Linux para iniciantes/O pacote OpenOffice.org

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Como atividade básica para todo e qualquer tipo de computador, existem os aplicativos designados para as atividades básicas no cotidiano, tanto em casa quanto no escritório: escrever textos, editar planilhas de orçamento, eventualmente manter catálogos de produtos, clientes, entre outras coisas. Provavelmente o exemplo de software mais conhecido destinado a suprir essas atividades é o Microsoft Office. Evidentemente, a Microsoft não desenvolve esse pacote para o Linux, mas existe um pacote de aplicativos para Linux de livre distribuição, destinado às mesmas atividades e compatível tanto com o Microsoft Office quanto com outras suítes do gênero como o Lotus SmartSuite e o Corel WordPerfect. Trata-se do OpenOffice.org.

Na versão em português do Brasil, esse pacote recebeu o nome de BrOffice, porque a marca OpenOffice já estava registrada no Brasil, mas é exatamente a mesma suíte de aplicativos. É também a base para o desenvolvimento do StarOffice, a suíte de aplicativos da Sun Microsystems.

Para quem está acostumado com o Microsoft Office, deve notar que o pacote é vendido em várias edições distintas: Home and Student, Small Business, Professional, Enterprise, etc; porém, no OpenOffice.org, há somente um único pacote, composto por sete aplicativos. Cada aplicativo será explicado a seguir.

Writer[editar | editar código-fonte]

Crystal Clear app xmag.pngVer módulo principal: OpenOffice.org/Writer

Trata-se do editor de textos do OpenOffice.org. Sendo totalmente compatível com o Microsoft Word até a versão 2003, possui a maior parte dos recursos deste aplicativo. Quase todas as funções do Word estão presentes também no Writer. Há uma função no Writer especialmente ausente no Word, que é o suporte nativo à exportação de arquivos PDF, lidos pelo Acrobat Reader. Assim como o Word, o Writer também tem suporte a macros em um ambiente de programação avançado, usando quatro linguagens: Basic, Python, JavaScript e PERL. Porém, as macros do Word não são reconhecidas no Writer, e vice-versa. Os arquivos de texto do Writer recebem a extensão .ODF por padrão, mas essa extensão pode ser modificada para o formato nativo de outros editores de texto.

Tela do Writer
Figura 1: Tela do Writer

Calc[editar | editar código-fonte]

Crystal Clear app xmag.pngVer módulo principal: OpenOffice.org/Calc

É a planilha eletrônica, similar ao Excel, ao Quattro Pro e ao Lotus 1-2-3, e também é compatível com todos esses programas. Entretanto, até a versão atual, não existe uma função equivalente ao Solver, do Excel, uma ferramenta para otimização de variáveis, bastante usada por quem trabalha com logística, estoques e custos. Esta ferramenta, segundo anunciado pelos desenvolvedores, deve estar disponível a partir da versão 3.0, agendada para 2008. Os demais recursos, como os gráficos, fórmulas e macros, são iguais aos das demais planilhas.

Tela do Calc
Figura 2: Tela do Calc

Impress[editar | editar código-fonte]

É um programa de apresentações multimídia, similar ao PowerPoint e ao Lotus Freelancer, e compatível com ambos. Possui uma extensa gama de efeitos de composição e de transição de slides, porém, é preciso tomar cuidado para não colocar efeitos muito chamativos em objetos grandes, porque isso pode causar lentidão e o efeito pode se perder completamente. Há também suporte ao uso de ClipArts e multimídia.

Tela do Impress
Figura 3: Tela do Impress

Base[editar | editar código-fonte]

É o gerenciador de bancos de dados do OpenOffice.org. Tem suporte a SQL, mas o único tipo de suporte a outros formatos é ao do dBASE, não sendo, portanto, compatível com o Microsoft Access nem com o Lotus Approach. Todos os arquivos de base de dados gerados pelo Base são lidos apenas por outros computadores com o Base instalado. O software tem suporte a macros de automatização.

Tela do Base
Figura 4: Tela do Base

Draw[editar | editar código-fonte]

É um software de editoração eletrônica e desenho vetorial, similar ao CorelDraw e ao Microsoft Publisher (porém sem suporte para ambos). Tem suporte nativo ao formato WMF (metarquivo do Windows), exporta para PDF, mas não consegue importar o formato vetorial SVG.

Tela do Draw
Figura 5: Tela do Draw

Ver também[editar | editar código-fonte]


Nuvola apps konsole.png

Esta página é um esboço de informática. Ampliando-a você ajudará a melhorar o Wikilivros.