Português/Classificação das palavras/Verbos/Verbos auxiliares

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Crystal Clear app xmag.png Ver também: Semântica verbal

Verbo auxiliar é todo verbo que forma locução verbal com outro verbo (denominado verbo principal) e que formam apenas uma oração. Veja:

Estou dizendo o que vi.

Podemos encontrar duas orações, uma principal (Estou dizendo) e uma subordinada (o que vi), porém, três verbos (estar, dizer e ver). Quando ocorrem com verbos ativos ou relacionais (verbos que não são auxiliares), o número de verbos é igual ao número de orações, mas neste caso temos apenas dois verbos que não são auxiliares, logo, duas orações.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Os verbos auxiliares são dividos em três grupos distintos:

  • Temporais (VAT);
  • Modais (VAM);
  • Aspectivos (VAA).

É importante saber que todos os verbos que veremos são considerados auxiliares porque estes formam um locução com outro verbo chamado de verbo principal.

Temporais[editar | editar código-fonte]

Verbos auxiliares temporais servem para indicar algo de modo alternativo.

Os verbos auxiliares temporais podem ser identificados na locução verbal ou junto a verbos no infinitivo impessoal (flexão do verbo quando terminado em -ar, -er, -ir, -or), particípio (flexão do verbo quando terminado em -ido(s), -ida(s), -ado(s), -ada(s)) ou gerúndio (flexão do verbo quando terminado em -ndo). De acordo com o verbo auxiliar e a forma nominal que o acompanha (infinitivo, particípio ou gerúndio), classificamos os tempos e as locuções (veja na próxima página). A seguir, os verbos auxiliares temporais:

Ser[editar | editar código-fonte]

O verbo ser além de empregado com verbo auxilar, pode também ser empregado como verbo de ligação. O uso deste verbo como auxiliar, é o seguinte:

A casa foi construída com tijolos por eles.
A comida será esquentada por ela.
A nossa pele era queimada pelo sol.
A laranja é descascada pelo garoto.

Estar[editar | editar código-fonte]

O verbo estar também pode ser de ligação e auxiliar.

  • Na voz passiva, colocado antes do verbo ser no gerúndio, indica ações pouco duradouras, momentâneas:
A casa esteve sendo construída com tijolos por eles.
A comida estará sendo esquentada por ela.
A nossa pele estava sendo queimada pelo sol.
A laranja está sendo descascada pelo garoto.
  • Indica progressividade com o gerúndio ou com a preposição a com verbo no infinitivo (o agente da passiva torna-se sujeito paciente) - formando os tempos perifrásticos:
Eles estiveram construindo a casa com tijolos.
Ela estará esquentando a comida.
O sol estava queimando a nossa pele.
O garoto está descascando a laranja.

Ter e Haver[editar | editar código-fonte]

  • Possuem os mesmos valores e concordâncias que o verbo ser estabelece na voz passiva (o pretérito perfeito e o mais-que-perfeito não são admitidos, já que estes verbos quando auxiliares já indicam a perfeição):
A casa tinha sido construída com tijolos por eles.
A comida terá sido esquentada por ela.
A nossa pele tinha sido queimada pelo sol.
A laranja tem sido descascada pelo garoto.
  • Também são considerados auxiliares se o verbo principal não for ser (formando os tempos compostos):
Eles tinham construído a casa com tijolos.
Ela tinha esquentado a comida.
O sol havia queimado a nossa pele.
O garoto tinha descascado a laranja.

Ir[editar | editar código-fonte]

  • Pode ser acompanhado por um verbo no infinitivo ou no gerúndio, formando o futuro breve (infinitivo) e progressividade (gerúndio):
Eles iam construindo/construir a casa com tijolos.
Ela irá esquentando/esquentar a comida.
O sol foi queimando/queimar a nossa pele.
O garoto vai descascando/descascar a laranja.

Modais[editar | editar código-fonte]

Os verbos modais, diferente dos temporais, atribuem certa característica ao verbo principal. Nestes casos, o verbo principal flexiona-se no infinitivo impessoal. Eles podem ser:

  • Deônticos - São verbos que exprimem obrigação (dever, necessitar, obrigar, precisar, ter de, etc):
Para passarmos de ano, precisamos estudar.
  • Epistêmicos - São verbos que exprimem possiblidades. Quando estes verbos se flexionam no futuro do pretérito (condicional), a ênfase à modalidade epistêmica é ainda maior (dever, poder, etc):
Podemos estudar hoje.
Observações:
  • Pelo fato de estes verbos atribuirem característica ao verbo principal, suas funções são idênticas às dos advérbios de modo (possivelmente, provavelmente, etc);
  • Se o verbo principal for substituido por complemento verbal, o verbo não trata-se mais de auxiliar, mas sim de transitivo. Exemplo:
Para passarmos de ano, precisamos de estudo. (verbo transitivo)

Aspectivos[editar | editar código-fonte]

São semelhantes aos verbos modais, dão característica ao verbo principal, que estará no infinitivo impessoal. A característica que esses atribuem são de estado da ação em relação ao tempo do enunciado, podendo ser:

  • de iniciação (colocar-se a, começar a, pôr-se a, etc):
Muitas pessoas puseram-se a sair de casa para viajar.
  • de continuação (andar, continuar a, ficar a, ir, permanecer a, seguir, vir a, etc):
Muitas pessoas permaneceram a sair de casa à noite.
  • de finalização (acabar, deixar de, terminar de, etc):
Muitas pessoas deixaram de sair de casa pela violência.
Observações: A preposição a + verbo no infinitivo impessoal pode ser substituida por verbo no gerúndio.

Semi-auxiliares[editar | editar código-fonte]

Alguns gramáticos consideram certos verbos como semi-auxiliares, outros, utilizam a classificação que é apresentada neste livro. Veja semântica verbal para ver a nossa classificação.