Logística/Manutenção de instalações/Operações

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


A prática efectiva de manutenção destinada quer a um mecanismo específico, um sector específico ou um conjunto específico de problemas, é possível ser agrupada em duas classificações gerais: funções primárias e funções secundárias. As funções primárias resumem-se à repartição de responsabilidades e actividades por departamentos ou equipas de trabalho.

Na manutenção referente a equipamentos e maquinaria, é relevante a existência de uma equipa especializada que se responsabilize por esta actividade. O objectivo é efectuar reparações e melhorias nos bens físicos de forma rápida e económica. Para antecipar tais reparações, a manutenção preventiva seria o tipo de manutenção a aplicar mais relevante.

A manutenção e reparação de edifícios e de propriedades exteriores (assim como sistema eléctrico, estradas, instalações de abastecimento de água, etc.) são função da engenharia de manutenção. Esta deverá obedecer a metodologias específicas e escolher o tipo de materiais a utilizar, de acordo com o estado físico do edifício. As reparações de pequenas dimensões, muitas vezes precisas no interior dos edifícios para serviços como canalização, manutenção eléctrica, pintura, necessitam de uma gestão de manutenção personalizada e especializada.

Tradicionalmente, todas as inspecções de equipamentos e lubrificação são atribuídas à organização de manutenção. As inspecções que exijam ferramentas especiais ou parcial desmontagem de equipamentos e mesmo as tarefas de lubrificação de rotina, devem ser mantidas dentro da organização de manutenção. Nestas tarefas críticas, a utilização de operadores qualificados e o próprio pessoal da produção, proporcionam uma melhor gestão do pessoal da instalação.

Na alteração e manutenção de novas instalações, é preciso ter em conta dois aspectos importantes: o tamanho das instalações e as políticas da respectiva organização. A construção de uma pequena instalação pode ser realizada por empreiteiros, no entanto, a administração e manutenção do mesmo tem que estar sob a responsabilidade do mesmo departamento. O mesmo poderá não acontecer na construção de instalações de maiores dimensões que, por norma, apresentam um departamento específico para a manutenção, ou contratam empresas exteriores à organização para realizar esta actividade. Quando as instalações e alterações são deixadas a cargo de empresas exteriores, a organização tem que permitir uma certa flexibilidade relativamente às suas políticas de manutenção e construção. Isto porque, não seria coerente da parte da organização, contratar uma empresa exterior e não concordar com as suas políticas de gestão e manutenção.

As funções secundárias surgem por razões de conveniência e para delegação de tarefas de menor importância, atribuídas ao departamento de manutenção.

  • Armazenagem: na maioria das instalações é necessário diferencia-la entre armazenagem automática e armazenagem geral. A administração de áreas mecânicas, normalmente fica encarregue por uma equipa de engenharia de manutenção devido à estreita relação desta actividade com outras operações de manutenção.
  • Protecção da instalação: para protecção e vigilância de uma instalação são necessários guardas e equipas de protecção contra incêndios, que normalmente são sistemas que interagem e partilham funcionalidades com equipas de engenharia de manutenção. Os elementos dos sistemas de protecção contra incêndios são seleccionados entre trabalhadores de diversas especialidades.
  • Eliminação de resíduos: a função de eliminação de resíduos e a manutenção de espaços exteriores são, em geral, combinadas por tarefas específicas do departamento de manutenção. Ou seja, existe trabalhos específicos da manutenção encarregues tanto pela eliminação de resíduos como limpeza e tratamento dos espaço exteriores.
  • Recuperação de sucatas: se a maior parte da actividade da instalação diz respeito a produtos de qualidade inferior, deve ser implementado uma unidade especial de recuperação de sucatas. Se as respectivas sucatas incluem componentes mecânicos, tais como desperdícios de madeira, papel e alguns recipientes, esse trabalho deve ser atribuído ao departamento de manutenção.
  • Administração de seguros: este grupo trata de reivindicações, processos de inspecção de equipamentos, ligação com representantes e tratamento das recomendações de seguros. Estas funções são normalmente remetidas para a manutenção, pois é aqui que se origina a maior parte da informação referida.

Existem muitas outras funções secundárias de manutenção, que não são lidadas por mais nenhum outro serviço ou departamento de uma instalação. É no entanto, preciso ter cuidado em não atenuar as responsabilidades primárias pela manutenção desses serviços secundários.

Actualmente, as funções da manutenção estão a ser transformadas em operações, com o objectivo de resolver os problemas do dia-a-dia, inerentes à manutenção da instalação física (instalações, máquinas, edifícios, serviços), para a boa ordem de funcionamento na organização. Quaisquer que sejam as responsabilidades do departamento de engenharia de manutenção, é importante que sejam claramente definidas e estabelecidos os limites de autoridade e responsabilidade, acordados por todos os interessados (Mobley, 2002, p. 1.3-1.5).