Iniciação à música/Conceitos introdutórios

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ir para o capítulo anterior: Prefácio Iniciação à música Ir para o próximo capítulo: Pautas musicais

Definições[editar | editar código-fonte]

Wikipedia
A Wikipédia tem mais sobre este assunto:
Música

A música é a arte dos sons. Mais especificamente, uma obra musical é um conjunto de sons ordenados - sejam simultaneamente ou em sequência - de acordo com critérios artísticos e distribuídos ao longo de um espaço de tempo.

Por ser constituída de ondas sonoras, a música é uma arte que está sujeita às características físicas dos sons e à forma como estes sons são captados e entendidos pelo homem. Estas características são:

  • Duração: dada pelo tempo de duração da onda sonora.
  • Intensidade (volume): dada pela amplitude da onda sonora, ou seja, é o que determina se um som será "mais fraco" ou "mais forte".
  • Altura: dada pela frequência de oscilação da onda sonora. Resulta nas chamadas notas musicais. Em uma partitura, identifica-se a altura através da posição vertical da nota no pentagrama. Quanto maior é a frequência, mais aguda é a nota, e quanto menor, mais grave é.

Pentagrama 1.jpg

  • Timbre: dado pela desenho da onda e pela combinação de diferentes frequências inter-relacionadas (harmônicos) produzidas por uma mesma fonte sonora. Através do timbre é que podemos reconhecer a origem do som, ou seja, é a propriedade do som responsável pela diferença entre o soar de um piano, um violão, a voz humana, etc.

Além de se diferenciar os tipos de sons a serem emitidos, também é de fundamental importância para a obra musical o momento exato de emissão de cada som, e o tempo de duração do mesmo. Dessa forma, ao se selecionar criteriosamente as propriedades e o tempo dos sons a serem emitidos, a música se diferencia de ruídos ditos "não musicais", produzindo respostas emocionais especiais nos ouvintes.

  • Melodia: A música de forma horizontal. Um exemplo seria o solo ou o canto.
  • Harmonia: A música vertical. O plano de fundo, a base que sustenta a melodia, onde geralmente utiliza-se acordes.

Notas Musicais[editar | editar código-fonte]

Ao todo existem 7 (sete) notas naturais e 5 (cinco) acidentes musicais, totalizando 12 notas musicais. A unidade de medida usada para se medir a "distância" entre uma nota e outra é o tom, que dividido na metade resulta no semitom, a menor "distância" possível entre uma nota e outra na música ocidental. Na música oriental se emprega o quarto-de-tom. Quando se aumenta uma nota em um semitom, dizemos que tal nota é um sustenido, representado pelo símbolo "#". Quando se diminui determinada nota em um semitom, obtém-se um bemol, representado pelo símbolo "b". As notas possuem uma sequência natural, que é:

Do - Do#/Réb - Ré - Ré#/Mib - Mi - Fa - Fa#/Solb - Sol - Sol#/Lab - La - La#/Sib - Si - Do