Logística/Gestão de armazéns/Distâncias percorridas/Profundidade da armazenagem

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Com base na análise das figuras da referência em que se baseou este texto podemos constatar que a popularidade de artigos, pode influenciar a sua armazenagem nas respectivas áreas. As distâncias que um operador para trabalhar tem que percorrer são determinadas desde o centro de armazenagem até a um ponto de referência, geralmente colocado à entrada do corredor. Através de simulações com diferentes níveis de profundidade (1,2,3 e 4 unidades) pôde-se concluir que a distância mais pequena a percorrer seria a do corredor com três unidades de profundidade, seguida do de quatro unidades, duas unidades e uma unidade (Tompkins et al., 2003, p. 440) .

Tomando como exemplo uma fila com doze unidades e o ponto de referência à entrada do corredor, configurou-se a seguinte tabela ilustrativa para distâncias de quatro de profundidade por três de comprimento:

Profundidade Comprimento
B1 B4 A1 A4
B2 B5 A2 A5
B3 B6 A3 A6

Considerando o ponto de referência imediatamente à direita de A6 pode-se estimar os seguintes valores. Valores que são apresentados na seguinte tabela de profundidade de armazenagem:

Distância do ponto de referência 4 unidades 3 unidades 2 unidades 1 unidade
Distância até A6 2 2 2 2
Distância até A1 5 5 5 7
Distância até B6 5 4 5 8
Distância até B1 7 7 8 13
Distância média de viagem 4,75 4,5 5 7,5

Analisando as distâncias para A1, A6, B1 e B6 constatou-se que:

  1. A6 - primeiro lugar
  2. A1 - sexto lugar
  3. B6 - sétimo lugar
  4. B1 - décimo segundo lugar