é composto de fogo, água, ar e terra. De fogo em vista de ser visível; de terra em vista de ser sólido; de água e ar em vista de ser proporcional." (Diógenes Laërtius, Vidas dos Filósofos Eminentes)


Rekopis chopin.jpg Esta página é somente um esboço.
Ampliando-a você ajudará a melhorar o Wikilivros.