Logística/Manutenção de instalações/Manutenção de equipamentos e sistemas eléctricos/Segurança eléctrica

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


A electricidade é muito importante, dada a sua vasta utilização, mas também são muitos os perigos que advêm desta. Os técnicos que manuseiam as instalações eléctricas, têm de ter consciência dos perigos e para isso devem conhecer devidamente as regras e regulamentos de segurança oficiais. Estes regulamentos, têm como finalidade reduzir os riscos da utilização da energia eléctrica, desde a sua produção, nas centrais eléctricas, passando pelo transporte e distribuição até á sua utilização (desde a utilização doméstica, instalações industriais e comerciais).

As regras que os técnicos têm de seguir, não se restringem simplesmente aos aspectos inerentes á tecnologia eléctrica. Na verdade, muitos dos acidentes ocorrem devido a quedas de escadas durante a execução dos trabalhos. Os trabalhos em alta tensão são particularmente perigosos, pois os contactos com peças sob tensão são normalmente mortais, sendo este o motivo para que a alta tensão não possa ser utilizada em instalações domésticas e apenas em instalações industriais.

Actualmente, quando as regras de segurança são cumpridas devidamente, são raras as ocorrências de acidentes perigosos no manuseamento da energia eléctrica.

As instalações eléctricas, devem ser projectadas de forma a que não estejam acessíveis ao utilizador as partes condutores que possam estar sobre tensão, como por exemplo, quando se desmonta uma tomada, as zonas sobre tensão ficam acessíveis ao utilizador, podendo advir um choque eléctrico. Actualmente, existem disjuntores que protegem as instalações e evitam o choque eléctrico. Isto, deve-se ao facto do disjuntor se encontrar em contacto com peças condutoras, geralmente sem tensão, mas que por avaria podem passar a ficar com tensão. A função dos disjuntores é desligar automaticamente a corrente eléctrica em caso de avaria (Cabrita, 2007).

A primeira consideração na aplicação de equipamento protectivo deve ser a segurança do pessoal. Independentemente do equipamento, estar a ser usado em condições normais ou fora do comum, este não deve apresentar perigo para o pessoal ou para as estruturas quando está a ser utilizado.

Deve-se ter em consideração, que o sistema eléctrico deve ser instalado para uso com o mínimo de interrupção.

Quando uma situação anormal acontece, os dispositivos de protecção devem operar selectivamente, para desligar somente a parte do sistema que está com problemas.

As características, de segurança e de confiança, devem ser implantadas no sistema do modo mais económico possível, existindo uma vasta escolha de equipamento de protecção bem como uma grande diversidade de preços. O equipamento de protecção nunca deve ser comprometido, com a intenção na poupança dos custos, mas sim, com a intenção de ser o mais adequado. O custo, de modo a obter confiança no equipamento, deve estar equilibrado com o custo de reparação dos equipamentos e o custo de perda de produção devido á inactividade do sistema (Lewis, 1973, p. 5-168).