Manual do sistema de avaliações físicas - Vida/Testes de aptidão cardio-respiratória

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Voltar para Manual do sistema de avaliações físicas - Vida/Avaliação Postural


O Sistema Vida dá suporte à realização de vários testes de Aptidão Cardio-Respiratória, de forma indireta e direta. A seguir, é descrito o mecanismo de funcionamento dos testes de VO2 indiretos. Para executar os testes diretos você deve utilizar um equipamento de Espirometria. Para mais informações sobre os testes diretos ou para adquirir o equipamento entre em contato com a Requisito Tecnologia.


Testes de VO2 indireto[editar | editar código-fonte]

Para acessar os testes de VO2 é preciso abrir a ficha de um aluno e, logo em seguida, clicar na aba “Aptidão Cardio-Respiratória”. Nesta janela serão apresentadas duas tabelas, onde a primeira delas exibirá uma lista com todos os testes de VO2 sub-máximos que foram previamente realizados, e na segunda tabela serão listados os testes de limiar anaeróbio aplicados.

O processo de inserção, exclusão e edição de testes é idêntico aos processos descritos anteriormente, ou seja, todo o processo pode ser realizado utilizando a barra de manipulação de dados, que está presente na parte inferior de cada tabela. Para iniciar o teste, deve-se clicar no botão Nova, na barra de manipulação de dados. Assim que esse procedimento for realizado, será exibida a janela de coleta de dados. No primeiro momento, somente estará disponível uma guia a de “Dados Iniciais”. Nesta guia devem ser lançados todos os parâmetros: nome do avaliador, que deve ter sido previamente cadastrado, e os parâmetros fisiológicos.

Caso a avaliação física tenha sido realizada no mesmo dia em que o teste VO2 está sendo efetuado, é possível importar os parâmetros fisiológicos, que provavelmente já foram lançados durante a avaliação, clicando no botão Puxar medidas em repouso da avaliação. Caso o teste de VO2 não esteja sendo realizado no mesmo dia que a avaliação antropométrica foi realizada, o sistema irá emitir uma mensagem informando que não foi possível importar os dados, por não haver coletas no mesmo dia. Neste caso os parâmetros fisiológicos devem ser lançados manualmente.

Iniciando um teste de VO2

(a) Históricos dos testes. Esta janela exibe o histórico dos testes previamente realizados na sub-guia Histórico, já na sub-guia Gráficos você pode comparar a evolução dos testes em gráficos de linhas. (b) Janela de lançamento do VO2, aba “Dados Iniciais”. Após a inclusão de um novo teste, na tela de histórico, informe os parâmetros fisiológicos, que podem ser importados da avaliação caso ela tenha sido realizada do mesmo dia, clicando no botão apropriado. Depois de preenchido os dados, selecione o protocolo que será utilizado clicando sobre o ícone do mesmo na lista de tipo de protocolos. Assim que um tipo for selecionado, serão exibidos os protocolos disponíveis para aquele tipo. Clique sobre o mesmo e o nome do protocolo será selecionado. Finalmente, clique em Iniciar para começar o procedimento. Lembrando que quando o teste tiver início, o avaliado já precisa estar em posição para começar o teste.


Preenchidos todos os parâmetros, selecione qual será o protocolo a ser utilizado para a execução do teste. Os protocolos são divididos em quatro grupos: os de banco, os de campo, os de ciclo ergômetro e os de esteira. Clique sobre a imagem que representa um desses grupos, e os protocolos disponíveis para esse tipo de teste serão exibidos na listagem de protocolos. Clique sobre o protocolo desejado e, finalmente, clique em Iniciar para dar início ao teste. Note que depois de preenchidos todos os dados e selecionado o protocolo, uma nova guia será exibida automaticamente ao clicar-se no botão Iniciar, a guia “Coleta”.

Execução do Teste de VO2

(a) Tela de alerta e coleta de dados. Na maioria dos protocolos, quando um estágio do teste de aptidão cardio-respiratória terminar será exibido uma janela como essa onde deve ser lançada a frequência cardíaca, a pressão arterial e a percepção de esforço, quando desejado. (b) Janela de lançamento do VO2, aba “Coleta”. Após o início do teste de VO2 essa janela será apresentada. Dependendo do protocolo que está sendo utilizado, os parâmetros do teste poderão variar. No teste apresentado na imagem, tivemos duração de 5 minutos, divididos em cinco estágios, sendo que em cada estágio o cicloergômetro teve sua carga ajustada enquanto a velocidade foi mantida, de acordo com a teoria do teste em questão. Foram feitas cinco aferições de pressão arterial e frequência cardíaca que deram origem ao gráfico do teste. Finalmente o sistema calculou o VO2 máximo e gerou a classificação do resultado, de acordo com a tabela de classificação fornecida pelo autor do teste. A tabela de classificação utilizada para o teste pode ser visualizada clicando no botão com o sinal “?”. Concluído o teste salve as alterações, clicando no botão Salvar e clique no botão de impressão para imprimir o resultado do teste.


O teste terá início e o cronômetro irá começar a marcar o tempo. Ao final de cada estágio do teste, momento onde é necessário aferir os dados no avaliado, o sistema emitirá um som e exibirá a janela de coleta. É recomendado que todos os dados sejam aferidos quando a janela de coleta for exibida e também recomenda-se que todos os dados sejam informados. A janela de coleta conta com frequência cardíaca atual, pressão arterial sistólica e diastólica, além de permitir que a percepção de esforço seja informada para um melhor acompanhamento do teste. Apesar de recomendáveis, o preenchimento da pressão arterial e da escala de Borg não é obrigatório. Ao final do teste devemos ter uma condição semelhante à apresentada na figura acima:

OBS.: Existe um gama muito grande de protocolos de VO2, sendo que o método de avaliação de cada um varia muito, dificultando a criação de um manual que atenta a todos. Cabe ao avaliador estar ciente dos procedimentos adequados para realização e coleta do teste, antes do início do mesmo. O sistema Vida é somente uma ferramenta que auxilia esses procedimentos, e assim como uma ferramenta, o sistema deve ser utilizado corretamente para que os resultados sejam satisfatórios, sempre levando em consideração as recomendações de cada autor de cada teste aplicado.


Limiar anaeróbico[editar | editar código-fonte]

O mecanismo de funcionamento do Limiar anaeróbico é o mesmo explanado no tópico anterior, para o VO2 indireto. A única diferença é que para inserir, editar ou excluir um teste deve-se utilizar a barra de manipulação de dados da segunda tabela desta tela, a tabela de testes Máximos (Limiar Anaeróbio).


Imprimindo testes de aptidão cardio-respiratória[editar | editar código-fonte]

Para efetuar a impressão dos testes de VO2 máximos ou submáximos é preciso estar dentro da janela de lançamento do teste. Nesta janela, clique no botão Imprimir na barra de ferramentas do sistema para que todos os resultados e gráficos obtidos sejam impressos.


Testes de performance[editar | editar código-fonte]

Os testes de performance são testes que avaliam o desempenho do avaliado nos mais variados quesitos. Você pode utilizar alguns dos testes fornecidos com o sistema ou pode cadastrar seus próprios testes no cadastro apropriado. Para aplicar um teste é preciso abrir a ficha do aluno e logo em seguida clicar na última aba, a aba “Testes de Performance”. Nesta janela existem duas tabelas: a primeira lista todos os tipos de testes que já foram aplicados ao avaliado. Já na segunda tabela, são apresentadas as coletas realizadas para cada um dos testes. Alguns testes, como o banco de Wells, contam com uma tabela que possibilita que o sistema faça a classificação do resultado obtido. A classificação é exibida na tabela de coleta para os testes que possuem as tabelas de classificação. Caso um novo teste seja cadastrado também é possível cadastrar a tabela de classificação para o mesmo no cadastro de Classificações.

Aplicação do Teste

Guia de Lançamento de Testes de Performance, sub-guia “Coleta”. Para adicionar um teste à ficha do aluno, clique no botão Insert. Será exibida a janela de busca, então selecione um dos testes, que já devem ter sido previamente cadastrados. Esse procedimento fará com o que o teste seja adicionado na última linha da tabela de testes de performance .Coloque o cursor no campo formado pela linha que leva o nome do teste na coluna Objetivo e digite uma meta para o avaliado. Logo após, clique na tabela de coletas e digite o valor que o avaliado conseguiu atingir com o teste no campo valor medido. Também é possível adicionar uma observação no campo apropriado. Para fazer um novo lançamento de um teste já executado anteriormente, clique sobre o nome do mesmo, e logo em seguida crie uma nova linha na tabela de coletas pressionando SETA PARA BAIXO, no teclado. O sistema permite a inserção de tabelas de classificação para os testes, a partir do Cadastro de Classificações. Caso o teste possua a tabela de classificação, ela poderá ser visualizada clicando no botão “?” e o sistema classificará o resultado do teste de acordo com a tabela.


Para inserir um novo teste, é preciso clicar no botão inserir na barra localizada logo abaixo da tabela testes de performance. Também pode-se colocar o foco nesta tabela e logo em seguida pressionar INSERT para incluir um novo teste. Este procedimento fará com que seja exibida a janela de busca, nesta digite o nome do teste a ser aplicado, note que sistema “filtra” os resultados conforme as letras vão sendo digitadas. Também é possível selecionar o protocolo com o auxílio do mouse.

Para dar início as coletas, selecione qual será o teste a ser aplicado dando um clique simples sobre o nome do mesmo na tabela testes de performance. Assim, a tabela de coletas exibirá todas as coletas já realizadas para esse teste, caso existam. Para inserir uma nova coleta, clique sobre a última linha da tabela de coletas e pressione SETA PARA BAIXO, no teclado. Assim uma nova linha será inserida. Se for a primeira coleta do teste, a nova linha já é inserida automaticamente quando se clicar na tabela de coletas. Finalmente, digite o valor coletado no teste e clique no botão salvar pra concluir a operação.

Após o lançamento de dois ou mais valores para um determinado teste, a evolução do avaliado pode ser analisada a partir de um gráfico. Para efetuar essa análise selecione o teste, clicando sobre o nome do mesmo, na tabela de Testes de performance, e logo em seguida clique na sub-aba “Gráficos”. Esse procedimento irá exibir o gráfico do teste selecionado juntamente com a meta designada para o aluno no teste.

Gráficos dos Testes

Aba de Lançamento de Testes de Performance, sub-aba “Gráfico”. Selecionado um teste na aba de “Coleta”, mude para a aba “Gráfico” para ver o gráfico do mesmo. Note que cada ponto apresentado é uma avaliação. Portanto, esse gráfico somente será viável quando houver duas ou mais avaliações, para que o valor coletado possa ser comparado com o objetivo do aluno. Quando o objetivo for atingido pode-se modificá-lo alterando seu valor na aba de “Coleta”. Também se pode navegar entre os gráficos dos outros testes clicando nos botões apropriados.


Imprimindo laudo dos testes de performance[editar | editar código-fonte]

Os dados coletados nos testes de performance, juntamente com os resultados e gráficos, podem ser impressos. Note que esse laudo somente terá relevância a partir da segunda avaliação, pois a finalidade do mesmo é comparar os resultados obtidos, e na primeira avaliação não existem parâmetros suficientes para efetuar essa comparação.

Para imprimir o laudo selecione qual será o teste a ser impresso, clicando sobre o nome do mesmo na tabela de testes de performance, logo em seguida clique sobre o botão Imprimir.


Ir para Manual do sistema de avaliações físicas - Vida/Exames