Logística/Gestão de armazéns/Picking/Introdução

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


O picking, também conhecido por order picking (separação e preparação de pedidos) pode ser definido como a actividade, na qual um pequeno número de produtos, é extraído de um sistema de armazenagem, para satisfazer um certo número de pedidos de clientes independentes. Os processos de picking tornaram-se uma parte importante do processo da cadeia de abastecimento. Esta actividade é vista como a mais intensiva e dispendiosa em quase todos os armazéns, onde o custo de separação e preparação dos pedidos é estimado em até 55% da despesa total de funcionamento do armazém. Como esta actividade envolve custos significativos e pode influenciar e afectar os níveis de satisfação do cliente, tem havido um número crescente de melhorias do processo, propostas para ajudar as empresas com essa questão da cadeia de abastecimento (Murray, 2009).

Existem cinco níveis de picking com base no tamanho da unidade que está a ser recolhida. São eles (Halsey, 1998):

  • Pallet picking - recuperação completa de paletes;
  • Layer picking - recuperação das camadas de caixas de paletes;
  • Case picking - recuperação completa de caixas do armazenagem;
  • Split-case picking - recuperação de embalagens internas das caixas em armazenamento;
  • Broken-case picking – recuperação de itens individuais de armazenamento.