Português/Concordância/Concordância verbal

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A concordância verbal é como um verbo se comporta com as demais palavras quando alteramos ou construímos uma frase. O verbo pode concordar com a maioria das palavras, mas como sempre existem as exceções.

Regra geral[editar | editar código-fonte]

Pela regra geral, o verbo deve concordar:

  • Em número. Quando o sujeito está no singular, o verbo está no singular. Se o sujeito está no plural, o verbo também deve estar.
Eles vestiram uma fantasia. - ambos estão no plural
  • Em pessoa. A pessoa que o sujeito representa deve ser a mesma que o verbo flexiona.
A estrada estava interditada. - ambos estão na terceira pessoa
  • Em gênero. Os particípios devem estar no mesmo gênero do sujeito.
Pessoas são confrontadas pelo destino. - ambos estão no feminino.

Regras[editar | editar código-fonte]

Crystal Clear app xmag.png Ver também: plural
Número - Por definição, o plural deve ser utilizado quando se tem duas ou mais coisas, então, para qualquer outra quantidade, utiliza-se o singular, inclusive se esta for aproximada:
Ninguém veio à festa.
Sua fortuna acumulou-se em 1,5 milhão de reais.
Um ou outro é desejado.
Grandeza - As expressões que representam uma grandeza devem estar no singular:
A maior parte teve dificuldades em decifrar o enigma.
A maioria das pessoas concordou com a decisão do juiz.
Quase todo mundo permaneceu calado durante a reunião.
Parte do todo - Quando o sujeito é uma expressão que indica parte de um todo, o verbo pode ir para o singular caso se queira destacar a noção de um todo, ou para o plural, caso se queira realçar a ação de cada elemento:
A maior parte das pessoas teve dificuldades em decifrar o enigma.
A maior parte das pessoas tiveram dificuldades em decifrar o enigma.
50% da população aprova as medidas do prefeito.
50% da população aprovam as medidas do prefeito.
Substantivo coletivo - Apesar de um substantivo coletivo representar vários seres com certa caracteristica, quando este estiver no singular, o verbo também deverá estar. Com substantivo no plural, verbo no plural:
Um grupo passou dançando. - há apenas um grupo, assim, ocorre o singular;
Um grupo de foliões passou dançando. - a locução adjetiva não altera o número do núcleo do sujeito, portanto, nada muda;
Vários grupos passaram dançando. - o adjetivo altera o núcleo do sujeito, desta forma, o verbo deve concordar;
Vários grupos de foliões passaram dançando. - com sujeito no plural, verbo no plural.
Comparação - Quando fazemos comparação de um com os demais com certas expressões, o verbo vai para o plural:
Esse aluno é um dos que venceram o concurso.
Ela é uma das que foram.
Um dos meninos fala francês.
Locução substantiva própria - Quando o sujeito é constituído de nomes de lugar ou títulos de obras que se apresentam no plural, o verbo fica no singular, já que é apenas um lugar ou uma obra. Se os nomes vierem acompanhados de um artigo no plural, o verbo vai para o plural, exceto se o artigo integrar a locução.
Santos é uma bela cidade. - pela ausência de artigo, o verbo está no singular;
Os E.U.A. dominam muitos países. - pela presença de artigo, o verbo está no plural;
Os Sertões foi escrito por Euclides da Cunha. - o artigo integra a locução, então, o verbo é flexionado no plural.
Predicado nominal - O verbo de ligação deve concordar com o predicativo do sujeito, a não ser que sujeito e predicativo sejam pronomes:
Aquela cachoeira eram mil maravilhas.
Se eu fosse tu, acabaria logo com isso.
Verbo impessoal - Os verbos impessoais têm flexão unipessoal - sempre estão na terceira pessoa do singular:
Faz dias que ninguém compareceu.
pessoas que fazem o bem.
Sujeito composto por pronomes - Se o sujeito é formado por mais de um pronome, o verbo vai para o plural. O verbo deve ser flexionado na primeira pessoa se os pronomes eu ou nós estarem presentes. Caso não haja um pronome na primeira pessoa, mas um da segunda pessoa, o verbo é flexionado na segunda pessoa, senão na terceira.
Nós e elas viajaremos. - Como há pronome da primeira pessoa, o verbo deve estar na primeira pessoa;
Tu e ele voltareis aqui? - Já que há pronome da segunda pessoa, e não há da primeira, o verbo deve estar na segunda pessoa.
Eles e elas nunca mais se verão. - Posto que há pronome da terceira pessoa, e não há da primeira nem da segunda, o verbo deve estar na terceira pessoa.

Os verbos na forma composta[editar | editar código-fonte]

Crystal Clear app xmag.png Ver módulo: Particípio, Gerúndio e tempos compostos

Quando há verbo auxiliar o verbo assume uma forma especial: as formas nominais. O particípio é a unica forma verbal que concorda com o gênero.

Concordância irregular[editar | editar código-fonte]

Crystal Clear app xmag.png Ver módulo: Silepse