Logística/Movimentação de materiais/Equipamento/Equipamento de movimentação de materiais/Transportadores/Power e Free Conveyor

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O termo “power and free” descreve um sistema de transporte que não necessita de uma fonte de energia. Usualmente o material a transportar é movido ao longo de pistas compostas por dois canais, montados abaixo ou adjacentes a uma faixa “i-beam” a partir da qual a cadeia de transporte é suspensa. Este sistema de transporte permite transportar cargas com uma ampla variedade de formas e tamanhos, tais como os seus pesos.

Este sistema de transporte pode encontrar uma vasta gama de aplicações de transporte de materiais do que qualquer outro método de transporte único. Embora seja mais conhecido pelo seu uso em grandes instalações e de fabricação complexa, existem muitas aplicações simples que utilizam as suas funções originais.

Este sistema deve ser considerado para as seguintes aplicações:

Armazéns de existências – em qualquer tipo de estacão de trabalho individual onde seja necessário ser abastecida constantemente, este sistema é uma boa escolha. Um mecanismo de paragem é montado no carril de transporte que irá interromper o transporte na estação de trabalho. O recurso à acumulação dos carros livres permite que as filas de transporte nos postos de trabalho continuem a funcionar sem que seja necessário interromper o movimento de transporte nas outras secções do transportador. Um botão pode ser instalado no posto de trabalho, que o operador irá accionar para largar a carga quando o trabalho estiver completo. Todas as cargas irão automaticamente avançar afim de substituir a carga largada.

Entre processos – este sistema é utilizado quando é necessário acomodar as diferentes taxas de produção entre os diferentes processos de fabricação, permitindo assim manter um caudal constante.

Armazenamento e separação on-line – quando é necessário suspender um trabalho que se encontre em processo ou unidades completas que se encontrem em armazém à espera de serem carregadas, este sistema deve ser uma escolha possível. Os Transportadores podem ser mudados da principal linha de transporte para outra via de armazenamento. Diferentes Centros de Carga – diferentes espaçamentos entre o transporte são muitas vezes requeridos, uma forma eficaz de atingir este objectivo é a utilização deste sistema. Por exemplo, partes que necessitem de ser bem separadas para serem pintadas. Posteriormente as partes devem ser trazidas juntas para os fornos, estas devem vir com um espaçamento que permita cozer o maior número de pecas ao mesmo tempo, por razões de conservação e economia de energia. Este sistema torna tal possível. A velocidade da cadeia também é variável para poder preencher os requisitos dos mais vários processos.

Diferentes velocidades de carga – Se o número de unidades por hora devem ser movidas para estações de produção por onde já passaram e estão em diferentes sítios do layout, esta situação também pode ser resolvida com recurso a este sistema. Os segmentos do sistema que exigirem maiores taxas de produção são servidos por redes de energia que operam a altas velocidades. As transferências entre as cadeias de diferentes velocidades são realizadas com recurso a técnicas de transferência estabelecidas.

Diferentes elevações – Este sistema encontra-se preparado para corresponder a diferentes elevações. Quando o transporte de cargas é ao longo de grandes distâncias, a partir de um local de trabalho para outro, este sistema tem a capacidade para fazer viajar as cargas em níveis bem acima dos postos de trabalho, o que possibilita poupar espaço terrestre. As cargas também podem ser levantadas ou baixadas directamente de um nível para outro por meio de um elevador. Uma aplicação comum é fazer o transporte ao longo de um banho de tinta e posteriormente fazer levantar a carga ao nível da faixa original para esta prosseguir viagem.


Os sistemas “Power & Free” constituem um método simples e robusto para deslocação de materiais em linhas de produção com fluxo constante. Os transportadores consistem basicamente em dois carris posicionados um acima do outro, sendo que pelo carril superior passa um circuito fechado de corrente e pelo trilho inferior se deslocam os carros de carga.

O accionamento do sistema é realizado por uma única motorização, que tracciona a corrente. O deslocamento desta corrente, que possui pequenos arrastadores espaçados de forma constante em seu comprimento, promove o deslocamento dos carros de carga.

Além da robustez, podem ser destacadas como vantagens deste sistema:

  • Facilidade de manutenção, principalmente devido à existência de um único motor de accionamento. No caso de circuitos muito grandes ou cargas muito elevadas, pode ser necessária a utilização de motores adicionais traccionando a mesma corrente, porém, sempre serão poucos comparativamente a outros sistemas de transporte;
  • Possibilidade de execução de espaços ascendentes com mais de 45˚ de inclinação vertical;

Uma das principais aplicações destes sistemas de transporte é em linhas de pintura, onde devido às características do processo, são necessárias velocidades constantes relativamente baixas, em ambientes agressivos com temperaturas elevadas.