Marcas nas fotografias de Werner Haberkorn/Rua Nova Anhangabaú

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Marcas nas fotografias de Werner Haberkorn
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rua Nova Anhangabaú (metadados).

Lista de marcas identificadas[editar | editar código-fonte]

  • Gancia

Pesquisa sobre marcas[editar | editar código-fonte]

Gancia

Gancia é uma empresa italiana fundada em 1850 por Carlo Gancia em Piemonte, Itália. Se trata de uma empresa produtora de vinhos, a qual foi pioneira na criação do primeiro vinho espumante. Atualmente Gancia é mais conhecida pelos seus aperitivos como a Gancia Originale e assim como outras bebidas alcoólicas italianas seu consumo se concentra na Argentina, como é o caso da bebida Americano Gancia.

   Carlo Gancia nasceu em 1829 na Itália, entrou no ramo das produções de vinho junto com outras famílias italianas, as quais seguiram a tendência do século XIX que foi a produção de aperitivos. Numa criação tradicionalmente familiar a Gancia é uma marca que tem um legado em torno da inovação e da busca de sabores que acompanham as épocas, capaz de utilizar 20 tipos de uvas diversas do mundo.

   Após imigrarem para a Argentina na década de 30 a família Gancia utilizou suas receitas tradicionais na busca de revolucionar o mercado com a bebida, mais famosa até hoje da marca, o vermute ‘’Americano’’ Décadas mais tarde esse aperitivo que tinha como base o artesanato e a suavidade se tornou um dos ícones dentre as reuniões tradicionais das famílias argentinas. Gancia foi capaz de acompanhar os valores e costumes associados com os argentinos e adaptou tanto o seu logotipo e sua estética e a garrafa verde que identifica fortemente no mundo da mitologia.

Referências

https://en.wikipedia.org/wiki/Gancia https://en.wikipedia.org/wiki/Carlo_Vallarino_Gancia

Comentários sobre a fotografia[editar | editar código-fonte]

Essa é uma fotografia de Werner Haberkorn tirada da Rua Nova Anhangabaú em uma São Paulo durante as décadas 40 e 50. Diferente da maioria das fotografias de Haberkorn essa apresenta cor, mostrando bastante o azul do céu, o cinza da cidade, as poucas cores nas ruas porém com o banner da marca bem em destaque e o pouquinho de verde existente. É possível notar que o pouco dos edifícios com cor são construções mais antigas e mais baixas e os mais modernos dando a visão de cidade em desenvolvimentos são mais altos, bem visíveis e mais neutros.

Tirada de um ângulo bem alto, provavelmente de um dos prédios da região, tem-se a vista do Vale do Anhangabaú em uma panorâmica que abrange os viadutos, os novos prédios, os veículos da cidade circulando, uma proposta adotada por Werner Haberkorn no intuído de retratar nos cartões postais da cidade o seu processo de desenvolvimento. Uma das características de suas fotografias de São Paulo é exatamente esse verticalização da cidade mostrando o processo que se iniciou de uma São Paulo mais moderna, industrial e comercial, por isso se predomina os grandes e altos edifícios, as construções e vias urbanas para a circulação de automóveis símbolos de uma metrópole que se forma.