Lógica/Lógica Tradicional/Ontologia e Predicação

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Ontologia e predicação[editar | editar código-fonte]

Com o que foi visto até agora não se tem o suficiente para determinar a invalidade de raciocínios como:
Sócrates é branco.
Branco é uma cor.
Logo Sócrates é uma cor.
A natureza do erro deste raciocínio consiste em ter premissas onde a relação lógica e semântica entre o sujeito e o predicado é distinta entre ambas. Ou seja, num silogismo válido, as premissas devem ter a mesma relação entre o sujeito e o predicado.
Aristóteles estudou a fundo a questão das relações lógico-semânticas estabelecidas pelo verbo "ser" - lembrando que no Grego, assim como no Inglês, no Alemão etc., "ser" e "estar" são o mesmo verbo - nas obras Metafísica e De Interpretatione, entre outras.

Essenciais[editar | editar código-fonte]

Definições[editar | editar código-fonte]
"Pois no que diz respeito às definições, a maior parte da discussão é se são o mesmo ou distintos" (Tópicos I, 102a 2).
Gênero[editar | editar código-fonte]

Contingentes[editar | editar código-fonte]

Nuvola apps edu phi.png

Esta página é um esboço de Filosofia. Ampliando-a você ajudará a melhorar o Wikilivros.