Introdução à física/Dinâmica/Leis de Newton/Lei da ação e reação

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A terceira lei de Newton também é conhecida como lei da ação e reação.

Introdução[editar | editar código-fonte]

Sabemos que a força é fruto da interação, ou seja, uma força atuante em um corpo representa a ação que este corpo recebe de um outro corpo. Isaac Newton percebeu que toda ação estava associada a uma reação, de forma que, numa interação, enquanto o primeiro corpo exerce a força sobre o outro, também o segundo exerce força sobre o primeiro. Assim, em toda interação teríamos o nascimento de um par de forças: o par ação-reação.

Enunciado[editar | editar código-fonte]

Segundo a edição de 1726, a Terceira lei de Newton expressa:

Actioni contrariam semper et aequalam esse reactionem:
sive corporum duorum actiones in se mutuo semper esse aequales et in
partes contrarias dirigi.

A toda a ação sempre se opõe uma reação igual; ou, as ações mútuas de dois 
corpos são sempre iguais e dirigidas às partes contrárias.

O Princípio da ação e reação constitui a Terceira Lei de Newton e pode ser enunciado assim:

Se um corpo A aplicar uma força sobre um corpo B, receberá deste uma força de mesma intensidade, mesma direção e sentido oposto à força que aplicou em B.

As forças de ação e reação têm as seguintes características:

  • estão associadas a uma única iteração, ou seja, correspondem às forças trocadas entre apenas dois corpos;
  • têm sempre a mesma natureza (ambas de contato ou ambas de campo), logo, possuem o mesmo nome (o nome da interação);
  • atuam sempre em corpos diferentes, logo, não se equilibram.


"Para cada ação há sempre uma reação oposta e de igual intensidade."