Logística/Sistemas de distribuição/Problema do caixeiro viajante/Problema do caixeiro viajante: Aplicações

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Muitos dos dos primeiros trabalhos do Problema do Caixeiro Viajante, foram motivados por aplicações directas, por exemplo Flood considerou o planeamento de uma rede Autocarros escolares através de inquéritos. Contudo, o melhor argumento para o continuo interesse no PCV é o seu enorme sucesso como motor de descobertas, e o seu crescente número de novas aplicações. O que faz com que os matemáticos se mantenham concentrados nos aspectos computacionais do problema.

Logística[editar | editar código-fonte]

Uma das aplicações mais comuns do problema do caixeiro viajante (PCV) é o movimento de pessoas, materiais e veículos, no seu dia a dia. Uma dessas aplicações tá ligada a vendedores e turismo, onde os pacotes de pesquisa de viagens pessoais incluem um método de resolução do PCV. Outra aplicação pode-se verificar nos autocarros escolares, que tem como problema agendar e organizar um percurso para recolher os alunos, que conseguem optimizar essa recolha através duma solução do CPV. Temos também os correios que é um "caso vital" da aplicação do PCV, que hoje em dia é muitas vezes modelado para fazer o carteiro atravessar um determinado número de ruas numa cidade. E mostrou ser bastante eficaz quando o conjunto de ruas estão ligadas, não obstante o PCV efectua um importante papel nos problemas de correio no geral onde as as casa ou ruas estão afastadas entre si. Em 1940, Mahalanobis e Jessen nos estudos de vistorias culturais, são dos primeiros exemplos de PCV no planeamento de inspeções a locais remotos. Estes casos de aplicações logicas acontecem em muitos outros contextos, como por exemplo para uma empresa de petróleo que tinha de inspecionar um conjunto de 47 plataformas, entre outros.

Redes de Inspecção[editar | editar código-fonte]