Logística/Manutenção de instalações/Plano de manutenção predictiva

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


O objectivo da manutenção predictiva é minimizar as falhas não programadas de equipamentos, custos de manutenção e perda de produção. Também se destina a melhorar a eficiência de produção e qualidade do produto na fábrica, através da monitorização regular do estado mecânico de máquinas, eficiência do processo e outros parâmetros que definem a condição de operação da instalação. Usando os dados adquiridos de fábrica dos equipamentos críticos, os problemas são identificados e são tomadas acções correctivas para melhorar a confiabilidade, disponibilidade e produtividade da instalação.

Para ser bem sucedido, um programa de manutenção preventiva deve ser capaz de quantificar o custo-benefício gerado. No entanto, como a maioria das instalações não acompanha o verdadeiro custo de manutenção, esta pode ser a parte mais difícil de estabelecer um programa de manutenção predictiva.

Segundo Mobley, o programa de manutenção predictiva assenta em 6 passos. Antes da sua implementação a base de dados da instalação deve conhecer: número de trabalhadores, despesas gerais, prémios de horas extras, despesas de pagamentos do departamento de manutenção, serviços contratados para manutenção, os custos reais de reparação de equipamentos críticos, disponibilidade anual da instalação e conhecer a percentagem de manutenção programada em comparação à percentagem de manutenção não programada.

  • Formulação de um plano de execução. Deve ser elaborado um documento conciso e detalhado que prevê uma orientação clara para o programa. Este é constantemente actualizado ou modificado, de forma a adaptar-se ao programa.
  • Conhecer o público alvo. Existem pelo menos cinco níveis de venda que devem ser cumpridos para o sucesso do programa: gestão empresarial, gestão da instalação, divisão da gestão, supervisão de linhas de produção e número de trabalhadores por hora. O programa deve abordar os cinco níveis de aprovação e os benefícios devem abordar as preocupações específicas de cada um dos cinco níveis.
  • Criação de um plano de implementação. Um plano conciso e detalhado é a parte mais importante do programa. Sem um bom plano, a maioria dos programas falha no primeiro ano. Este deve ter objectivos bem definidos e metas capazes de serem realizáveis dentro dos prazos previstos. Certifique-se de que todas as tarefas necessárias para realizar o programa de manutenção predictiva, estão incluídas no plano de implementação. Cada tarefa deve incluir uma definição clara, incluindo a entrega; atribuição de responsabilidades a trabalhadores específicos; e indicação de uma data de início e de fim. Todas as decisões devem ser conduzidas em função do factor de retorno sobre o investimento, garantindo que o programa possa ser pago por si mesmo. Como tal, a descrição de cada tarefa deve incluir todas as ferramentas, habilidades e apoio necessário.
  • Fazer o trabalho de casa. Uma avaliação minuciosa e honesta da instalação é uma exigência imprescindível. Esta avaliação fornece dois conjuntos de dados essenciais: definição das áreas específicas que precisam de ser melhoradas e fornece uma linha de referência orientadora, usada para medir o sucesso do programa.
  • Adopção de uma perspectiva holística. Ou seja, não reger a avaliação da instalação apenas por uma função ou uma deficiência existente. O objectivo é melhorar o desempenho da instalação e como tal, cada variável ou factor, tem um impacto directo ou indirecto no desempenho. Na avaliação constam as seguintes funções críticas: vendas, compras, engenharia, produção, manutenção, recursos humanos e gestão.
  • Cooperação de todo o pessoal. O apoio total de todos os funcionários da instalação é essencial para o sucesso do programa de manutenção. Esta tarefa é contínua na duração do programa e o reforço deste compromisso faz com que os trabalhadores não percam o interesse pelas suas responsabilidades (Mobley, 2002, p. 325-334).