Marcas nas fotografias de Werner Haberkorn/Igreja Matriz do Carmo - Campinas 1

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Marcas nas fotografias de Werner Haberkorn
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Igreja Matriz do Carmo - Campinas (metadados).

Lista de marcas identificadas[editar | editar código-fonte]

  • Cervejas Columbia Mossoró
  • Guaraná Champagne Antarctica

Pesquisa sobre marcas[editar | editar código-fonte]

Cervejas Columbia Mossoró[editar | editar código-fonte]

A Fabrica de Cerveja e Gelo Columbia iniciada em 1906 por Ângelo Franceschini, um imigrante italiano que se instalou na cidade de Campinas, no interior de São Paulo.Em um prédio tijolos na Avenida Andrade Neves, 103.

O produto mais famoso da marca foi a Cerveja Preta Mossoró, que passou a ser comercializada em 1930; era uma homenagem a um cavalo de corrida que foi o primeiro campeão do Grande Premio Brasil de Turfe, está competição ocorre até nos dias atuais.

Em 1957 a Cervejaria Columbia foi comprada pela Antarctica, o prédio se transformou em deposito para produtos. A Mossoró permaneceu até a década de 60, quando então saiu de circulção. O local em 2008 foi tombado como Patrimônio Histórico e no ano seguinte foi fechado por conta de invasão de gangues conectadas ao crime.

Referências
https://www.flickr.com/photos/hrbaldo/6100365665
https://tokdehistoria.com.br/2014/05/31/a-cerveja-preta-mossoro-uma-homenagem-galopante/
https://tokdehistoria.com.br/2014/05/31/a-cerveja-preta-mossoro-uma-homenagem-galopante/

Guaraná Champagne Antarctica[editar | editar código-fonte]

O conhecido Guaraná Antarctica, foi inicialmente batizado de Guaraná Champanhe Antarctica; sendo conhecido inicialmente como um novo produto que carregaria uma formula secreta, feito de uma fruta encontrada apenas no território brasileiro.

O surgimento deste novo produto foi também na intenção de concorrência direta as bebidas Coca-Cola que crescia gradativamente no Brasil. Em suas campanhas a Antarctica intensificava que seus ingredientes eram naturais e até mesmo com propriedades medicinais a fim de ganhar vantagem com a marca concorrente. Suas campanhas publicitarias exploravam bastante o aspecto da Floresta Amazônica correlacionando ao país e a sua formula natural.

Referências
http://www.escrivinhos.com/2012/09/a-curiosa-historia-do-guarana-champagne.html
http://www.anamariabianchini.com.br/noticias/todas/voce-sabia-historia-do-guarana-antarctica-1787
https://www.huffpostbrasil.com/2018/01/23/da-amazonia-a-sua-casa-como-e-feito-o-refrigerante-guarana-antarctica_a_23315883/

Comentários sobre a fotografia[editar | editar código-fonte]

A princípio o alemão Werner Haberkorn tinha como objetivo tirar fotos paulistanas com a intenção de desenvolver uma divulgação de São Paulo, como uma grande metrópole. Suas fotografias foram tiradas na época em que o país passava por um processo de urbanização e desenvolvimento. Na imagem é retratado a Igreja Matriz do Carmo, que fica localizada em Campinas, cidade onde teve como importantes atividades econômicas a cana-de-açúcar e o café, esses, os maiores responsáveis pelo povoamento e desenvolvimento do município. Com a crise mundial, a economia cafeeira também entrou em crise, voltando a produção da cana-de-açúcar para substituí-la e a ascensão da industrialização, resultando na transformação rumo ao urbanismo e com todas as indústria Capinas passa a ser considerado um polo industrial regional. A coleção de fotografias de Werner Haberkorn é ilustre por ter o foco em demonstrar por meio de sua arte mudanças significativas que ocorreram, analisando esta imagem da cidade de Campinas é de se notar que seu processo de urbanização trata-se principalmente da verticalização com construções de edifícios. No caso desta foto em específico, notamos que é no centro da cidade, e que é possível observar a Fábrica de Cerveja e Gelo Columbia e Guaraná Champagne, duas fábricas brasileiras que são fortemente conhecidas até os dias atuais, sendo uma responsável por um produto que era símbolo do Brasil no exterior: a cerveja Mossoró e a outra que hoje é conhecido como o refrigerante símbolo do Brasil que está entre os 15 mais vendidos no mundo.Em sumo, chegando a conclusão de que a produção fotográfica de Haberkorn ilustra o processo de transformação e progresso da cidade de São Paulo e a origem da construção dos lugares onde vivemos na atualidade.